Ateus obtém vitória política e ensino do criacionismo é proibido na Escócia

por  Leiliane Roberta Lopes

estudante

Primeiro foi o Referendo que aprovou o casamento homossexual na Irlanda, agora o Criacionismo é proibido na Escócia, o que está acontecendo lá pras bandas da Bretanha? O cerco aos cristãos está se fechando a cada dia, quem tem entendimento entenda e quem tem ouvidos ouça…

Voltando á questão da Evolução x Criação, o fato é que a Teoria da Evolução possui muitas falhas, qualquer pesquisa rápida na internet e encontramos mais de 10 falhas… só pra citar algumas extraídas do blog darwinismo.wordpress.com:

1. Crer na evolução viola a Primeira Lei da Termodinâmica, a lei da conservação da energia, que estabelece que a energia pode ser convertida de uma forma a outra, mas não pode ser criada ou destruída.

2. Crer na evolução viola a Segunda Lei da Termodinâmica, a lei da dissipação da energia.

3. A evolução viola a Lei da Biogénese de que a vida vem apenas de uma vida pré-existente e apenas perpetua sua própria espécie.

4. Não existe prova alguma no registro fóssil que confirme a evolução.

5. Os registos fósseis falharam ao documentar um simples e verificável “elo perdido” entre o símio e o homem.

6. A evolução falha ao explicar a existência de uma “célula simples”.

Sem falar no problema da Macroevolução que nunca ocorreu…

vejamos trechos da entrevista de Lee Strobell com Bradleu – grande cientista, que se encontra completa no link

https://exateus.com/2015/03/18/resposta-da-terceira-objecao-deus-continua-vivo-e-passa-bem/

Lee- O Senhor não vê problema em dizer que a melhor explicação parece ser um Planejador Inteligente?

Bradley – De maneira alguma. Acho que as pessoas que acreditam que a vida surgiu de modo natural precisam ter muito mais fé que as pessoas que concluem racionalmente que existe um Planejador Inteligente.

Lee – O que impede que mais cientistas chequem a essa conclusão?

Bradley – Muitos já chegaram. Porém, em alguns casos, a filosofia atrapalha. Se eles estão persuadidos de antemão que Deus não existe, não importa quão convincentes sejam as evidencias, sempre negarão: “Aguarde e nós encontraremos algo melhor no futuro”!

_________________________________________________________________________________________________

Oficialmente, a maior parte da população da Escócia é formada por cristãos. O país foi berço de um movimento missionário de alcance mundial no início do século 20. Pouco mais de cem anos depois, o percentual de cristãos caiu para pouco mais de 66% em 2001 e no ano passado chegou a 55%. Há muita incerteza entre os membros da igreja.

Nas igrejas protestantes (evangélicas), 23% dos entrevistadosdisseram não acreditar que Jesus foi alguém real, enquanto 14% dos membros da Igreja Católica pensam o mesmo.

Talvez por isso teve pouca repercussão o fato de o ensinamento sobre o criacionismo ser proibido nas escolas do país. Seguindo uma decisão já tomada pelos governos da Inglaterra e do País de Gales, acabou a tradição de se apresentar a ideia que Deus criou o mundo como válida.

Depois de anos lutando na justiça, o grupo ateista Scottish Secular Society (SSS), comemorou. Paul Braterman, conselheiro científico do SSS, declarou: “Finalmente conseguimos que o criacionismo não deva e não possa ser ensinado como ciência”.

O governo escocês, através de porta-voz, alega que tomou essa decisão para que os alunos sejam expostos a “questões complexas e desafiadoras que possam desenvolver seus sensos críticos”.

Desde setembro de 2014 a SSS tinha uma petição junto ao Parlamento Escocês para proibir que as escolas falassem sobre Deus. Alguns membros do Parlamento escocês, que fazem parte da Comissão de Educação e Cultura, emitiram uma nota esclarecendo que não havia necessidade de uma legislação sobre o assunto, pois os professores devem ser capazes de “exercer seu julgamento” sobre o assunto.

O jornal Herald Scotland ouviu um porta-voz do governo escocês, que foi categórico: “A educação na Escócia não relacionará mais o criacionismo como um princípio científico. Isso não faz parte do aprendizado e do ensino de ciências nas nossas escolas”. Com informações de IFL Science

Gospelprime

Anúncios

O justo viverá da fé

Por José Domingos Martins da Trindade

adoraçao

Essa expressão aparece 4 vezes na Bíblia e se torna um principio fundamental do nosso relacionamento com Deus e da Salvação em Cristo. No contexto de Habacuque, o profeta é surpreendido com o agir de Deus que castigou merecidamente  o povo de Israel que estava desviado, só que  utilizando uma nação mais ímpia do que o próprio Israel.

Os propósitos de Deus muitas vezes parecem sem sentidos para nós, por isso mesmo temos que ter fé que o Senhor está fazendo  o melhor pras nossas vidas e para Sua Obra.

Porque fulano morreu tão cedo? Porque eu não fico rico? Porque fulano prospera e nem é crente? São perguntas que muitas vezes não temos a resposta, mas que temos que confiar que na matemática de Deus foi a melhor opção a acontecer!

Talvez uma pessoa que morreu ainda criança, foi salva na inocência, mas se chegasse a ser adulta traria muito dano e si mesmo e a outros, talvez se alguém ficasse rico se desviaria dos caminhos do Senhor, ou um fulano que é abastado ainda que não tenha o temor de Deus, ajuda muita gente com sua empresa, gerando emprego e renda.

O certo é que “os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor.

Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos. Isaías 55: 8,9

Já no contexto das Cartas de Paulo, “O Justo viverá da Fé” vira dissertação teológica da Salvação pela Fé, que levou Martinho Lutero a romper com o conceito de Salvação pelas obras da Igreja Católica, dando impulso à Reforma Protestante.

O Justo viverá pela Fé, não poderia deixar de aparecer em Hebreus, que desenvolve toda uma temática da Fé, elencando uma galeria de heróis da Fé.

“E que mais direi? Faltar-me-ia o tempo contando de Gideão, e de Baraque, e de Sansão, e de Jefté, e de Davi, e de Samuel e dos profetas,

Os quais pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões,

Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos. Hebreus  11:32-34”

No tema da Fé grande foi Jó, que cunhou as seguintes frases:  “Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá”. “receberemos de Deus o bem, e não receberemos o mal?  “Ainda que ele me mate, nele eu confiarei”  “Pois eu sei que o meu Redentor vive, e que por fim se levantará sobre a terra.” Que contraste com as pessoas de hoje que pregam e acreditam na Teologia da Falsa Prosperidade, que vão as Igrejas para barganharem com Deus.  Que “pulam” de Igreja em Igreja atrás das bênçãos mas que não procuram o verdadeiro abençoador que é Jesus de Nazaré.

Finalizo novamente com Habacuque: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto nas vides; ainda que falhe o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado.

todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação”.

Papa Francisco está com medo de Cientistas conseguirem abrir as portas do Inferno!

gafanhoto

Mais uma vez o Papa Francisco perece por falta de conhecimento… através de um discurso em tom de desespero na Praça São Pedro, o Papa fez o seguinte alerta: “Meus irmãos em Cristo, nós estamos vivendo em tempos de desespero” , ele disse à multidão.“A ciência está prestes a testar os limites de Deus e sua criação. Deus criou as fronteiras entre o mundo dos vivos eo mundo dos mortos. São estes os cientistas sobre a desencadear em cima de nós os portões do inferno? “ ele perguntou a seus seguidores, visivelmente abalado. “São estes os dias de escuridão, de que fala a Bíblia? São as hordas de demônios à espreita nas covas de fogo do inferno prestes a ser empurrado em cima do mundo? Estas são questões que devem ponderar antes de permitir que os cientistas para avançar para tais experimentos “, explicou.

Tudo isso porque Cientistas estão fazendo experimentos com o bóson de Higgs (partícula de Deus), que segundo eles podem criar entrada para Universos paralelos… através do Grande colisor de Hadrons usando grande quantidades de energia!

Na Bíblia que eu sigo e acredito fala que a abertura do Poço do Abismo, que liberará gafanhotos demoníacos só acontecerá no período da Grande Tribulação e é um evento permitido e controlado pelo próprio Deus para castigo dos ímpios! veja o que nos narra Apocalipse 9:

E o quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que do céu caiu na terra; e foi-lhe dada a chave do poço do abismo.
E abriu o poço do abismo, e subiu fumaça do poço, como a fumaça de uma grande fornalha, e com a fumaça do poço escureceu-se o sol e o ar.
E da fumaça vieram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dado poder, como o poder que têm os escorpiões da terra.
E foi-lhes dito que não fizessem dano à erva da terra, nem a verdura alguma, nem a árvore alguma, mas somente aos homens que não têm nas suas testas o selo de Deus.
E foi-lhes permitido, não que os matassem, mas que por cinco meses os atormentassem; e o seu tormento era semelhante ao tormento do escorpião, quando fere o homem.
E naqueles dias os homens buscarão a morte, e não a acharão; e desejarão morrer, e a morte fugirá deles.
E o parecer dos gafanhotos era semelhante ao de cavalos aparelhados para a guerra; e sobre as suas cabeças havia umas como coroas semelhantes ao ouro; e os seus rostos eram como rostos de homens.
E tinham cabelos como cabelos de mulheres, e os seus dentes eram como de leões.
E tinham couraças como couraças de ferro; e o ruído das suas asas era como o ruído de carros, quando muitos cavalos correm ao combate.
E tinham caudas semelhantes às dos escorpiões, e aguilhões nas suas caudas; e o seu poder era para danificar os homens por cinco meses.
E tinham sobre si rei, o anjo do abismo; em hebreu era o seu nome Abadom, e em grego Apoliom.
Apocalipse 9:1-11

Portanto meus irmãos, não tenham medo como o Papa, tenham medo de não possuírem o Selo de Deus que é o Espírito Santo!

Com informações de: worldnewsdailyreport

________________________________________________________________________________________

fotov

Demônio Trabalhando – Material de Cura e Libertação!

Para Maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=C2991643J

O eunuco etíope

por José Domingos Martins da Trindade

EUNUCO   Sempre quando sou chamado a dar alguma palavra na Igreja, e não tenho nada preparado, costumo utilizar-me do texto contido em At 8:26-40 que diz assim: Um anjo do Senhor disse a Filipe: “Vá para o sul, para a estrada deserta que desce de Jerusalém a Gaza”.
Ele se levantou e partiu. No caminho encontrou um eunuco etíope, um oficial importante, encarregado de todos os tesouros de Candace, rainha dos etíopes. Esse homem viera a Jerusalém para adorar a Deus e,de volta para casa, sentado em sua carruagem, lia o livro do profeta Isaías.E o Espírito disse a Filipe: “Aproxime-se dessa carruagem e acompanhe-a”.Então Filipe correu para a carruagem, ouviu o homem lendo o profeta Isaías e lhe perguntou: “O senhor entende o que está lendo? ”
Ele respondeu: “Como posso entender se alguém não me explicar? ” Assim, convidou Filipe para subir e sentar-se ao seu lado.
O eunuco estava lendo esta passagem da Escritura: “Ele foi levado como ovelha para o matadouro, e como cordeiro mudo diante do tosquiador, ele não abriu a sua boca.
Em sua humilhação foi privado de justiça. Quem pode falar dos seus descendentes? Pois a sua vida foi tirada da terra”.
O eunuco perguntou a Filipe: “Diga-me, por favor: de quem o profeta está falando? De si próprio ou de outro? ”
Então Filipe, começando com aquela passagem da Escritura, anunciou-lhe as boas novas de Jesus.
Prosseguindo pela estrada, chegaram a um lugar onde havia água. O eunuco disse: “Olhe, aqui há água. Que me impede de ser batizado? ”
Disse Filipe: “Você pode, se crê de todo o coração”. O eunuco respondeu: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”.
Assim, deu ordem para parar a carruagem. Então Filipe e o eunuco desceram à água, e Filipe o batizou.
Quando saíram da água, o Espírito do Senhor arrebatou Filipe repentinamente. O eunuco não o viu mais e, cheio de alegria, seguiu o seu caminho.
Filipe, porém, apareceu em Azoto e, indo para Cesaréia, pregava o evangelho em todas as cidades pelas quais passava.

Para pregar sobre esse texto costumo me basear por um sermão do pastor Alejandro Bullón, adventista, que traz o eunuco como uma pessoa bem sucedida profissionalmente, com muitos bens materiais, pois cuidava do tesouro da Rainha, mas que provavelmente se sentia incompleto, infeliz, até mesmo por ser castrado. Nós evangélicos sabemos que só quem pode preencher um vazio existencial é Jesus Cristo de Nazaré. O problema é que muitos crentes tem se tornado vítima desse vazio, da depressão, simplesmente porque estão caindo naquele erro que Asaf quase caiu, ou seja, estão invejando a prosperidade do Impio.

            Muita gente buscando primeiramente “outras coisas” e se possível o Reino dos céus “acrescentando”, senão, o importante são esses 20,30 no máximo 50 anos de bonança aqui na Terra mesmo. “Mas Deus lhe disse: Louco! esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado, para quem será? Lucas 12:20

 O eunuco andava triste, cabisbaixo quando se lembrou da frase já conhecida no oriente antigo que a “Salvação” viria dos Judeus, resolveu então ir a Jerusalém, cidade que muito tempo atrás a Rainha de Sabat conheceu a sabedoria de Salomão, cidade em que os Magos do oriente foram atrás do nascimento do Salvador.

Em Jerusalém era festa, mas o Eunuco saiu de Lá mais triste ainda do que tinha chegado, porque a Festa era vazia, era farisaica, era de aparência,  mas Aquele que contempla tudo, o estava contemplando, Ele contempla você, Ele não te esqueceu, está verificando se as intenções do seu coração são sinceras, pra no momento certo mandar um homem ou uma mulher de Deus te ajudar e mostrar o caminho da Salvação e da Felicidade.

O Eunuco lia o profeta Isaias, na seguinte passagem: “Ele foi levado como ovelha para o matadouro, e como cordeiro mudo diante do tosquiador, ele não abriu a sua boca. Essa passagem é a mesma que os Morávios em 1727 contemplaram em visão e entenderam a pecaminosidade humana e a grandeza da Obra de Cristo que se entregou em sacrifício por nós. Os morávios depois disso, conseguiram manter 100 anos de oração ininterrupta, o que contribuiu para que fossem uma igreja pioneira em mandar missionários evangélicos para grandes partes do mundo e foram o precursores do avivamento pentecostal.

 elipe mostrou Jesus nas Escrituras ao Eunuco que creu e foi batizado, esse é o papel da igreja, que através da ação do Espírito Santo leva Jesus aos famintos, e faz discípulos. O Eunuco deve ter se tornado um grande missionário quando retornou às suas terras, fortalecendo com já citado a obra da Rainha de Sabá e do profeta Daniel que influenciou a sabedoria do Oriente, fazendo com que os Reis Magos esperassem o nascimento do Messias em Israel.

             Deus têm uma obra na vida de cada um de nós, basta nos colocarmos a disposição que Ele nos capacitará: Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?
E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.
Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?
De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.
Romanos 10:14-17

Assista essa mensagem em vídeo:

https://exateus.com/2016/05/27/mensagem-o-eunuco-etiope/

_________________________________

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

 

A Bíblia fala de dinossauros?

Por John D. Morris, Ph.D.

Quando eles são inicialmente expostos ao modelo criacionista da história da Terra, os Cristãos e os não-Cristãos normalmente fazem a mesma questão: “E então e os dinossauros?” Parece que décadas de lavagem cerebral evolucionista levou muitas pessoas a equivaler os dinossauros com a teoria da evolução.

Dinossauro_SauropodePara além disso, há já muito tempo que os dinossauros têm sido uma ferramenta eficaz para o ensino do dogma evolutivo, mas se eles realmente existiram, então duma forma ou doutra eles ajustam-se ao quadro Bíblico.

A Bíblia diz que todas as coisas foram criadas durante os seis dias da semana da criação (Êxodo 20:11, etc), incluindo os dinossauros. Os reptilíneos dinossauros foram (por definição) animais terrestres que foram criados por no Sexto Dia sob a categoria dos “os animais selvagens” (Génesis 1:24,25).

Houve também répteis marinhos enormes criados no Quinto dia (versículo 21). Juntamente com todos os animais e com a humanidade, eles foram criados para serem vegetarianos (versículos 29 e 30), visto que não havia morte antes de Adão e Eva se rebelarem contra Deus.

Dos muitos fósseis de dinossauros que são encontrados, quase todos exibem evidências de terem sido exclusivamente vegetarianos. Muitos dos tipos de fósseis de dinossauro realmente têm dentes afiados, garras afiadas, placas de blindagem, etc, muito provavelmente usados para uma variedade de propósitos defensivos ou ofensivos.

Claro que os cientistas nunca sabem com toda a certeza os hábitos alimentares dum animal quando tudo o que têm são pedaços de animais mortos como objectos de estudo, e para além disso a maior parte dos dinossauros são extremamente fragmentários, normalmente nada mais que partes dum único osso.

Muitos animais vivos actualmente têm dentes afiados que são usados estritamente para fins pacíficos, mas sabe-se o suficiente sobre os dinossauros para se ter uma forte ideia de que alguns eram carnívoros.

A Bíblia não diz quando foi que eles obtiveram essa habilidade, mas certamente que há pistas. Quando Adão e Eva se rebelaram, Deus pronunciou uma terrível maldição de morte sobre toda a criação.

Ao fazê-lo, Ele não só cumpriu a Sua promessa de que eles começariam a morrer (Génesis 2:17), como evidentemente alterou a composição genética de cada “tipo” de modo a que os seus descendentes passassem a ser, para sempre, diferentes. Deus alterou a estrutura corporal de Eva (3:16), das plantas (v.18), e também dos animais (v. 14).

Provavelmente foi por esta altura que os dinossauros adquiriram partes corporais criadas com propósitos agressivos ou de defesa. Isto pode ser uma especulação com dimensões consideráveis, mas é preciso levar em conta que o pecado estraga tudo, e decorrido que estava um curto período de tempo, toda a criação se encontrava corrompida (Génesis 6:11,12,7).

Deus disse a Noé para trazer para dentro da Arca um par de cada tipo de animal terrestre, incluindo, obviamente, os dinossauros (7:15). Reconhecendo que, como répteis, os dinossauros continuariam a crescer para o resto da sua vida, implicando que os mais velhos seria os maiores, havia espaço suficiente dentro da Arca para os dinossauros mais jovens.

Logo, os dinossauros que se encontravam dentro da Arca muito provavelmente eram jovens adultos, não maiores que uma vaca muito provavelmente.

Mas o mundo que veio a existir depois do Dilúvio era muito diferente do mundo pré-Diluviano, com muito menos vegetação, mais frio, com clima mais duro, e evidentemente os dinossauros foram gradualmente morrendo.

Dinossauro_Mokele_MbembeÉ provável que eles tenham sido caçados até à sua extinção, algo que é indicado pelas muitas lendas de dragões cujas descrições assemelham-se muito com a descrição de dinossauros.

De qualquer forma, a história Bíblica tem explicações para os dinossauros – a sua criação, o seu estilo de vida, e a sua extinção.

Os pais Cristãos são assim encorajados a usar os dinossauros como forma de ensinar as verdades Bíblicas.

– http://goo.gl/rjub96

https://darwinismo.wordpress.com

O papa está errado sobre a pena capital

Joseph Farah

Como o artigo não mostra os versículos  da pena capital ser aprovada por Deus, eis uma síntese:

No Velho Testamento  a pena de morte era sentenciada para várias práticas criminosas: assassinato (Êxodo 21:12), seqüestro (Êxodo 21:16), deitar-se com animais (Êxodo 22:19), adultério (Levítico 20:10), homossexualismo (Levítico 20:13), ser um falso profeta (Deuteronômio 13:5), prostituição e estupro (Deuteronômio 22:4). Mas mesmo antes da Lei, Deus já falava a Noé que: “ Quem derramar o sangue do homem, pelo homem o seu sangue será derramado; porque Deus fez o homem conforme a sua imagem.

A pena de Morte no Novo Testamento é preconizada nos seguintes versículos:

  • Mateus 26:52
  • Atos 25:11
  • Romanos 13:1-5
  • 1ª Pedro 2:13,14
  • Apocalipse 13:10

Mt 26:52 –  Então Jesus disse-lhe: Embainha a tua espada; porque todos os que lançarem mão da espada, à espada morrerão.

At 25:10-11 – Mas Paulo disse: Estou perante o tribunal de César, onde convém que seja julgado; não fiz agravo algum aos judeus, como tu muito bem sabes.
Se fiz algum agravo, ou cometi alguma coisa digna de morte, não recuso morrer; mas, se nada há das coisas de que estes me acusam, ninguém me pode entregar a eles; apelo para César.

Rm 13: 1-5 – Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.

Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.
Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela.
Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.
Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.

1 Pe 2: 13,14 -Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior;

Quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor dos que fazem o bem.

Ap 13:10 – Se alguém leva em cativeiro, em cativeiro irá; se alguém matar à espada, necessário é que à espada seja morto. Aqui está a paciência e a fé dos santos.

_____________________________________________________________

Papa Francisco I 8

O Papa Francisco, como seus antecessores nesse cargo, está dando declarações amplas acerca de questões políticas e morais sobre temas recentemente, desde a pena capital até à catastrófica mudança climática provocada pelo homem.

Do que consigo deduzir sobre as ideias dele acerca desses assuntos, os sentimentos dele são fortes, há pouca ambiguidade em suas convicções, mas não existe quase nenhum argumento intelectual ou moral oferecido para apoiar suas opiniões.

Vamos pegar a questão da pena capital, por exemplo.

Ele disse recentemente que não há mais justificativa para a pena de morte no mundo hoje. Ele a chamou de “inadmissível, independente da gravidade do crime.” Mas o papa vai mais longe nisso. Ele também caracterizou sentenças de prisão perpétua como “pena de morte disfarçada” e confinamento solitário como uma “forma de tortura,” dizendo que deveriam ser abolidos.

Os comentários dele levantam várias questões para o público considerar antes de responder automaticamente ao apelo emocional de tais declarações:

  • O que exatamente deveríamos fazer com pessoas que comentem crimes hediondos, tais como assassinato em massa de inocentes, inclusive crianças e indefesos idosos e enfermos?
  • Qual é o castigo apropriado para atos de genocídio?
  • Já que o papa tem tal ódio da “tortura,” o que ele sugeriria como sentença apropriada para alguém que estupra crianças e as mata para evitar a descoberta de seus crimes?
  • E, por último, de que fonte o papa obtém suas convicções morais acerca de tais assuntos, considerando que a Bíblia claramente aprova a pena de morte por assassinato?

É fácil fazer condenações amplas da pena de morte como um líder religioso para ganhar louvores de milhões como um moralista. É como se declarar a favor da paz mundial. O problema surge quando consideramos as alternativas — uma das quais, prisão perpétua, o papa chama de imoral.

Posso, de forma humilde e respeitosa, sugerir que deveríamos esperar um pouco mais do papa do que declarações de banalidades morais? Afinal, vivemos num mundo caído, conforme presumo que o papa reconhece. Não existe justiça perfeita neste planeta. Mas Deus, na Bíblia, nos ofereceu algumas normas práticas, e até mandamentos, sobre como o homem deve se governar em nossa condição caída. Francamente, vejo pouca conexão entre o que o papa sugere e o que Deus ordena.

Acima de tudo, a pena de morte está na Bíblia. Não sei sobre você, mas obtenho minhas ideias sobre certo e errado da Bíblia.

Desafio qualquer um a ler a Bíblia inteira e me dizer que Deus não aprova a pena capital. Aliás, Deus não a reserva exclusivamente para o crime de assassinato. E Ele não só a aprova, mas também a prescreve.

Eu sugiro para você que o motivo por que Deus a prescreve é que Ele valoriza muito a vida. A ironia, é claro, é que os inimigos da pena de morte acreditam que estão valorizando a vida ao se opor à pena de morte. Mas isso é apenas mais evidência do que a Bíblia se refere frequentemente como o homem sendo “sábio aos seus próprios olhos.”

A própria razão por que a pena capital é moralmente certa é que coloca tal valor elevado na vida humana inocente. É a expressão máxima de que valorizamos a vida em grau muito elevado. Seu objetivo é desestimular os que poderiam considerar tirar uma vida. E, não existe dúvida em minha mente de que se a usássemos com mais frequência e com mais certeza em casos de assassinato, serviria como um desestímulo formidável.

Ela representa bom senso. Mas num mundo que cada vez mais aceita a pena de morte no útero para a vida humana mais inocente — os bebês em gestação — e denuncia a pena de morte para os que cometem os crimes mais bárbaros contra os inocentes, é evidente que estamos nos afastando do jeito de Deus de fazer as coisas.

Fazer justiça contra crimes hediondos é uma das razões por que Deus institui o governo. Como sempre, muitos no governo querem abdicar de sua responsabilidade de cumprir os poucos deveres pelos quais o governo é útil, como defender a nação, controlar as fronteiras, controlar a moeda e fazer justiça para os que se tornaram vítimas.

Penso sobre esse último dever — fazer justiça para os que se tornaram vítimas. Você consegue imaginar o que acontece quando o governo abdica de sua responsabilidade de executar justiça para as vítimas e suas famílias? Leva à justiça pelas próprias mãos e um ciclo de violência, amargura, desamparo e desespero.

Executar assassinos devidamente condenados não é só um papel legítimo do governo. É um dever.

Os fundadores dos Estados Unidos compreendiam isso. Eles fiscalizaram sua implementação. Não havia nenhum pensamento em qualquer um deles de que isso foi “castigo cruel e fora do normal,” como alguns revisionistas buscam sugerir.

É claro que se mais restrições na pena capital acontecerem nos EUA, não virão por meio da expressão da vontade do povo — por ação popular ou mesmo legislativa. Virão por meio de decreto judicial — como tantas outras ideias impopulares que têm sido forçadas goela abaixo do público americano.

Este é o mundo em que vivemos hoje — onde preto é branco, para cima é para baixo, esquerda é direita e certo é errado.

Então, de onde é que o papa obtém suas convicções morais sobre a pena de morte? Ele não tem a obrigação de oferecer aos seus seguidores e não seguidores igualmente algo mais do que sua opinião pessoal? E se não é nada mais do que sua opinião pessoal, ele não deveria deixar isso claro?

Mais ao caso, será que o papa está sugerindo que ele é mais sábio do que Deus? Ou ele está sugerindo que Deus mudou de ideia acerca da pena capital?

Traduzido por Julio Severo do artigo original do WorldNetDaily: Pope wrong about capital punishment

Fonte: www.juliosevero.com