Sublimação ou Providência Divina?

Freud exemplificou como atividades da Sublimação principalmente as atividades intelectuais e artísticas.  Sublimação seria um processo que explicaria as atividades humanas que não teriam aparentemente relação com a sexualidade. A pulsão sublimada seria desviada para um novo objetivo não sexual de estimado valor para a sociedade.

Os estudos de Freud a respeito da Sublimação nunca chegaram muito longe. Não há delimitação do campo das atividades sublimadas, ela englobara o conjunto das atividades adaptativas como trabalho, ócio etc? ou apenas atividades de criação intelectual? A falta de uma teoria coerente da sublimação continua sendo uma das carências do pensamento psicanalítico.

Uma visão religiosa sobre o assunto:

Por “ironia do destino” O apologista cristão William Lane Craig muitas vezes é perguntado sobre sua enfermidade neuromuscular congênita que provoca uma atrofia das extremidades, porque Deus não realiza uma cura em você? Esse é o objetivo de tal pergunta!

Craig responde que Deus tem usado essa enfermidade para moldar a sua personalidade de uma maneira extraordinária! Como não pode ser um atleta, acabou abraçando a vida acadêmica.

A Bíblia também dá exemplos: O Apóstolo Paulo depois de receber várias Revelações de Deus sobre a Eternidade, recebeu também o que chamava de Espinho  na Carne, pediu então intensamente que Deus o removesse, a resposta de Deus foi:” A minha Graça te basta porque a minha força se aperfeiçoa na Fraqueza”! – Com isso Paulo não poderia se tornar arrogante e pretensioso, por ter recebido tão grandes revelações da parte de Deus.

Deus pode até mesmo usar coisas ruins para revelar os seus desígnios na vida de uma pessoa, como diz a Palavra:  E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus.

Anúncios

Tipologia Humana e o ateísmo!

Por José Domingos Martins da Trindade 

Carl Gustav Jung foi um dos maiores psicólogos de todos os tempos, sendo o mais famoso discípulo de Freud. Entre seus estudos e contribuições destacou-se sua abordagem sobre a Tipologia Humana. A tipologia tenta explicar as diferenças entre os indivíduos , levando em consideração  suas atitudes e padrões de comportamentos.

Jung dividiu basicamente as pessoas em duas categorias conforme suas relações com o objeto: O Extrovertido –O sujeito que prefere focar sua atenção nos fatos externos do mundo e nas pessoas. O Introvertido – que prefere focar sua atenção no mundo interno de representações e impressões psíquicas.

Vale ressaltar que para Jung , ambas as atitudes de introversão e extroversão coexistem dentro da pessoa, mas uma é mais forte e desenvolvida com relação as questões de adaptação do sujeito no mundo.

Para Jung as próprias desavenças da Filosofia, da Ciência e do Conhecimento em geral, partem do tipo psicológico de cada pensador, assim analisou as divergências entre Freud e Adler, por esse viés,  resultantes do tipo psicológico de cada um – Freud (Extrovertido) e Adler (Introvertido).

A pergunta que se faz:  A atitude de ser ateu, tem a ver com essa tipologia? A meu ver a resposta é não! Existem ateus dos dois tipos: Introvertidos e Extrovertidos, o grande perigo em ser ateu é a pessoa desistir da busca da Verdade e se tornar um Sofista.  Nesse caso o ateu já se acostumou e gostou  da ideia de poder pecar , não existir inferno e nem prestação de contas com Deus.

Jesus disse que para entrar no Reino dos Céus precisamos de mudança de atitude que implica em nascer de novo: “Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.” João 3:3

Conversão muito famosa na Historia foi a de Agostinho (introvertido),  resolveu sacrificar seu orgulho, sua intelectualidade, para abraçar Deus através de seus sentimentos. Na conversão do Apostolo Paulo, apesar da direita Intervenção Divina, também tem que abdicar de seus dotes educacionais e sociais:  “circuncidado no oitavo dia de vida, pertencente ao povo de Israel, à tribo de Benjamim, verdadeiro hebreu; quanto à lei, fariseu; quanto ao zelo, perseguidor da igreja; quanto à justiça que há na lei, irrepreensível. Mas o que para mim era lucro, passei a considerar perda, por causa de Cristo. Mais do que isso, considero tudo como perda, comparado com a suprema grandeza do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor, por cuja causa perdi todas as coisas. Eu as considero como esterco para poder ganhar a Cristo” Filipenses 3:5-8

C.S Lewis citou as pessoas passionais, sensuais e desequilibradas (extrovertidas) como aquelas que mais aceitam que precisam de Jesus, pois quando fazem qualquer tentativa de serem boas, percebem de primeira, que precisam de ajuda. Para elas ou é seguir a Cristo ou é cair no desespero. São elas as ovelhas perdidas que Jesus veio buscar.

Para finalizar digo que toda personalidade e caráter necessitam de Cristo: ” Destruímos argumentos e toda pretensão que se levanta contra o conhecimento de Deus e levamos cativo todo pensamento, para torná-lo obediente a Cristo”. 2 Co 10.5

_________________________________________________________________________________________________

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

_______________________________________________________________________________________________

Vaticano pede perdão aos Valdenses !

Nesses dias vimos nos noticiários que o Papa Francisco pediu perdão aos Valdenses, mais um passo para atrair os protestantes para o Ecumenismo.  Quem são os Valdenses?

A questão dos Valdenses é chave para a resposta à aquela velha pergunta dos católicos: Onde estavam os evangélicos antes da Reforma? Junto com grupos cristãos da Bretanha, os Valdenses praticavam um tipo de Cristianismo primitivo não corrompido pela Apostasia Romana.  Depois essas igrejas enviaram missionários para toda a Europa. Esses grupos de cristãos consideravam a Bíblia como única regra de Fé, também existiam desses cristãos na África Central e na Armênia.

Dentre esses grupos, os Valdenses ocupavam posição proeminente, eles habitavam as montanhas da  própria terra da sede da Igreja Católica. Baseados na Palavra de Deus os Valdenses eram contra os dogmas da Igreja de Roma. Possuíam a Bíblia em sua língua materna muito antes da Reforma, rejeitavam o culto as imagens e afirmavam ser a Igreja Católica a Babilônia apostata do Apocalipse.

Mediante incansável trabalho, copiavam a Bíblia versículo por versículo à luz de Tochas em suas comunidades encravadas nos Alpes.

A Destruição dos Valdenses

Para a destruição desse povo, o Papa emitiu um decreto condenando-os como hereges e à morte.  Esse decreto convocava todos a se juntarem em uma cruzada contra os “hereges”,  quem participasse dela ganharia as propriedades dos Valdenses, perdões de dívidas e “pecados” e vários outros benefícios.

Foi uma verdadeira carnificina, mas que produziu frutos, seus missionários fugitivos continuaram a espalhar pelo mundo a verdadeira Palavra de Deus, assim os Valdenses plantaram as sementes da Reforma que passou por Wycliffe, Lutero e Calvino e deve ser levada até o fim dos dias!

emagrecer

Emagrecer de Vez!

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=R3026601J

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

_______________________________________________________________________________________________

Por que nossas orações não são atendidas?

Habitualmente usa-se a Oração como uma maneira de tentar persuadir  Deus a realizar os sonhos e ambições de um indivíduo.  O mundo vive muitos problemas devido ao conflito das pessoas por poder e dinheiro. Se a Oração liberasse um poder sobrenatural para as criaturas usarem a fim de impor sua supremacia sobre os outros, a oração em vez de trazer paz e tranqüilidade, traria divisão e contendas ao dar a uma pessoa o poder de se sobressair sobre os demais.

Deus não doará seu poder simplesmente para realizarmos nossas vontades egoístas. A oração deve estar de acordo com a vontade de Deus. “E esta é a confiança que temos para com Ele: que, se pedirmos alguma coisa segundo a Sua vontade, Ele nos ouve” (1Jo 5:14)

Outras condições além da citada, também devem estar presentes a fim que Deus conceda nossas petições:

E, tudo o que pedirdes em oração, crendo, o recebereis. Mateus 21:22

Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito. João 15.7

Pedis, e não recebeis, porque pedis mal, para o gastardes em vossos deleites. Tiago 4:3

E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista. 1 João 3:22

Fatores bíblicos que determinam se uma oração será respondida ou não:

1 – Se Deus deseja responder;

2 – Se o tempo de Deus responder é chegado;

3 – Se aqueles que oram possuem um bom relacionamento com Deus;

A oração na verdade tem o objetivo de nos colocar em conformidade com a vontade de Deus.

______________________________________________________________________________________________

emagrecer

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=R3026601J

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

_____________________________________________________________________________________________

Resposta à segunda objeção: A ocorrência de Milagres!

Dove bird peaceful light flare

O que são milagres?

O grande cético David Hume definiu milagre como uma violação da Natureza.  Segundo o doutor em filosofia e Teologia William Lane Craig, esse entendimento é inadequado, pois as leis da natureza têm condições ceteris paribus, (todas as demais coisas sendo iguais) ou seja, pressupõe que nenhum outro fator natural ou sobrenatural interfira na operação que a lei descreve.

A Ilustração seria a do próprio organismo humano: “oxigênio e potássio quando combinados entram em combustão. Esses dois elementos estão presentes no corpo humano e, no entanto, o corpo não entra em combustão. Isso significa que aconteceu um milagre? Uma violação da lei da natureza? É lógico que não, a lei declara o que acontece em situações ideais, nesse caso, vários outros fatores interferiram na combustão e desse modo ela não ocorreu.  Não houve, portanto, uma violação da lei.

Da mesma maneira, se um agente sobrenatural está agindo no mundo natural, as condições ideais descrita pela lei não mais estão agindo. Desse modo, não há violação da lei. Outro exemplo seria no próprio caso da maça de Newton, se ele tivesse estendido a mão  para apanhá-la antes que ela atingisse o chão, ele não estaria violando ou negando a lei da gravidade, estaria simplesmente intervindo.

A realização de um milagre por Deus tem a mesma essência da intervenção de uma pessoa com livre-arbítrio  nas causas naturais que atuam em uma circunstancia particular.

A Ressurreição

Hume disse que quaisquer evidencias favoráveis aos milagres, jamais seriam capazes de suplantar as evidencias a favor da uniformidade da natureza. As evidências uniformes que pessoas mortas não retornam de suas tumbas suplantam a pressuposição de uma Ressurreição de Jesus.

Craig afirma que não há contradição em acreditar que os homens permanecem nos túmulos e que Jesus ressuscitou dos mortos. Logicamente, os cristãos acreditam em ambas as afirmações. O oposto da afirmação que Jesus de Nazaré levantou-se dos mortos não é a de que todos os outros homens permanecem nos túmulos; é a de que Jesus continuou em seu túmulo.

Argumentar contra a Ressurreição é apresentar evidencias contra a própria ressurreição e não evidencias de que as outras pessoas sempre permanecem mortas em suas tumbas.

Críticos do Novo Testamento.

A maior parte dos atuais críticos do Novo Testamento admitem que Jesus realizou milagres. A idéia de Jesus como milagreiro e exorcista é parte do Jesus histórico geralmente aceita pelos estudiosos atuais. Rudolf Bultmann o crítico cético do Novo Testamento cita o seguinte: “A comunidade cristã estava convencida de que Jesus havia realizado milagres, e contaram muitas histórias de milagres sobre ele. A maioria das estórias sobre milagres que estão nos Evangelhos são lendas, ou pelo menos estão revestidas de caráter lendário. Não pode haver dúvida, contudo, que Jesus realizou atos que, no seu entendimento e no de seus contemporâneos, eram atribuídos a uma causa divina sobrenatural. Sem dúvida ele curou enfermos e expulsou demônios.

Maomé Realizou Milagres?

Para David Hume, os milagres de diferentes religiões cancelam uns aos outros como evidencias da verdade.

É dito pela tradição Islâmica que Maomé ascendeu ao céu em uma mula, que curou um companheiro que estava com a perna quebrada, que também alimentou grandes multidões com pouco alimento, que transformou um graveto em uma espada de aço e etc.

O Alcorão diz realmente isso? Não, esses milagres de Maomé são citados na tradição islâmica chamada Hadith. Essa tradição aparece centenas de anos depois de Maomé, portanto não  pode ser medida com os evangelhos, que foram compilados durante a primeira geração, quando as testemunhas oculares ainda estavam vivas. Maomé nunca reivindicou tais milagres para si mesmo, a Hadith pareceu achar necessário inventar milagres para Maomé.

O Livro de Mórmon

Nesse livro há relatos de milagres supostamente após a sua ocorrência. O problema do Mormonismo, no entanto,  é a falta de credibilidade que Joseph Smith  têm e a grande falta de corroboração. Havia uma obsessão por parte de Smith e seu pai em achar o ouro do capitão Kidd. Smith então afirma ter encontrado placas de outro do anjo Moroni, elas então são levadas para o céu e nunca mais são vistas. As evidencias arqueológicas a favor dos evangelhos são consideráveis, ao contrário do Livro de Mórmon.

Conclusão

Os judeus negavam a idéia que alguém pudesse reviver dos mortos antes da ressurreição geral do fim do mundo. Contudo, os primeiro discípulos acreditaram tão fortemente que Deus havia ressuscitado Jesus que passaram a morrer por essa fé.

Luke Johnson, escreve: “ Algum tipo de experiência poderosa e transformadora é necessário para gerar o tipo de movimento que foi o cristianismo dos primórdios.”

Referências

 Jesus, Berlim, 1926, p. 159

The real Jesus, San Francisco: Harper São Francisco, 1996, p 136

Lee Strobel. Em defesa da Fé. Editora vida.

emagrecer

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=R3026601J

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

________________________________________________________________________________________________

O Cerco está se fechando! Falar que Jesus é o Filho de Deus, pode se tornar crime na Inglaterra!

cristão-e-discussão-muçulmana-14375946

Está cada vez mais difícil fazer missões, o que antes era difícil na Janela 10 40, que engloba países asiáticos e africanos islâmicos, onde falar de Jesus e ter uma Bíblia é crime, agora a dificuldade está adentrando o continente Europeu através da Grã-Bretanha.

Eu já tinha falado que coisas estranhas estão acontecendo pras bandas da Bretanha e adjacências, primeiro foi a aprovação na Irlanda da União Homossexual através de um plebiscito, depois na Escócia os ateus conseguiram proibir o ensino do Criacionismo nas escolas, agora é a vez da própria Inglaterra.  Pois é, o ensino cristão que Jesus é o Filho de Deus  pode se tornar crime no Reino Unido. O pastor Mike Ovey, que também é advogado, denuncia que a proposta do primeiro-ministro britânico David Cameron, que deveria minimizar o extremismo religioso pode ser “um desastre” para o ensino religioso no país. O pastor lembra ainda a prisão de vários pregadores cristãos que foram considerados homofóbicos e retrógrados. Ovey disse que o próximo passo da sociedade britânica é lutar a favor da legalização do aborto.

Afirmar que Jesus é o Unigênito filho de Deus é uma ofensa ao Islã, grupo religioso que hoje é bastante influente em terras Inglesas.

O cerco está se fechando, os cristãos estão se tornando cidadãos de 2ª classe no mundo, mas lembremos de Mt 10.28 – E não temais os que matam o corpo, e não podem matar a alma; temei antes aquele que pode fazer perecer no inferno tanto a alma como o corpo.  E as portas do Inferno não prevalecerão contra Ela! E ao que vencer, e guardar até ao fim as minhas obras, eu lhe darei poder sobre as nações, Apocalipse 2:26

Com Informações: GospelPrime

_______________________________________________________________________________________________

emagrecer

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=R3026601J

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

_______________________________________________________________________________________________

Probabilidades para a existência da Vida no Universo

metodo

O big bang, como muitos pensam, não foi um acontecimento caótico, do começo de tudo, mas um evento organizado que precisou de uma grandíssima quantidade de informações.

Segundo Hawking, se a taxa da expansão do universo um segundo após o big bang tivesse sido menor em até mesmo uma fração de cem milhões de milhões, o universo teria implodido em uma bola de fogo.

O cientista inglês P.C.W. Davies concluiu que as chances das condições iniciais serem inapropriadas para a formação das estrelas, é o número um seguido de pelo menos mil bilhões de bilhões de zeros.

Para que a vida seja possível é preciso o balanceamento de pelo menos cinqüenta constantes e quantidades como a quantidade de energia utilizável no universo, a diferença de massa entre prótons e neutros, as forças fundamentais da natureza, a proporção da matéria e anti-matéria etc, em um grau matematicamente infinitesimal.

Forças fundamentais

A Força nuclear forte liga prótons e neutros dentro do núcleo dos átomos. Se essa força variasse para cima ou para baixo em pelo menos 1%, ou o universo seria totalmente hidrogênio ou não haveria hidrogênio algum, tornando o Universo um lugar inóspito.

A Força nuclear fraca – possibilita a fusão nuclear e a decomposição radioativa, Se essa força tivesse sido um pouco mais fraca ou um pouco mais forte, não haveria formação de planetas, pois o Universo teria produzido hélio de mais ou de menos na sua origem.

O Sistema Solar

Mesmo entre as Estrelas que são do tipo certo, a nossa não é muito grande e nem muito pequena, estando na franja de um braço espiral, ideal para a formação de planetas, nosso sistema solar é um em um bilhão e talvez muito mais raro que isso.

Ter Júpiter no nosso sistema solar é vital para a nossa sobrevivência no Planeta Terra. A forte gravidade de Júpiter atrai grande parte dos cometas e esteróides que poderia colidir com a Terra.

Ter uma Lua grande como a nossa também beneficia a vida na Terra, estando na distância certa, ela ajuda a regular as marés e estabilizar a orbita da Terra.

O Planeta Terra

Um planeta deve orbitar de modo constante para sustentar a vida em Torno de uma estrela como o Sol, em uma faixa que se estende de 145 a 160 milhões de quilômetros do Sol. A Terra orbita em torno de 150 milhões de quilômetros do Sol. O planeta tem que inclinar-se com exatidão em torno do seu eixo para evitar os extremos de clima e temperatura. Precisa de vários elementos pesados para a formação de moléculas como a da água. Precisa ter uma superfície grossa o bastante para impedir a proliferação de vulcões e fina o bastante para permitir que a atmosfera retenha o oxigênio.

Probabilidades de existir um planeta propicio à vida

Tipo certo de Galáxia – 1 em mil no universo

Tipo certo de estrela – 1 em um bilhão em galáxias aceitáveis

Tipo certo de Sistema Solar – 1 em um bilhão em estrelas aceitáveis

Tipo certo de Planeta – 1 em dez bilhões em sistemas solares aceitáveis

Probabilidade de um planeta bom – 1 em um bilhão no Universo

As explicações alternativas de ateus, naturalistas, céticos e afins para o surgimento da vida!

  • Teoria da Necessidade Natural – Alguma coisa na natureza tornou necessário que as coisas acontecessem como aconteceram!

Crítica – Essa alternativa é simplesmente uma asserção, não possui provas consistentes. Mesmo com a necessariedade das leis da natureza, ainda assim é preciso condições iniciais favoráveis, para a atuação dessas leis.

  • Possibilidade do acaso – Talvez tudo seja mesmo simplesmente um grande acidente cósmico!

Crítica – “A probabilidade especificada”, exclui o acaso acima de qualquer dúvida razoável.

  • A Teoria dos muitos mundos – Hawking aborda o tema

Crítica– Serve  como especulação,não há  provas matemáticas ou cientificas. Outros universos teóricos são inacessíveis à humanidade. O Cientista Inglês John Polkinghorne chamou essa teoria de “pseudociência” e “adivinhação metafísica”!

Conclusão: A própria invenção de Teorias fantasiosas por parte de ateus e céticos, revela o fato do ajuste preciso do Universo, apontando precisamente para o um Planejador Inteligente.

Fontes:

Em Defesa da Fé – Lee Strobel

Stephen W. Hawking, A brief history of time.

Para uma lista de exemplos, v. Universes, de John Leslie (Londres: Routledge, 1989)

20 Evidencias que Deus existe. Kenneth D. Boa & Robert M. Bowman Jr.

bacharel                                                                              Curso Bacharel em Teologia

Para maiores informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=U2992886J

_______________________________________________________________________________________________

respostatePrepare-se para um dos mais provocantes e polêmicos cursos da American Seminars, administrado por Robert Abraham e Rabino Shimon Brandt. Nesta incrível apresentação, você vai aprender um dos maiores segredos do universo. Armado com este segredo, você vai derrubar qualquer argumento iluminista (entre aspas) dos ateus.

Mais informações acesse:

http://hotmart.net.br/show.html?a=C2970557J