Papa Francisco ordena que corpo de monge morto Padre Pio seja transferido para o Vaticano para ser adorado!

Diferentemente do que Deus ordenou ao Anjo para guardar ou esconder o corpo de Moisés para que o povo não o adorasse! O Papa que parece  não conhecer a Bíblia faz exatamente o contrário! Agora só falta o corpo levantar, lembrando as teorias que diziam que o corpo do Papa João Paulo II iria ressuscitar!

“Moisés, o servo do Senhor, morreu ali, na terra de Moab, conforme a palavra de Iahweh. E Ele o sepultou no vale na terra de Moab, defronte a Bet-Fegor, e até hoje ninguém sabe onde é sua sepultura” Deuteronômio 34,5-,6

“Mas o arcanjo Miguel, quando contendia com o diabo, e disputava a respeito do corpo de Moisés, não ousou pronunciar juízo de maldição contra ele; mas disse: O Senhor te repreenda.” Jd 1.9

“Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte, mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta;” Ap 13.3

Segue a matéria:

Por Júlio Severo

Seu corpo foi parcialmente reconstruído com uma máscara de silicone que parece carne humana, preservado num grande relicário de vidro com temperatura controlada de modo que os católicos possam vê-lo

O nome dele era Padre Pio. Ele era um monge católico que morreu em 1968, e milhões de católicos no mundo inteiro rezam hoje para ele. A Igreja Católica diz que Pio teve os “estigmas” — as feridas sangrentas de Jesus em suas mãos e pés. Em 2008, em estilo necromântico, o corpo morto dele foi desenterrado e colocado dentro de um caixão de vidro, que se tornou um lugar sagrado. Seu corpo foi parcialmente reconstruído com uma máscara de silicone que parece carne humana, preservado num grande relicário de vidro com temperatura controlada de modo que os católicos possam vê-lo.

Agora o Papa Francisco ordenou que o cadáver do Padre Pio seja exibido na Basílica de São Pedro durante o atual Ano Santo da Igreja Católica sob o tema de misericórdia. O corpo, junto com o corpo de outro santo menos famoso, está sendo transportado para Roma do norte da Itália, e será exibido numa igreja de Roma antes que ambos cadáveres sejam conduzidos em procissão para a Basílica de São Pedro na sexta-feira.

Isso é parte da obsessão profana e demoníaca da Igreja Católica de adorar esses “santos” artificiais, rezar pelos mortos e tirar os olhos de Jesus Cristo para colocá-los em outras coisas. Olhe para a mulher com as mãos e face encostadas no caixão de vidro do Padre Pio na foto em cima. Ela está chorando como se ele tivesse perdido um parente, e ela está rezando para ele em busca de direção e ajuda para sua vida. Tudo isso está sendo estimulado, sancionado e incentivado pelo Papa Francisco e todos os níveis de autoridade no Vaticano. Essa atividade é claramente proibida na Bíblia, e tem muito em comum com rituais mórmons e cerimônias pelos mortos.

Muitas pessoas diziam que o Padre Pio, de veste marrom, tinha a capacidade de predizer eventos em suas vidas e sabia o que elas estavam para confessar. Há milhares de “Grupos de Oração do Padre Pio” no mundo inteiro.

Padre Pio foi seguido durante sua vida e mesmo depois de sua morte por alegações de que ele era uma fraude, mas investigadores católicos sempre o absolveram.

Começando hoje, o cadáver do xamã católico Padre Pio ficará deitado num caixão de vidro, e mais de 1 milhão farão fila para olhar para o caixão, rezar por ele e venerá-lo, que é outro jeito de dizer adorá-lo.

Traduzido por Julio Severo do original em inglês Now the End Begins: Pope Francis Orders Body Of Dead Monk Padre Pio To Vatican To Be Worshipped

Fonte: http://www.juliosevero.com

Anúncios

5 comentários sobre “Papa Francisco ordena que corpo de monge morto Padre Pio seja transferido para o Vaticano para ser adorado!

    • Se acreditamos que Deus existe e que Ele deixou sua Palavra na Bíblia, ela é muito esclarecedora quanto à Verdade: por ex: “E, assim como aos homens está ordenado morrer uma só vez, vindo, depois disso o Juízo” Hb 9:27

      Pois os vivos sabem que morrerão,
      mas os mortos nada sabem;
      para eles não haverá mais recompensa,
      e já não se tem lembrança deles.
      6 Para eles o amor, o ódio e a inveja
      há muito desapareceram;
      nunca mais terão parte em nada
      do que acontece debaixo do sol. Ec 9.5-6

      Curtir

      • O problema é acreditar que ele deixou sua palavra na bíblia, quando se conhece a história da sua compilação. O fato é que Jesus não deixou nada escrito, deixou apóstolos, que deixaram outros apóstolos, até os bispos de hoje. A bíblia é o conjunto de livros escritos por esses apóstolos por inspiração do espírito santo e depois compilada pela igreja católica, de forma que é ilógico crer na bíblia sem antes crer na igreja que decidiu que aqueles eram livros inspirados.

        Curtir

      • Tá…

        E O Velho Testamento que Jesus citou: A Lei (Torá) Salmos (provérbios) e Profetas! Só aí já temos mais da metade da Bíblia!

        Vamos ver se você conhece mesmo a história da Compilação Bíblica:

        33 d.C: – Jesus é crucificado, morre e ressuscita.

        40 a 60 d.C – As cartas de Paulo são escritas e enviadas para várias igrejas; a ortodoxia é amplamente divulgada e aceita; as igrejas se organizam em torno de uma mensagem central, heresias rudimentares começam a aparecer.

        60 a 90 d.C – Todos os textos do Novo Testamento são completados e continuam a propagar a ortodoxia. A ortodoxia é amplamente aceita. As heresias ainda são insípidas.

        90 a 130 d.C – Surgem os pais apostólicos que continuam a pregar de acordo com a ortodoxia que os precedeu. A ortodoxia é amplamente aceita. As heresias começam a ganhar corpo, mas ainda são rudimentares.

        130 a 200 d.C – Escritores cristãos subseqüentes aos pais apostólicos continuam a escrever de acordo e propagar a ortodoxia que os precederam. Já existem várias formas de heresias, contudo permanecem em um segundo plano em relação à ortodoxia.

        200 a 300 d.C– A ortodoxia se consolida nos credos, várias formas de heresias continuam aparecendo, todavia, a ortodoxia é amplamente divulgada e aceita.

        Existem aproximadamente 5.000 manuscritos gregos que contém o todo ou uma parte do Novo Testamento. Há 8.000 cópias manuscritas da Vulgata (versão latina da Bíblia organizada por Jerônimo no final do século IV e início do século V). São mais de 350 exemplares da versão siríaca do Novo Testamento originadas a partir de 150 -250; Além do mais, quase todo o Novo Testamento poderia ser compilado a partir de trechos contidos nos livros dos primeiros pais da Igreja. Existe em torno de 32 mil citações nas obras patrísticas anteriores ao Concilio de Nicéia (325).

        Dentre alguns dos manuscritos mais antigos encontramos: o manuscrito de John Rylands (foi encontrado no Egito por volta do ano 120 contendo alguns versículos do Evangelho de João), o Papiro Chester Beaty (ano 200; contém grandes porções do Novo Testamento), o Codex Sinaiticus ano 350 apresenta quase todo o Novo Testamento e o Codex Vaticanus (325 -50; seu conteúdo contém quase toda a Bíblia.

        Sem falar que a Igreja do Concilio de Niceia é muito diferente da apostasia da Igreja católica atual com sua infabilidade papal, interseção de santos, Imaculada Conceição e etc!!!

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s