O Relógio do Juízo Final

Em 1947 os criadores da bomba atômica ligados à Universidade de Chicago iniciaram uma contagem virtual regressiva para o fim do mundo – o chamado Relógio do Juízo Final. O objetivo dessa contagem era alertar para os riscos de um conflito nuclear e defender a não proliferação de armas nucleares.

Em 1947, o relógio apontava sete minutos para a meia noite, simbolizando a iminência de uma guerra nuclear. O relógio apontou três minutos para meia noite quando os soviéticos fizeram o teste com sua primeira bomba atômica.

Em 1952 os EUA desenvolveram uma bomba milhares de vezes mais poderosa que a de Hiroshima a chamada bomba de Hidrogênio. Em 1953 a União Soviética também produziu sua bomba de Hidrogênio com modelo pronto para combate. O relógio do Juízo final então avançou até 2 minutos para meia noite.

Em 1957 a União Soviética construía o primeiro míssil balístico intercontinental, capaz de carregar uma ogiva nuclear a qualquer ponto do globo.  Já não era mais preciso aviões para lançar uma bomba atômica.

A famosa crise dos mísseis em Cuba em 1962 aconteceu tão rapidamente, que o Relógio do Juízo Final nem chegou a ser atualizado, mas muitos especialistas falam que naquele acontecimento, chegamos a menos de 1 minuto para a meia-noite.

Com o sucesso diplomático entre as duas super-potências, com tratados de não proliferação assinados, o relógio deu uma recuada boa, em 1963 os ponteiros foram remarcados para 12 minutos antes da meia-noite.

Na Guerra Fria o relógio ficou oscilando conforme acontecia novas guerras como a do Vietnã e novos acordos de não proliferação assinados.

Com a dissolução da União Soviética e a queda do Muro de Berlim, o relógio teve o seu maior recuo chegando a 17 minutos para a meia-noite.

As coisas voltaram a piorar quando mais países adquiriram a capacidade de armas nucleares, são eles: Reino Unido, França, China,  Índia, Paquistão e Coréia do Norte. (Israel não admite, mas acredita-se que tenha).

Hoje americanos e russos estão conduzindo um processo de modernização de suas armas nucleares. Isso sem falar que essas armas e o próprio lixo nuclear  podem acabar caindo em mãos de grupos terroristas. Devido a isso, o Relógio do Juízo Final voltou a ser reajustado em 2015 e marca agora três minutos para a meia noite.

Referência

Superinteressante. Ciência Proibida. Salvador Nogueira.

Anúncios

2 comentários sobre “O Relógio do Juízo Final

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s