Marco Feliciano exalta Olavo de Carvalho no Congresso Nacional

 

Júlio Severo

Na madrugada de hoje, num discurso na Comissão de Impeachment do Congresso Nacional, o Dep. Marco Feliciano disseque Olavo de Carvalho “tem aberto a mente de um sem-número de pessoas no Brasil.”

Enquanto Feliciano exalta Olavo, Olavo exalta… o catolicismo. Mas não o catolicismo vivido e praticado por bons líderes católicos pró-família, que acreditam que é possível discordar sem xingar. Contrariando esse catolicismo, Olavo tem xingado bispos e cardeais de nomes sujos.

Aliás, em 2013, enquanto as esquerdas estavam atacando Feliciano por ter sido nomeado presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, Olavo estava, em vídeo, qualificando o deputado assembleiano de “burro, despreparado, soberbo e irresponsável.” Apesar de tudo, Feliciano ainda pode se dar por feliz por não ter sido xingado por nenhum nome sujo.

Na mesma mensagem de vídeo, Olavo diz que Feliciano erra por não entender que movimento homossexual não tem nada a ver com conduta homossexual. É um assunto no qual Olavo tem pouco ou nenhum conhecimento correto, pois antes de existir o movimento homossexual organizado que vemos hoje, a Bíblia já condenava categoricamente a conduta homossexual, enquanto que Olavo dá a entender que é uma conduta que vai durar milênios e que por isso não deveríamos nos preocupar.

Mesmo que estupro, assassinato, adultério e outros pecados durem milênios, a responsabilidade do homem de Deus é pregar contra o pecado, enfatizando que no Evangelho há libertação e salvação.

Há pessoas muito mais qualificadas do que o Olavo para tratar da questão entre movimento homossexual e conduta gay. Scott Lively, que é pastor pentecostal e jurista americano, é autor do livro “A Suástica Rosa,” que denuncia o movimento gay moderno, sem minimizar os perigos da conduta homossexual. Scott é hoje a maior autoridade mundial em questões homossexuais.

Não havia, na época de Abraão, nenhum movimento homossexual de linha marxista, mas Sodoma e Gomorra foram destruídas, não por causa da ideologia homossexual socialista, porém por causa da conduta homossexual.

Vergonhoso que depois de ser chamado de “burro, despreparado, soberbo e irresponsável,” Feliciano diga que Olavo “tem aberto a mente de um sem-número de pessoas no Brasil,” sem notar que essa “abertura de mente” tem também envolvido proselitismo, onde os que tiveram a “mente aberta” compreenderam que Olavo é um mestre e que o caminho certo é o catolicismo dele. Há casos até de pastores que depois de fazerem o curso dele passaram para o catolicismo dele. Fazer vista grossa a essa realidade é de fato se mostrar merecedor dos adjetivos que o próprio Olavo usou contra Feliciano.

Em todo caso, xingar bispos e cardeais não é conduta de verdadeiro católico pró-vida. Fora essa questão de conduta imprópria, Feliciano tem várias questões que, se ele se desfizer dos adjetivos que Olavo lhe aplicou (“burro, despreparado, soberbo e irresponsável”), ele deveria analisar com mente aberta:

Exaltar um homem que exalta o catolicismo, mas prefere viver nos EUA, o país mais protestante do mundo, é incoerente para um homem que se considera pastor. Esse tipo de conduta hipócrita não é em nada diferente do socialista brasileiro, que exalta o socialismo, mas prefere viver em países capitalistas, especialmente os EUA.

Exaltar um homem que diz que a Inquisição, que torturava e matava judeus e evangélicos, é invenção dos protestantes dos EUA, mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”

Exaltar um homem que diz que Lutero e Calvino foram dois “filhos da ****,” mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”

Exaltar um homem que diz que o protestantismo foi o primeiro movimento de linha marxista da história, mas não larga mão dos EUA fundados por protestantes, é se mostrar “burro, despreparado e irresponsável.”

Em tempos mais avivados, o pastor assembleiano Marco Feliciano poderia estar ajudando Olavo a abrir a mente para o Evangelho, em vez de, como outros alunos do Olavo que hoje já são ex-pastores, abrir sua própria mente para as ideias dele quetranspiram esoterismo ao exaltarem as premonições do bruxo islâmico René Guénon.

Hoje, em tempos menos avivados, quando Feliciano posta uma reportagem de evangélicos sendo perseguidos e mortos por católicos no México e a reportagem desagrada ao Olavo ou seus olavetes, Feliciano prontamente remove a reportagem, conforme aconteceu tempos atrás.

No mesmo discurso de exaltação ao Olavo no Congresso Nacional, Feliciano também denunciou o PT e o Foro de São Paulo, que de fato são malignos. Mas denunciá-los como a maior ameaça do universo é se mostrar olavete e cair no mesmo conto do vigário de Adolf Hitler, que atacava o marxismo como estratégia para alavancar sua ideologia política esotérica.

Jesus abre mentes. Por que não exaltá-lo acima de todos os outros “abridores de mentes,” que mais fecham do que de fato abrem?

Fonte: http://www.juliosevero.com

Anúncios

4 comentários sobre “Marco Feliciano exalta Olavo de Carvalho no Congresso Nacional

  1. Ele fez mesmo! Citou até o Olavo em seu voto a favor do impeachment. A bancada evangélica depois de perceber que errou ao se aliar com os governos de esquerda, agora parte para um outro extremo – A extrema direita. Marco Feliciano pra mim é o melhor pregador do Brasil, isso quando ele se consagra. Mas como Teólogo ele sempre comete gafes, apoiar o Olavo e até citá-lo como profeta é mais uma. Olavo é anti-evangélico, ultra-radical católico, tem a boca suja, e ainda há suspeitas que ele nunca deixou a astrologia.

    Curtir

  2. Marcos Feliciano é um político que usou a religião como palanque eleitoreiro, que usa o Homossexualismo como palanque eleitoral, que usa Jesus como palanque eleitoral, que usa o PT como palanque eleitoral, que usa o Candomblé como palanque eleitoral, que usa o Olavo de Carvalho como palanque eleitoral, que usa seus fiéis como massa de manobra. Um homem sujo de corpo, inundado em escandalos sexuais e de propina, imundo de espíritio pelo seu amor apaixonado pelo dinheiro e pelo poder. Um homem que em hipótese alguma poderia ser um sacerdote cristão pois não tem nem conduta, nem doutrina e nem um coração digno do reino do mestre do amor e da caridade. Marcos Feliciano é um Fariseu Hipócrita e demagogo, pastor de uma igreja de satanás disfarçada de cristã, que afasta as pessoas de Deus. Pobre diabo é quem tem esse endemoniado como pastor.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s