Jesus é superior a Maomé

Jesus, Moisés e Maomé possuem muitos pontos de concordância, por exemplo, concordariam que Deus é um só e que é o criador do Universo. Os dezesseis primeiros capítulos de Gêneses é consenso entre as três religiões (judaísmo, cristianismo e islamismo) até o momento em que Agar é expulsa da casa de Abraão.  Após esse acontecimento, a Bíblia começa a focar em Isaque e sua descendência, enquanto o Islã foca no que aconteceu com Ismael.

A base do ensino de Maomé é concentrado em cinco doutrinas:  (1) Um Deus (Alá); (2) profetas (Maomé é o último); (3) muitos anjos (bons e maus); (4) O Alcorão é a palavra de Deus (embora faça referência à Torá, aos Salmos, e aos Evangelhos – que os muçulmanos pregam que está corrompido (5) – O dia do Julgamento Final.

O caminho da salvação para os muçulmanos:

(1) – o Shahadah: recitar o credo: “Não há deus senão Alá, e Maomé é o seu mensageiro”; (2) salat: orar cinco vezes por dia em direção a Meca; (3) sawm: jejuar um mês por ano, o Ramadã; (4) zakat: dar a quadragésima parte de sua renda; (5) o Hajj: fazer peregrinação a Meca uma vez na vida.

Os muçulmanos pregam que quem fizer essas práticas fielmente irão para o Céu, e aqueles que não cumprirem irão para o Inferno.

Jesus – Um melhor caminho para a Salvação

O Deus da Bíblia, diferentemente de Alá, nos amou primeiro, demonstrando isso, no envio de seu Filho Jesus ao mundo para morrer por nossos pecados.

Maomé apenas ofereceu regras a serem cumpridas para o favor de Alá, incluindo a Jihad para a obtenção de setenta e duas virgens no paraíso.

A Salvação por Cristo é dádiva gratuita por meio da Fé (Ef 2.8-9).

Jesus – Uma vida isenta de pecados

Maomé viveu os últimos anos da sua vida guerreando. Ele foi polígamo que excedeu o numero de esposas (4) que ele mesmo prescreveu para o islamismo.

Ele orou admitindo ser um pecador e pedindo perdão (Sura 47.19)

Jesus viveu sem cometer pecados, inquirindo seus inimigos: “Quem dentre vós me convence de pecado?” (Jo 8.46).

Maomé jamais afirmou ser Deus, alegou ser apenas um profeta. Jesus fez a reivindicação de ser Deus e comprovou isso realizando milagres, vivendo sem pecados e com sua própria ressurreição.

Referência 

Respostas aos céticos. Norman L. Geisler e Ronald M. Brooks

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s