Bar LGBT vítima de atentado em Orlando está em zona “gun-free”

A esquerda irá defender quem agora? Os muçulmanos ou os LGBTs, ou será que foi mais um plano Illuminat para desarmar a população?

A esquerda genérica norte-americana – assim como a extrema-esquerda brasileira – já começou a papagaiar a fraudulentíssima narrativa dizendo “é só proibir as armas que atentados assim não ocorrem mais”.

Mas conforme lemos no Breitbart, a argumentação é mais falsa que propaganda de pasta de dente. As leis da Florida já proibem o uso de armas de fogo em todos os estabelecimentos que vendem bebidas alcoólicas.

O assassino islâmico que matou pelo menos 50 vítimas no bar de Orlando, Omar Mir Seddique Mateen, era membro do Partido Democrata, que hipocritamente defende “leis contra armas”.

Em suma, qualquer lei de proibição de se utilizar armas de fogo não impediria o massacre. Omar, membro do Partido Democrata, estava ciente disso. Ele até já estava proibido de utilizar armas naquele local, pelas leis vigentes.

Os inimigos da liberdade querem proibir os cidadãos de se defenderem. Eles sentiram o cheiro de sangue e…

Ver o post original 31 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s