Professor é atacado por milícia de extrema-esquerda na USP

23032010FFLCH006

Mais uma vez as milícias de extrema-esquerda atacam uma pessoa em posição de vulnerabilidade, demonstrando que não largam mão das mais perversas táticas do fascismo.

Desta vez, cercaram um professor da FFLCH, lançando sobre ele falsas acusações de racismo. As informações são da comunidade USP Livre:

Racismo e fascismo no coletivo negro.Causa que iniciou-se clamando por respeito, ganha ares de Eugenia…

Na última sexta (1), o vice-diretor da FFLCH-USP, Prof. Dr. João Roberto Gomes de Faria, foi cercado por um coletivo e cinicamente chamado de racista, por ter discordado da representante do movimento em uma reunião.

Sem querer dar ouvidos, o calaram, xingaram e entoaram marchinhas e frases prontas em conjunto, puxadas por sua líder. Também não vieram por paz ou negociação, mas para impor suas vontades e intimidar. Como qualquer movimento fascista faria.

Por uma USP Livre de quaisquer racismos…

O nível de insegurança causado nas universidades e…

Ver o post original 149 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s