Por que Deus não se revela explicitamente?

A liberdade de fazer escolhas, e até mesmo a liberdade de rejeitar a verdade é o que nos torna criaturas morais e que capacita cada um de nós a escolher nosso destino final. Se a Bíblia expressa a verdade, então Deus deu a cada um de nós a oportunidade de fazer uma escolha eterna no sentido de aceitá-lo ou rejeitá-lo. Com o intuito de assegurar que a nossa escolha seja livre, Ele nos colocou em um ambiente repleto de provas de sua existência, mas sem sua presença explicita. Presença essa que de tão gloriosa, poderia sobrepujar nossa liberdade, e assim, invalidar nossa capacidade de rejeitá-la. Dessa maneira, Deus nos dá a chance tanto de amá-lo quanto de rejeitá-lo, sem violar nossas escolhas.

O amor deve ser dado livremente, não pode ser forçado. C.S Lewis escreveu sobre o assunto: “ O Irresistível e o Indiscutível são as duas armas que a própria natureza (de Deus) o impede de usá-las. Simplesmente sobrepor-se à vontade humana (o que sua presença certamente faria, ainda que em seu grau mais ínfimo) seria inútil para ele. Ele não pode arrebatar. Pode apenas cortejar.”

Referência

Não tenho fé suficiente para ser ateu. Norman Geisler & Frank Turek.

Anúncios

3 comentários sobre “Por que Deus não se revela explicitamente?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s