A política no Sínodo de Dort

Resultado de imagem para sínodo de dort imagens

Depois da morte de Arminius, a igreja na Holanda encontrava-se dividida entre Calvinistas e arminianos, então em 1610 e 1612 foram feitas conferências para ajudar a superar, a disputa, mas não foram bem sucedidas. Em 1614 o governo proibiu as discussões destas doutrinas dentro da igreja. Em 1617, o príncipe Maurice, que era Calvinista, requereu um sínodo nacional para no ano seguinte em Dort. De acordo com Simon Episcopius, Maurice estava com medo do grande estadista Van Olden Barnevelt, e viu na disputa religiosa, uma oportunidade única de tomar o controle total das  províncias holandesas.

Esse sínodo deveria ter seis representantes de cada província, escolhidos nos sínodos provinciais, mas devido à certas manobras, até mesmo nas províncias onde os arminianos eram maioria, quase todos os representantes enviados eram calvinistas.

Ficaram 39 Calvinistas, contra 3 arminianos e dos 33 representantes estrangeiros convidados, todos eram calvinistas. Somando-se a tudo isso, os três membros arminianos, ainda foram impedidos de falar a favor do arminianismo, e deixaram as sessões antes de fazerem o juramento Calvinista.

Este sínodo condenou o arminianismo como heresia, e proibiu sua propagação nos países baixos. Em 1619, a sentença do sínodo foi aprovada pelo governo e os líderes arminianos foram banidos ou presos. Espiões foram contratados para relatar aos líderes se qualquer um deles rotornasse para visitar suas famílias, e cerca de 18.000 tornaram-se mártires, mortos por mercenários contratados pelo grupo contra-Remonstrance*.

*Remonstrance foi um documento dirigido ao governo da Holanda, escrito por John Uytenbogart, amigo mais próximo de Arminius, que enumerava cinco doutrinas sustentadas por Uytenbogart e seus associados, refletindo as diferenças entre o que era chamado de arminianismo e calvinismo. Os defensores e assinantes dessas teses ficaram conhecidos como Remonstrantes.

Referência

JÚNIOR, Ribas Degmar. Dicionário Bíblico Wycliffe.11ª Impressão. CPAD. Rio de Janeiro: 2012

Anúncios

Um comentário sobre “A política no Sínodo de Dort

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s