O Evolucionismo racista também deu sustentáculo ao Calvinismo!

Resultado de imagem para predestinação imagens

Antes de tudo, quero deixar claro que utilizo o termo Calvinismo em uma espécie de stricto- sensu, pois é sabido que João Calvino abordou muito mais temas dentro da Teologia do que a pré-destinação, ou eleição, mas foi nessa área  que suas idéias se tornam mais famosas, principalmente devido à disputa com os arminianos.

Sobre o assunto do título, confesso que fiquei surpreso ao folhear o famoso livro de Teologia Sistemática de Augustus Hopkins Strong, e encontrar afirmações evolucionistas dando base à teoria da pré-destinação. Para quem não sabe, Strong foi filósofo, teólogo e educador norte-americano do final do século XIX e início do século XX. Não é o mesmo organizador da famosa concordância Strong, mas é influenciador de muitos teólogos atuais, principalmente Calvinistas.

O Evolucionismo é uma teoria cheia de falhas ou lacunas, mas muito difundida nos meios acadêmicos, escolares e midiáticos como uma verdade incontestável. A hipótese evolucionista deu base a outras teorias não menos perniciosas à fé cristã, como o Marxismo e a Psicanálise, esta última até que se baseou em observações empíricas e por isso mesmo ainda possui algumas utilidades.

Mais sobre o evolucionismo:

https://exateus.com/2015/08/22/a-evolucao-e-um-fato/

Eis as passagens no livro de Strong:

“ A Eleição divina é apenas o lado ético e a interpretação da seleção natural. Nesta última Deus escolhe algumas formas do reino vegetal e do animal sem qualquer mérito da parte deles. Uns são preservados enquanto outros morrem. Em matéria de saúde individual, talento, propriedade, um é tomado, outro é deixado. Se chamarmos a isso de resultado do sistema, a resposta é que Deus escolhe o sistema, sabendo precisamente o que dele advirá”.

J.J. Murphy, Natural selection and spiritual freedom, 73 – “ O mundo está ordenado em uma base de desigualdade; o mundo orgânico, como o apresentado por Darwin, baseia-se na desigualdade – de raças favorecidas – da qual vem todo o progresso; a História mostra que o mesmo é verdade a respeito do mundo humano e do espiritual. Todo o progresso humano se deve a indivíduos humanos eleitos, não só com vistas a serem uma benção para si mesmos, porém, ainda mais para um grande número de pessoas. Qualquer superioridade, quer no mundo natural, quer no mental ou espiritual, torna-se a vantagem básica para a obtenção de uma superioridade maior…Esse é o método do governo divino, que age tanto no domínio da natureza quanto no da graça, para que o beneficio todo advenha a muitos por intermédio dos poucos eleitos”.

Hovey: “Não temos o direito de pensar que Deus trata todos os seres morais da mesma forma. Devemos nos sentir felizes por ouvir dizer que outras raças são “melhor tratadas do que nós”.

Observamos que são citações racistas, a teoria de Darwin era racista, para saber mais:

https://exateus.com/2016/03/18/o-racismo-e-sexismo-de-darwin-e-seu-discipulos/

Conclusão

Tentando fazer uma defesa de Strong podemos dizer que o teólogo escreveu sua obra em 1886, apenas 27 anos depois de Darwin lançar sua obra mais famosa: “ A origem das espécies” de 1959, Strong ainda não devia ter noção como essa obra iria ser perniciosa dentro da cristandade. Ressaltando que a obra de Darwin tem seus méritos, principalmente no que tange a microevolução, essa sim observável.

Observando o livro de Strong, percebe-se que ele não tem em conta Darwin como ateu: e cita uma frase do próprio pesquisador: “Nas minhas extremas flutuações, nunca fui ateu, no sentido de negar a existência de Deus”. Charles Darwin, Life, 1274.

Voltando ao calvinismo, aqui no blog, já tem duas teorias espúrias que dão sustentáculo a essa visão teológica: uma é o maniqueísmo e a outra tratada nesse post o evolucionismo. Temos também uma conseqüência drástica que foi o massacre de milhares de arminianios pós – sínodo de Dort na Holanda. Não entrei nem na análise bíblica textual de Romanos 9 ou Efésios 2, que são as passagens mais utilizadas pelos calvinistas, para mostrar que essa árvore está contaminada e já deu mau frutos.

Referência 

Strong. Augustus Hopkins. Teologia Sistemática. São Paulo: Hagnos, 2007

Anúncios

Um comentário sobre “O Evolucionismo racista também deu sustentáculo ao Calvinismo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s