O protestantismo é o pai do Individualismo e do Estado Laico?

Resultado de imagem para reforma protestante imagens

Católicos tridentinos costumam colocar a culpa no protestantismo em tudo o que aconteceu de ruim no pensamento humano pós-reforma! Colocam na conta do protestantismo o ateísmo e até mesmo o satanismo! No caso do individualismo e do Estado Laico, são coisas que só quem as acha ruim é o próprio catolicismo tridentino, mas será mesmo que o protestantismo foi o iniciador delas? Só lembrando que no afã de querer manchar o protestantismo, os católicos tridentinos acabam caindo em muitas contradições! Uma delas é considerar Lutero uma hora como o pai do Fideísmo e outrora como o pai da racionalidade moderna iluminista! Passaremos analisar esses fatos:

Lutero foi o precursor do individualismo e do racionalismo iluminista?

A ideia propagada por alguns historiadores, de que Martinho Lutero teria sido o iniciador do individualismo  e do racionalismo, possuiu o intento já no século XIX de mostrar a Alemanha como a grande idealizadora da civilização moderna e de tudo de valioso que ela trouxe. Mas essa ideia (utilizada pelos tridentinos) não se ajusta à verdade histórica, pois Lutero atacou e muito o racionalismo, proferindo termos como a “porca razão”, e a  “rameira razão”.

Lutero dava muita importância à Igreja para ser acusado pejorativamente de individualista, os próprios renascentistas italianos e muitos Papas eram renascentistas, foram bem mais individualistas do que Lutero.

Lutero nunca quis acabar com a Igreja, apesar de sua intransigência e desobediência justificáveis em relação às autoridades da época. Lutero repetidamente chamou a Igreja de mãe. Embora pregando a doutrina bíblica do sacerdócio real, em que cada um é sacerdote e tem livre acesso ao Pai, Lutero nunca pregou o isolamento, mas sim uma vida cristã no meio de uma comunidade de fiéis. Na verdade a doutrina do sacerdócio real não visa abolir a Igreja, mas sim aumenta a sua necessidade em vista que agora cada crente é sacerdote dos demais.

Lutero nunca quis abolir os sacramentos, apesar de reduzi-los a dois: O batismo  e a ceia. Esses sacramentos oriundos diretamente de Cristo, só podem chegar até nós através da Igreja, assim pregava Lutero.

Portanto as acusações católicas contra Lutero não procedem e chegam até mesmo a ser contraditórias, devido a oposição entre racionalismo e fedeísmo, como já expliquei na introdução deste texto.

Sobre o Individualismo, A Revolução Industrial  e a Igreja:

A Revolução Industrial causou grande impacto sobre a economia mundial, fazendo com que as populações rurais corressem paras as cidades, onde encontrariam trabalho, já que suas terras também já eram usadas para a produção de matérias-primas para a indústria. Nas cidades os recém-chegados viviam em péssimas condições, rompendo os laços da família extensa (pais, filhos, tios, avós) a família estava se reduzindo à sua expressão mínima (pais e filhos) com a perda das tradições familiares. Cada pessoa passou a cada vez mais ser responsável por sua própria vida, ou seja, o individualismo se fortaleceu com a Revolução Industrial. Imagem relacionada

Podemos perceber que as acusações católicas contra o protestantismo ter criado o individualismo, partem da lógica que as igrejas ditas como pietistas não seguem  o modelo da Igreja Católica e nem mesmo das Nacionais Protestantes que obrigavam os cidadãos a ser membros dessas igrejas. Só que o individualismo como subjetividade mais aguçada, começa a se desenvolver na época da  Revolução Industrial, como já mostrei, ou seja, séculos após o nascimento das primeiras igrejas pietistas como a Batista, Presbiteriana e Metodista.

É lógico que o individualismo, que já crescia desde a Revolução Francesa, favoreceu o crescimento dessas igrejas pietistas, em que os membros são membros por decisão própria e sustentam a Igreja, diferente das Igrejas nacionais que eram sustentadas pelo Estado e que obrigava os cidadão a ser membros dela. Foi a partir do pietismo que as grandes missões de evangelismo protestantes começaram e se expandir pelo mundo.

O Estado Laico

Os católicos tridentinos também acusam falaciosamente o protestantismo de ter originado o Estado Laico. Ressaltando também que o Estado Laico só é ruim para o próprio catolicismo. Mas o Estado Laico foi conseqüência das próprias guerras religiosas como a Guerra dos trinta anos entre católicos e protestantes e da perseguições católicas aos protestantes como foi a perseguição aos huguenotes na França e até mesmo de católicos contra católicos como foi a perseguição do catolicismo à corrente católica jansenista também na França. Quando falo em perseguição, inclui-se expulsões, prisões e mortes.

A partir daí, cada vez mais os pensadores, principalmente os iluministas, concluíram pelos fatos acontecidos, que era melhor separar a religião das questões de Estado. É certo também que o positivismo de Augusto Comte unido ao liberalismo econômico produziu um movimento anticatólico, até mesmo na América Latina em que o Clero ainda considerava a Espanha como o centro do Universo.

Voltaire, o famoso pensador iluminista, chegou a defender a causa protestante, não porque nutria simpatias pelo protestantismo, mas porque a perseguição católica aos protestantes lhe pareceu absurda e criminosa.

Resultado de imagem para Voltaire

Enfim, desde a Revolução Francesa em diante, tanto o catolicismo, quanto o protestantismo tiveram que se deparar com novas realidades políticas, econômicas, sociais e intelectuais, e enquanto o protestantismo procurou se adaptar a essa nova realidade, o catolicismo seguiu rumo contrário, sendo assim até a 1ª Guerra mundial. O certo é que na atualidade o catolicismo através do Vaticano II é mais progressista do que as idéias que os tridentinos combatem. Ou seja, os tridentinos além de falaciosos, são rebeldes à sua própria igreja.

Referência

História Ilustrada do Cristianismo. A Era dos Reformadores até a Era Inconclusa. Justo L Gonzales. Vida Nova.2011

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s