O Protestantismo tem que parar de se orgulhar do capitalismo atual!

Imagem relacionada

É certo que o protestantismo alavancou o capitalismo! Foi essa a análise tão famosa que o escritor Max Weber fez. Eu já escrevi e falei sobre a análise de Weber sobre as relações entre o protestantismo e o capitalismo.

Mas o capitalismo dos tempos de Lutero e Calvino já não é o mesmo nas sociedades modernas. Digamos que o tipo de capitalismo tradicional chegou ao seu ápice e fim com o Taylorismo/fordismo em que havia uma verdadeira meritocracia, em que um operário poderia sair das linhas de produção e chegar à diretoria de uma grande corporação.

Com a globalização, temos hoje um capitalismo especulativo que aliou-se ao neo-liberalismo, que se por um lado aumentou os bens produzidos, por outro lado aumentou a pobreza por todo o mundo e não só nos países em desenvolvimento.

É mito achar que não existem pobres em países como os EUA e alguns países da Europa, o começo da implementação do neo-liberalismo com Ronald Reagan e Margaret Thatcher em seus respectivos países até causou uma euforia inicial, mas depois só aumentou ainda mais a concentração de renda nas grandes Corporações que agora também negociam suas ações nas Bolsas gerando uma classe de parasitas rentistas!

A Globalização fez com que as grandes Corporações abrissem suas fábricas em países sem leis trabalhistas, aumentando o próprio desemprego em seus países de origem, que acabaram gerando uma massa de pobres imigrantes em suas periferias. Muita gente não sabe, mas a população carcerária de países desenvolvidos é muito superior a do Brasil e não é por questões de leis rígidas não, é por conta da miséria mesmo, em que essa população carcerária é composta principalmente de negros e imigrantes pobres.

O Neoliberalismo e sua política de Estado Mínimo, privatizações, contra os sindicatos e contra as políticas sociais também ajudou a aumentar a linha da miséria nos países do Norte. Por incrível que pareça, foram os países em desenvolvimento com suas políticas sociais que conseguiram diminuir a linha da miséria em seus países, como no caso do Brasil, mas havia um “Golpe” no meio do caminho!

Um golpe Neo-liberal que contou com a participação da maioria dos evangélicos, iludidos por uma guerra contra a esquerda que também é nociva em seu marxismo cultural, mas que é patrocinada pelos próprios globalistas que patrocinam o neo-liberalismo mundo a fora.

No entanto, alguns protestantes mais esclarecidos(eu me incluo aí também) querendo sair de um de um movimento negativo composto de apenas críticas sobre a esquerda, começaram a tentar justificar e dar uma identidade à direita brasileira através do louvor ao capitalismo de Reagan e de Thatcher, dos Estados Unidos e etc…, que eu mostrei nesse texto que já não é o mesmo dos tempos da Reforma.

A sensação de que temos que a vida é melhor nos países desenvolvidos é apenas pelo preço dos produtos mais baixos, devido aos baixos impostos e a própria abundância desses produtos nas chamadas sociedades de consumo, que é outra coisa “monstrenga” que esse capitalismo atual criou, ou seja, criou necessidades inexistentes através de estudos de marketing para tornar o próprio trabalhador um ser alienado de questões importantes.

Isso mesmo, a política de pão e circo não vem apenas de governos populistas, mas ela é mais forte e passa despercebida em governos neo-liberais de direita, que nem investe no conhecimento, pelo menos das classes mais baixas, mas passa a investir num tecnicismo para o pobre e educação crítica e elevada  para as elites.

A solução, eu não sei qual é! É claro que a solução ontológica e escatológica é Jesus! Mas a solução governamental é difícil, porque com o capitalismo atual, quem manda é o tal do Mercado Financeiro! E quem vai contra o Mercado acaba sofrendo um “golpe” até porque o golpe é feito explorando o toma lá da cá do próprio sistema político.

O comunismo seria uma boa solução, mas os meios para se alcançar o comunismo são um desastre, tanto a Luta de Classes quanto o marxismo cultural. Os fins não justiçam os meios!

No entanto, os próprios agentes do Mercado, do Globalismo, do Neoliberalismo já têm uma saída, um plano, uma solução, eu trato disso em um texto/vídeo que falo sobre a “marca da besta” que não é o chipe, mas a solução que trará o anticristo, que passa pelo exaurimento do próprio Sistema capitalista por eles mesmos!

Quando vier a Crise final do Capitalismo, eles (globalistas) já têm o plano que passará e mudará o conceito de riqueza que será lastreada em emissões de Carbono! Assistam a esse vídeo que tenho ! Pesquisem sobre isso nos meus canais!

Anúncios

Um comentário sobre “O Protestantismo tem que parar de se orgulhar do capitalismo atual!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s