Youtubers chamando trabalhadores de vagabundos e invertendo valores!

O que vemos depois da greve geral foi os assim denominados grandes youtubers chamando quem trabalha de vagabundo! Eu sei que fazer vídeos arrumadinhos com uma produção boa também dá trabalho, os meus são de péssima qualidade e já dão! Mas o que suga as minhas forças mesmo é trabalhar no Banco um dos trabalhos mais estressantes que existem, recebendo bronca de cliente e de patrão e muitas vezes chegando tarde da noite em casa! E eu participei da greve sim, para lutar pelos meus direitos trabalhistas conquistados às duras penas, meu direito de aposentar ainda vivo e etc… Assistam:

Anúncios

Minha opinião sobre o Documentário Brasil Paralelo!

Minha opinião sobre o Fórum Brasil Paralelo, na minha opinião o problema maior ainda é que existe um governo mundial paralelo que é capitalista mas que patrocina o marxismo cultural visando o caos para que se implante a Nova Ordem Mundial! Assista:

Constantino o protótipo do católico atual!

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens

A conversão de Constantino foi diferente da conversão de uma pessoa comum da sua época. Quando algum pagão queria aderir ao cristianismo, este era submetido a um longo processo de aprendizado e disciplina que poderia durar até três anos afim de solidificar o novo convertido na sua nova fé antes de ser batizado. Algo muito parecido com o processo de discipulado que ocorre em muitas igrejas evangélicas atuais, apesar do nome desse processo ter sido  catequese, que a igreja católica conserva até hoje, o que vemos na mesma é o batismo infantil antes mesmo de qualquer aprendizado e decisão. Depois do batismo, o novo convertido então seguia seu bispo como pastor para colocar sua fé em prática nas situações concretas da vida.

Constantino nunca se submeteu em nenhum aspecto à autoridade pastoral da igreja. Ele recebia conselhos cristãos através do sábio Lactando e do bispo Óssio de Córdoba, mas sempre se reservou no direito de determinar suas atitudes religiosas, pois se considerava “bispo dos bispos”. Mesmo após sua conversão, Constantino participou de rituais pagãos que eram proibidos aos cristãos, e os bispos não tinham coragem de repreendê-lo.

Atualmente muitos que se dizem católicos procuram centro espíritas e terreiros afros para algum tipo de relacionamento e os adeptos espíritas procuram a Igreja católica e se dizem católicos formando uma espécie de sincretismo religioso.

O imperador apesar de favorecer os cristãos em muitos aspectos e de suas afirmações de crer no poder de Jesus Cristo, tecnicamente não era cristão segundo a tradição da época, pois não quis se submeter ao batismo. Hoje em dia quando perguntamos a algum católico se ele já aceitou Jesus como Senhor e Salvador da sua vida, ele diz que sim, que já fez isso desde que nasceu. Apesar de sabermos que o Senhorio de Jesus passa é longe da sua vida!

Para Constantino era cômodo se manter apenas como um simpatizante do Cristianismo, sem ser batizado ele poderia deslizar em sua fé, sem receber condenação por parte dos dirigentes da igreja, hoje em dia muitos católicos vão à igreja raramente para desencargo de consciência e quando saem de lá principalmente aos domingos, se dizem que já podem tomar sua cerveja e ir para algum tipo de festa mundana, pois já “cumpriram a sua obrigação”!

Por outro lado, dizer que Constantino foi hipócrita ao se declarar cristão é um erro, uma visão revisionista e anacrônica. Do ponto de vista político a conversão de Constantino ocorreu no pior momento possível. Quando Constantino adotou o símbolo do labarum, ele estava nos preparativos para tomar a cidade de Roma, centro das tradições pagãs, onde seus aliados eram membros de diversas seitas pagãs que se consideravam oprimidos por Magêncio. O grau de apoio que os cristão poderiam dar a Constantino era precário, o número de cristãos no exército era pequeno, o número de cristãos ricos que poderia prestar apoio financeiro a Constantino também era pequeno.

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens
Labarum

O mais certo é dizer que Constantino cria mesmo no poder Jesus Cristo. Para Constantino o Deus dos cristãos era extremamente poderoso que estava disposto a ajudá-lo, na medida em que ele ajudasse os cristãos. Na verdade, Constantino sempre buscou o favor do Deus cristão, não dos cristãos. Esse Deus havia lhe dado vitórias em muitas batalhas, desde que teve o sonho, e até seus inimigos temiam e atribuíam poder sobrenatural ao labarum de Constantino.

Mas Constantino entendia que a Fé em Jesus Cristo não o impedia de adorar outros deuses. Constantino em grande parte de seu governo, pensou que o Sol Invicto e o Deus dos cristãos eram o mesmo ser e que os outros deuses também eram reais  e relativamente poderosos, apesar de serem divindades subalternas e aí fazemos mais um paralelo entre o católico atual e suas venerações aos santos como um tipo de intermediador entre eles e a Divindade.

Constantino consultava o oráculo de Apolo, aceitava o título de sumo-sacerdote de deuses pagãos e participava das cerimônias a esses deuses, sem pensar que assim estava traindo ou abandonando o Deus que lhe tinha dado vitória e poder.

Concluo, então, deixando o alerta para aqueles católicos e qualquer outro cristão que como já falei, freqüentam o espiritismo, consultam adivinhos através de cartas, tarô, búzios, leituras de mão e etc, que consultam astrologia através de horóscopo, para que larguem essas práticas que não conferem a um cristão.

Referência

História Ilustrada do Cristianismo. Justo L. González

 

Movimentos organizados contra George Soros na Macedônia! Mais Um!

A Macedônia é outro país que entra na luta para tentar barrar as operações do Globalista Illuminati George Soros! Já tinha feito isso a Rússia e a Hungria! Outro país que precisa fazer isso é o Brasil! Pois Soros é o principal financiador de grupos como o MBL e VPR, foi o responsável pelo golpe parlamentarista no Brasil e tanto Sérgio Moro como Michel Temer são seus capachos! George Soros quer abocanhar o pré-sal brasileiro e conseguiu também paralisar o principal setor que dava emprego aos brasileiros que é o da Construção Civil através da falsa luta anti-corrupção forjada na CIA que é a Lava Jato!

AMALDIÇOADO: GOVERNO TEMER SE POSICIONA CONTRA ISRAEL E DEFENDE DIVISÃO DO TERRITÓRIO

Resultado de imagem para TEMER SERRA ABBAS
O Ministério das Relações Exteriores divulgou nota oficial neste domingo (12/02) onde condena os novos assentamentos israelenses na Cisjordânia. A decisão recente do Parlamento de Israel gerou críticas de vários países ao governo de Benjamin Netanyahu.

O Itamaraty diz que a expansão territorial dos assentamentos “representa um obstáculo à paz e não contribui para a solução do conflito entre israelenses e palestinos”. Diz ainda que “O Brasil apoia uma solução de dois Estados para o conflito”.

Repetindo o que tem feito junto à ONU e na reunião dos BRICS no ano passado, a postura do governo Temer assegura defender “o direito de autodeterminação do povo palestino”.

Embora evite aprofundar os motivos de sua postura, que apenas dá continuação aos traçados pelos governos de Lula e Dilma, assegura: “O Brasil tem consistentemente apelado às partes para que se abstenham de usar a violência e de promover atos de provocação que os afastem ainda mais da solução de dois Estados”.

Em 2010, durante o segundo mandato de Lula, o Brasil reconheceu o Estado Palestino e doou 10 milhões de dólares ao Hamas, um conhecido grupo terrorista sediado em Gaza.

O Knesset – o Parlamento de Israel – aprovou no dia 6 de fevereiro uma lei que legaliza cerca de 4 mil casas em assentamentos construídos no setor C da Cisjordânia, que este sob controle israelense desde 1967. Os palestinos alegam que a área é “ocupada” e que as construções são ilegais. A ONU também condena as construções, usando o mesmo argumento.

Por Jarbas Aragão – Gospel Prime

TRUMP VAI DAR PARA TRÁS NA TRANSFERÊNCIA DA EMBAIXADA DOS EUA EM ISRAEL PARA JERUSALÉM?

Resultado de imagem para donald trump jerusalem

Aparentemente, Tel Aviv terá de sediar a embaixada dos EUA em Israel por mais um tempo. Segundo relatos da mídia internacional, o presidente dos EUA Donald Trump não está interessado em transferir a representação diplomática de seu país para Jerusalém tão cedo.

Trump não está tão inclinado a transferir a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, de acordo com relatos da mídia israelense, apesar de ter feito várias declarações neste sentido durante sua campanha.

De acordo com vários veículos de mídia israelenses, citando meios de comunicação palestinos, os líderes da Autoridade Palestina receberam uma mensagem “reconfortante” do governo Trump. Os relatos também dizem que funcionários de segurança dos EUA falaram diretamente com o chefe da inteligência palestina, Majid Faraj.

Embora esses relatos ainda não tenham sido confirmados, Trump anda apresentando uma posição mais moderada sobre o tema, especialmente durante uma entrevista para o jornal israelense Israel Hayom.

“Estou pensando na embaixada, estou estudando a [questão da] embaixada, e vamos ver o que acontece”, disse Trump anteriormente. “A embaixada não é uma decisão fácil. Ela obviamente tem estado lá por muitos, muitos anos, e ninguém quis tomar essa decisão. Estou pensando muito a sério sobre isso e vamos ver o que acontece”.

A questão da transferência da embaixada dos EUA também foi levantada durante a visita do rei Abdullah da Jordânia, que disse que a preservação do status multi-religioso de Jerusalém é muito importante.

“Em nossa opinião, Jerusalém é extremamente importante. Nossa posição firme é que rejeitamos qualquer esforço unilateral que tente mudar a identidade árabe, muçulmana e cristã da Cidade Santa”, disse o ministro jordaniano das Relações Exteriores, Al Safadi.

Trump, o presidente, tem sido mais crítico da política de Israel para a Palestina do que Trump, o candidato. Ele criticou recentemente a política de Israel de construir assentamentos em território palestino, afirmando que esta prática “não ajuda o processo de paz”.

No entanto, ele foi extremamente crítico em relação à resolução de dezembro do Conselho de Segurança da ONU, que pedia o fim da construção de assentamentos israelenses, de modo a permitir a retomada do processo de paz.

Fonte: Spuntik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201702117655023-trumpembaixada-israel-tel-aviv-jerusalem/