Minha opinião sobre o Documentário Brasil Paralelo!

Minha opinião sobre o Fórum Brasil Paralelo, na minha opinião o problema maior ainda é que existe um governo mundial paralelo que é capitalista mas que patrocina o marxismo cultural visando o caos para que se implante a Nova Ordem Mundial! Assista:

Anúncios

Judeus não precisam de Cristo para serem salvos, conclui Vaticano

Por Jarbas Aragão / GospelPrime

Então são duas Salvações agora? E como ficam os teólogos católicos que tanto menosprezavam os judeus e acusavam os evangélicos de bajularem os judeus? Para mim tudo isso não passa de mais uma jogada para agradar os judeus e trazê-los para o ecumenismo!

Segue a notícia:

Os judeus podem garantir a salvação eterna sem se converter ao cristianismo, disseram teólogos católicos em um relatório publicado como resultado de uma longa investigação do Vaticano.

Essa era uma questão que prejudicava, segundo eles, as relações entre as duas religiões. O material também afirma que a Igreja não deve procurar ativamente converter judeus ao cristianismo, algo que já era defendida pelo ex-Papa Bento XVI em seu livro de 2011.

O relatório elaborado pela “Comissão para as relações religiosas com os judeus” da Igreja Católica, afirma ser possível que os judeus sejam salvos da condenação eterna independentemente de Cristo.



“Embora os judeus não creiam em Jesus Cristo como o redentor universal, eles têm direito à salvação porque os dons e a vocação de Deus são irrevogáveis”, conclui o relatório, segundo um resumo divulgado à imprensa.

A crença de que o único caminho para a salvação é através da fé em Cristo é um princípio fundamental do cristianismo. Por isso, ao mesmo tempo que os teólogos católicos dizem que é somente graças à morte e ressurreição de Cristo que todas as pessoas têm oportunidade de salvação, insistem que os judeus são tratados de outra maneira. Seria isso “um mistério insondável no plano salvífico de Deus”.

Essa posição não constitui uma mudança formal da doutrina católica, mas indica a busca do   Vaticano em tentar minimizar os séculos de ensino antissemita, que na Idade Média justificou a perseguição e até morte de judeus.

Desde o Concílio Vaticano II que a Igreja Católica não atribui mais a responsabilidade pela crucificação de Cristo à “comunidade judaica”, destacando ainda o que chama de herança compartilhada das duas religiões.

As relações entre as duas religiões já foram tratadas em outro relatório – de 1998 – da mesma comissão que conclamou os católicos a se arrependerem por não terem feito mais para impedir o Holocausto e recriminou o silêncio da Igreja como instituição. Com informações de Jews News

AMALDIÇOADO: GOVERNO TEMER SE POSICIONA CONTRA ISRAEL E DEFENDE DIVISÃO DO TERRITÓRIO

Resultado de imagem para TEMER SERRA ABBAS
O Ministério das Relações Exteriores divulgou nota oficial neste domingo (12/02) onde condena os novos assentamentos israelenses na Cisjordânia. A decisão recente do Parlamento de Israel gerou críticas de vários países ao governo de Benjamin Netanyahu.

O Itamaraty diz que a expansão territorial dos assentamentos “representa um obstáculo à paz e não contribui para a solução do conflito entre israelenses e palestinos”. Diz ainda que “O Brasil apoia uma solução de dois Estados para o conflito”.

Repetindo o que tem feito junto à ONU e na reunião dos BRICS no ano passado, a postura do governo Temer assegura defender “o direito de autodeterminação do povo palestino”.

Embora evite aprofundar os motivos de sua postura, que apenas dá continuação aos traçados pelos governos de Lula e Dilma, assegura: “O Brasil tem consistentemente apelado às partes para que se abstenham de usar a violência e de promover atos de provocação que os afastem ainda mais da solução de dois Estados”.

Em 2010, durante o segundo mandato de Lula, o Brasil reconheceu o Estado Palestino e doou 10 milhões de dólares ao Hamas, um conhecido grupo terrorista sediado em Gaza.

O Knesset – o Parlamento de Israel – aprovou no dia 6 de fevereiro uma lei que legaliza cerca de 4 mil casas em assentamentos construídos no setor C da Cisjordânia, que este sob controle israelense desde 1967. Os palestinos alegam que a área é “ocupada” e que as construções são ilegais. A ONU também condena as construções, usando o mesmo argumento.

Por Jarbas Aragão – Gospel Prime

TRUMP VAI DAR PARA TRÁS NA TRANSFERÊNCIA DA EMBAIXADA DOS EUA EM ISRAEL PARA JERUSALÉM?

Resultado de imagem para donald trump jerusalem

Aparentemente, Tel Aviv terá de sediar a embaixada dos EUA em Israel por mais um tempo. Segundo relatos da mídia internacional, o presidente dos EUA Donald Trump não está interessado em transferir a representação diplomática de seu país para Jerusalém tão cedo.

Trump não está tão inclinado a transferir a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, de acordo com relatos da mídia israelense, apesar de ter feito várias declarações neste sentido durante sua campanha.

De acordo com vários veículos de mídia israelenses, citando meios de comunicação palestinos, os líderes da Autoridade Palestina receberam uma mensagem “reconfortante” do governo Trump. Os relatos também dizem que funcionários de segurança dos EUA falaram diretamente com o chefe da inteligência palestina, Majid Faraj.

Embora esses relatos ainda não tenham sido confirmados, Trump anda apresentando uma posição mais moderada sobre o tema, especialmente durante uma entrevista para o jornal israelense Israel Hayom.

“Estou pensando na embaixada, estou estudando a [questão da] embaixada, e vamos ver o que acontece”, disse Trump anteriormente. “A embaixada não é uma decisão fácil. Ela obviamente tem estado lá por muitos, muitos anos, e ninguém quis tomar essa decisão. Estou pensando muito a sério sobre isso e vamos ver o que acontece”.

A questão da transferência da embaixada dos EUA também foi levantada durante a visita do rei Abdullah da Jordânia, que disse que a preservação do status multi-religioso de Jerusalém é muito importante.

“Em nossa opinião, Jerusalém é extremamente importante. Nossa posição firme é que rejeitamos qualquer esforço unilateral que tente mudar a identidade árabe, muçulmana e cristã da Cidade Santa”, disse o ministro jordaniano das Relações Exteriores, Al Safadi.

Trump, o presidente, tem sido mais crítico da política de Israel para a Palestina do que Trump, o candidato. Ele criticou recentemente a política de Israel de construir assentamentos em território palestino, afirmando que esta prática “não ajuda o processo de paz”.

No entanto, ele foi extremamente crítico em relação à resolução de dezembro do Conselho de Segurança da ONU, que pedia o fim da construção de assentamentos israelenses, de modo a permitir a retomada do processo de paz.

Fonte: Spuntik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201702117655023-trumpembaixada-israel-tel-aviv-jerusalem/

Trump trai a Rússia e Israel – Jogada para o Falso Messias?

Trump que mostrou toda uma aproximação com a Rússia durante sua campanha presidencial e início do seu governo, agora mudou sua atitude para com os Russos! Começa a tomar partido da Ucrânia (George Soros) e provoca raiva da Rússia! Também começa a mudar seu discurso para com Israel e agora defende dois estados na região: os dos judeus e o da Palestina! Mudou também sua atitude para com a OTAN e começa a enviar tropas para a fronteira da Rússia, todas essas atitudes de Trump podem gerar uma Terceira Guerra Mundial e demonstram sua aproximação dos Illuminatis! Preparando o Anticristo? Assistam:

Mais:

Trump fomentando o ecumenismo? A grande operação do erro?

Será que a eleição de Trump em que Hillary foi desmascarada através dos emails vazados, foi um grande plano arquitetado para atrair os cristãos mais fervorosos ao ecumenismo? Trump reuniu em uma igreja protestante: muçulmanos, hindus, católicos, budistas, e etc! Será que quem tem Trump não precisa de Papa Francisco? assistam:

Veja também: