Fideísmo, ateísmo e catolicismo

Imagem relacionada

Há uma falácia católica propagada por aí que diz que quando um neo-ateu ataca o cristianismo na verdade está atacando a fé protestante. Falácia porque o que vemos não é isso, é público e notório que os ateus atacam é a história das Cruzadas, a história da inquisição, os pecados papais, o homossexualismo dos padres, o dinheiro do Vaticano, a idolatria aos santos e etc… Mas aí os católicos dizem que isso é espantalho da fé católica! Só que são Fatos históricos que só tiveram defesa devido a um revisionismo histórico do catolicismo americano sobre esses temas que é coisa recente e que começou no Brasil com o astrólogo Olavo de Carvalho que faz isso com o objetivo de angariar fiéis para a sua seita e encontrou na idolatria católica de internet terra fértil!

Hoje umas das principais críticas desses católicos de internet que nunca nasceram de novo e que não possuem nenhum fruto a não ser frutos podres iguais a eles que xingam, bebem, fumam, mentem e se prostituem é que o fideísmo do protestantismo é que leva ao ateísmo. Dizem que o fideísmo é apenas uma espécie de sentimentalismo barato nada racional. A verdade é que o fideísmo protestante é um cristianismo alicerçado na própria fé como já diz o nome.  Os católicos dizem que o seu cristianismo é alicerçado na fé e mais ainda na razão. E essa razão seria a razão da tradição grega. Aí eu faço a seguinte pergunta: Qual razão? A platônica de Agostinho ou a aristotélica de Aquino? Sendo que ambas são contraditórias entre si.

O que é observado na história da Filosofia é uma idéia ou sistema sendo substituído por outro e por outro até que os filósofos existencialistas decretaram a morte da razão e junto com ela a morte de Deus, ou seja, pela lógica o ateísmo matou o Deus católico que é alicerçado na razão grega e não o Deus protestante que é alicerçado na fé. Jesus já alertava sobre esse tipo de alicerce:

“Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.
E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;
E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e caiu, e foi grande a sua queda.”
Mateus 7:24-27

Outra lorota católica é que os grandes expoentes do neoateísmo como Sam Harris, Resultado de imagem para william craig imagensChristopher Hitchens, Richard Dawkins também criticam apenas o que seria um cristianismo protestante, mas o que eles não falam é que o grande combatente que mete terror nesses neoateus famosos é o mais famoso ainda apologista protestante William Lane Craig, e outros apologistas cristãos contemporâneos contra o ateísmo também são de maioria protestante como Lee Strobel, Ravi Zacharias, e Norman Geisler.

Vale ressaltar ainda que esses apologistas protestantes sabem muito bem usar a razão, (sendo muitos deles antifideístas também) para destruir argumentos do neoateismo militante ou delirante, porque não se pode confundir racionalismo grego ou filosófico com o uso do raciocínio que Deus deu a raça humana, é mentira ou exagero que o protestante seja  100% contra ao racionalismo, sabemos muito bem que o mundo é inteligível porque foi Deus que criou tanto a raça humana quanto o universo.

Dá para perceber pelas Escrituras que o maior Fideísta cristão de todos os tempos foi o próprio Apostólo Paulo, veja o que ele escreve:

“Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã.
Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus.
Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes.
Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo?
Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação.
Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria;
Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos.
Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus.
Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens.
Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados.
Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes;
E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são;
Para que nenhuma carne se glorie perante ele.
Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção;
Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.”
1 Coríntios 1:17-31

E mais:

“E eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não fui com sublimidade de palavras ou de sabedoria.
Porque nada me propus saber entre vós, senão a Jesus Cristo, e este crucificado.
E eu estive convosco em fraqueza, e em temor, e em grande tremor.
E a minha palavra, e a minha pregação, não consistiram em palavras persuasivas de sabedoria humana, mas em demonstração de Espírito e de poder;
Para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria dos homens, mas no poder de Deus.”
1 Coríntios 2:1-5

O próprio Jesus elevou a fé a um dos maiores poderes que o homem pode ter:

20 E Jesus lhes disse: Por causa de vossa incredulidade; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá, e há de passar; e nada vos será impossível.

Na revelação a fé só é menor do que o amor:

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.
1 Coríntios 13:13

Então a Fé é apenas algo sentimental? Vejamos o que nos diz o escritor de Hebreus:

“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.”
Hebreus 11:1-3

Resultado de imagem para Fé imagens

O desprezo católico ao fideísmo é um desprezo a própria Palavra de Deus que diz que:

O justo viverá da Fé e que sem fé é impossível agradar a Deus!

Explico porque os católicos têm raiva da Fé: Primeiro porque existe a polêmica da salvação por fé e por obras, segundo porque Lutero também atacou toda a Filosofia de Aristóteles sendo que Lutero tinha todo crédito para isso, sendo ele um dos maiores entendidos na Filosofia aristotélica até os dias de hoje.

Ligando os pontos da raiva católica temos:

Resultado de imagem para lutero imagensLutero = Salvação por fé e contra Aristóteles! Então por isso os católicos endeusam a razão igual os iluministas e ainda dizem que são opostos! Nesse pacote, os católicos odeiam todos os outros pensadores, sendo teólogos ou filósofos que fazem um “elogio da loucura”, ou seja um elogio da mensagem da Cruz!

O cristianismo católico é um andrógeno, é salvação por fé e por obras, mais por obras, é um alicerce na fé e na razão, mais na razão, é desconsideração da Bíblia por uma suposta tradição, mas sempre com a mesma lorota que foram eles os guardiões da Bíblia, uma falácia que se verifica primeiro porque as Igrejas dos primeiros concílios não era a católica romana, segundo não foi a Igreja que criou os livros, apenas delimitou oficialmente o que as Comunidades já aceitavam na prática e é por isso que podemos confiar que os livros que estão na Bíblia de Zíper é a Palavra de Deus e não porque uma igreja que não permitia a leitura da mesma nas línguas locais guardou essa palavra, não é mesmo Padre Gargamel? E mesmo que fosse verdade que a Igreja católica romana tivesse dado a Bíblia ao mundo, foi o protestantismo que deu acesso a ela nas línguas locais.

A questão do protestantismo  e seu fideísmo  levar  ao ateísmo não pode ser verdade, já que o movimento ou momento filosófico atual é a chamada pós-modernidade, movimento que sepultou a razão e declarou que tudo é permitido e tudo e relativo. Movimento que ganhou força depois das 2 grandes guerras mundiais que foram a representação maior da derrocada da razão que no sonho iluminista e parece que católico iria emancipar o homem e a humanidade da barbárie, mas acabou culminando em duas bombas atômicas e agora o pós – modernismo vigora, contudo essas vãs filosofias podem até dá um baque na razão, mas nunca poderão sufocar a fé e o amor que na visão contraditória católica são sentimentos perigosos que podem levar ao ateísmo.

A verdade é que esse pensamento católico de “fé na razão” lembra muito o pensamento maçônico que visa criar uma religião racional,uma emancipação do homem através do iluminismo, das luzes que é a razão. No Concilio do Vaticano II já temos a união oficial entre igreja católica e maçonaria, catolicismo e ateísmo.

Concluindo, esse modo de cristianismo católico não leva à pratica nenhuma, não traz mudança de vida, forma apenas raivosos de internet que não demonstram frutos, que não possuem nenhum testemunho na sua rua, no seu bairro, porque não há conversão, não há novo nascimento nesse tipo de religião, são pessoas que se dizem religiosas mas continuam bebendo, fumando, xingando e se prostituindo, diferente do irmãozinho protestante humilde que não conhece Aristóteles ou Platão, mas que todo mundo percebeu sua mudança de vida na comunidade, porque antes roubava, mentia, traficava, se prostitui-a, mas agora pela fé aceitou Jesus como Senhor e Salvador da sua vida e produz muitos bons frutos através de seu testemunho.

Anúncios

Religião é só uma questão de fé? Não é bem assim!

A afirmação de que a religião é simplesmente uma questão de fé é apenas mais um mito moderno. Embora a religião requeira fé, religião não está ligada somente a fé. Os fatos também são fundamentais para todas as religiões, incluindo o ateísmo, e muitos desses fatos podem ser verificados por meio de investigação científica e histórica.

As principais religiões monoteístas (cristianismo, islamismo e judaísmo) afirmam que o Universo teve um começo, enquanto muitos ateus e panteístas (budismo e hinduísmo) dizem que o Universo é eterno. Essas afirmações são mutuamente excludentes. Um dos grupos citados está com a razão.

A famosa ressurreição de Cristo é outro exemplo. Os cristãos afirmam que Jesus ressuscitou ao terceiro dia de sua morte, enquanto os muçulmanos dizem que Jesus nem mesmo morreu. Mais uma vez têm-se aqui duas visões mutuamente excludentes. Como podemos saber qual delas é a correta? Avaliando à comprovação histórica de cada uma dessas afirmações.

A ciência também acaba abordando os mesmos assuntos religiosos, exemplos: De onde veio o Universo? Como surgiu a vida? Os milagres são possíveis? Em outras palavras, ciência e religião não são categorias opostas como muitos sugerem.

Logicamente, nem todas as afirmações religiosas podem ser comprovadas científica e historicamente. Todavia, a validade de muitas crenças religiosas pode ser verificada e provada com um alto grau de certeza.

Referência

Não tenho fé suficiente para ser ateu. Norman Geisler & Frank Turek

Mais novo Lançamento da Série: RAMOS DO SABER E ATEÍSMO: Filosofia versus Ateísmo!

Baixe no site da Amazon.com, o mais novo Lançamento da Série: Ramos do Saber e Ateísmo: Filosofia Versus Ateísmo:

Neste Quinto volume da Série: “Ramos do Saber e ateísmo” – trazemos pensamentos e comparações filosóficas entre alguns pensadores e o cristianismo. Começamos com a comparação entre o pensamento de Sócrates e o pensamento de Jesus, seguindo uma determinada linha cronológica, abordamos o pensamento de Agostinho, de como ele saiu do maniqueísmo ao cristianismo, defendemos as cinco vias de Tomás de Aquino e chagamos na Modernidade com um artigo científico sobre Descartes. Na seqüência abordamos a decadência do pensamento marxista, penetramos na incoerência do niilismo, pontuamos sobre a covardia do pensamento pós-moderno e fechamos opinando sobre temas polêmicos como o feminismo, o homossexualismo e o aborto.

Click na Imagem:

filosofia

Vídeo: Ebook Ciência versus ateísmo

Um E book que “dessacraliza” a ciência – que se tornou a “Deusa” de muitos ateus,principalmente os “neo-ateus”, os textos não são contra a ciência em si, mas mostram como uma visão empirista de ciência pode ser ingênua, do tipo: “eu não posso ver Deus então Deus não existe”! Mostram que existe a Boa e a Má ciência e os atributos de tais, Mostram que o Criacionismo também é uma ciência reconhecida (ciência da criação) e que as críticas ao Criacionismo como ciência não se sustentam, mostram que a confiança em Revistas Científicas de Renome é frágil, porque existem muitas publicações falsas nessas Revistas.

Vejam o Vídeo e comprem o Livro!

Bíblia na lista dos livros mais indesejados nas bibliotecas escolares dos EUA

Julio Severo

Na lista mais recente de livros mais rejeitados em escolas e bibliotecas escolares dos EUA, um livro tem sido visado de modo especial em todas as partes dos EUA, em grande parte pelas questões legais envolvidas, de indivíduos que entram com ações legais para que o livro seja removido.

A Bíblia.

Bíblia 2

“Há pessoas que sentem que se uma biblioteca escolar compra um exemplar da Bíblia, isso viola a separação da igreja e Estado,” diz James LaRue, que dirige o Escritório de Liberdade Intelectual da Associação Americana de Bibliotecas (AAB), que divulgou sua lista dos 10 livros mais rejeitados.

LaRue frisou disse que a AAB também recebe queixas acerca do Corão islâmico, mas bem menos do que acerca da Bíblia.

Os Estados Unidos foram fundados por uma maioria absoluta de evangélicos que tinham a Bíblia Sagrada como o principal livro de orientação. Nenhum outro livro teve papel mais fundamental na fundação dos EUA do que a Bíblia.

A nação americana tem sido incapaz de ver os sinais de juízo com o afastamento dos padrões de Deus. Em 1963, o Supremo Tribunal dos EUA proibiu a leitura da Bíblia em sala de aula, um costume antigo praticado para uma população estudantil majoritariamente evangélica. Coincidentemente ou não, o presidente americano John F. Kennedy foi assassinado em 1963.

A ação para proibir a leitura da Bíblia foi movida pela marxista Madalyn Murray O’Hair, fundadora da organização Ateus Americanos, em favor de seu filho pequeno que ela não queria exposto à leitura da Bíblia. A ação dela ganhou e mais de 50 anos depois, a leitura da Bíblia não é permitida nas escolas americanas.

Madalyn também foi assassinada de forma trágica.

Mesmo com a leitura da Bíblia proibida em escolas, agora marxistas, ateus, muçulmanos e ativistas de outras religiões exigem a remoção da Bíblia até das bibliotecas escolares, como se isso pudesse apagar os rastros históricos fundamentais que esse livro deixou no coração e palavras de presidentes americanos do passado, inclusive nas leis americanas.

A boa notícia é que o William J. Murray, o filho de Madalyn, acabou se convertendo a Jesus Cristo e hoje ele fala dos malefícios do ateísmo e marxismo. Em entrevista exclusiva ao Blog Julio Severo, ele dá detalhes dos perigos do marxismo e como foi ser filho da mais famosa ateísta dos Estados Unidos. Para conferir a entrevista, clique neste artigo: Entrevista exclusiva com William J. Murray, defensor dos cristãos perseguidos

Com informações da Associated Press.

FONTE: http://www.juliosevero.com

A Intolerância ateia

Não houve um tumulto depois do lançamento do filme baseado no romance de Nikos Kazantzakis- A última tentação de Cristo.  Não houve tumulto depois da exibição da “obra de arte” de Andres Serrano – uma fotografia de um crucifixo imerso em urina. Não houve sala de cinema incendiada depois de um falso documentário feito pelo Discovery Channel, alegando que os ossos de Jesus tinham sido encontrados numa sepultura em Jerusalém, em 1980.

Agora o que aconteceria se um filme expusesse práticas homossexuais, usando pesquisa médica para analisar a prática, fosse exibido em nossas salas de projeção?

O que aconteceria se o ensino do ateísmo fosse proibido nas Universidades do Mundo Ocidental? Talvez acontecessem tumultos sem precedentes!

Richard Dawkins defendeu em um de seus artigos que qualquer candidato a aluno com a visão de mundo criacionista devia ter a admissão em Oxford recusada. E ele ainda critica a intolerância da religião! Dawkins é professor em Oxford, uma Universidade cujo moto é “The Lord is My Light” (O Senhor é minha luz). Dawkins tem privilégios para ensinar em Oxford devido à ética de tolerância judaico-cristã.  E agora que ele está em posição dominante, ele quer expulsar não só os docentes cristãos, mas também até os alunos que não compartilhem de seu ponto de vista ateu.

O ateu Sam Harris fez o seguinte questionamento: “ Quando ocorreu o último distúrbio social ateísta”? Será que ele não viu a violência que ocorreu nas greves dos sindicatos na Europa? Havia muitos ateístas presentes ali. Será que ele não ouviu falar dos tumultos na região de Watts em Los Angeles e em outras partes? Havia muitos ateus presentes ali. Será que ele não leu sobre a máquina de extermínio instituída por Stalin depois que este abandonou Deus e virou ateu?

É irônico que, quando o islã está numa posição de poder, as crenças islâmicas são obrigadas a todos e que, quando o ateísmo está em vantagem, as crenças ateístas sejam forçadas a todos? Somente no Cristianismo se dá o privilégio tanto de crer quanto de não crer sem nenhuma coação.

Referência

A Morte da Razão: Uma Resposta aos Neoateus. Ravi Zachrias