Minha opinião sobre o Documentário Brasil Paralelo!

Minha opinião sobre o Fórum Brasil Paralelo, na minha opinião o problema maior ainda é que existe um governo mundial paralelo que é capitalista mas que patrocina o marxismo cultural visando o caos para que se implante a Nova Ordem Mundial! Assista:

Anúncios

BREXIT VENCEU! POVO DO REINO UNIDO DETONA A NEOCUMUNISTA UNIÃO EUROPÉIA! CAMERON RENUNCIA

Depois de 43 anos, os britânicos decidiram em um plebiscito, por uma margem mínima de votos, romper com a União Europeia. O resultado do plebiscito abalou a Europa e derrubou a libra para o menor valor em 30 anos. As bolsas internacionais desabaram. O primeiro-ministro David Cameron renunciou ao cargo e isso foi só o começo.

É oficial. O Reino Unido apertou o botão de saída. Pode ser o início do fim do gigantesco bloco político e econômico europeu. Décadas de história comum desfeitas pela vontade do povo britânico. Pouco menos de 52% votaram pela saída, 48% pela permanência. Euforia de um lado, desespero do outro. A prioridade, agora, é estabilizar o mercado financeiro, que abriu em histeria, e estancar a sangria política, que faz novas vítimas a cada momento.

A começar pelo primeiro-ministro britânico, David Cameron, que no ano passado foi reeleito em uma vitória esmagadora e na manhã desta sexta-feira (24) renunciou. David Cameron disse que a vontade do público britânico precisa ser respeitada, mas que o voto deixa claro a necessidade de uma nova liderança. Ele fica no cargo até outubro. Com isso, acelera a briga dentro do partido conservador para eleger um novo líder que terá a complexa tarefa de navegar por essas águas incertas.

Um possível sucessor, o ex-prefeito de Londres e grande defensor da saída, Boris Johnson, foi vaiado ao sair de casa cedo nesta sexta-feira (24). Outro garoto-propaganda da separação, Nigel Farage, líder da extrema-direita, disse que esta sexta-feira é o dia da independência do Reino Unido. A expectativa é de mais baixas no governo ao longo do dia.

A apuração, na madrugada desta sexta, indicava a fragmentação do Reino Unido. Escócia eIrlanda do Norte votaram para ficar na União Europeia. País de Gales e Inglaterra, para sair. Londres, uma capital europeia, votou em peso para ficar. O interior da Inglaterra, para sair.

Eleitor defende a saída do Reino Unido da União Europeia nesta quarta-feira (23) em Londres (Foto: REUTERS/Toby Melville)

Os britânicos disseram ‘não’ à permanência na União Européia. Assim me expressei: “Os ingleses nunca foram trouxas. A não ser que esse plebiscito seja fraudado, os cidadãos britânicos devem despachar hoje a União Européia para o quinto dos infernos.”

O mais incrível é que sob intempéries, chuvas e tempestades, a Inglaterra registrou uma participação em massa nesse referendum e que foi muito além das eleições normais, a mostrar como estava certo no meu artigo. Ao contrário, toda a grande mídia em nível nacional e internacional martelou até o último instante que os ingleses decidiriam por permanecer no bloco. Em nível nacional e internacional a grande mídia e seus jornalistas esquerdistas mantiveram análises e comentários mentirosos antevendo que o resultado seria pau a pau mas os ingleses optariam em permanecer subjugados aos neo-comunistas que comandam a União Européia.
Enquanto isso, os mega veículos de mídia e seus jornalistas incompetentes, mentirosos e venais, publicam nesta madrugada em seus sites matérias manifestando seu inconformismo com a realidade dos fatos. E nem precisa ser expert em jornalismo para perceber que os britânicos iriam dar um chega pra lá na União Européia. Só mesmo um povo de maioria imbecil seria capaz de concordar em conviver com bandos de psicopatas islâmicos importados à força pelo “engenheiros sociais” que comandam o bloco com a finalidade de implantar um clima de terror permanente. Além disso, essa imigração em massa planejada e organizada pela União, Europeia além de ser um exercício de tresloucada psicopatia, constitui, isto sim, um ato criminoso contra o povo europeu.
Em boa hora, a maioria do povo desse que é o país mais importante e poderoso da Europa decidiu por fim à tragédia anunciada. Centenas de pessoas em toda a Europa já foram assassinadas pela malta invasora. Para os observadores mais atilados o resultado do plebiscito não chega a ser a surpresa que a grande mídia venal e mentirosa apregoa.
De quebra, o Partido Conservador de David Cameron resultou avariado, bem como o esquerdista Partido Trabalhista que defendia com unhas e dentes a permanência do Reino Unido no bloco. Note-se que todos os esquerdistas de todos os países defendem com unhas e dentes esses blocos bundalelês. Se esses comunistas do século XXI defendem blocos regionais como a UE, então fica mais do que claro que só servem aos seus interesses. Comunistas de todos os matizes e denominações estão interessados em dinheiro, muito dinheiro, muitas propinas (não é mesmo turma do PT?), muita roubalheira para curtir a vida sem trabalhar.
A revolta contra o comunismo do século XXI está apenas começando. Uma bendita onda conservadora sopra com força na Europa, nos Estados Unidos e até mesmo aqui na América Latina cucaracha.
Está na hora de dar o xeque mate reduzindo essa cambada de vadios criminosos a seu devido tamanho. Se o mundo dependesse dos comunistas estaríamos ainda vivendo em cavernas.

Após defender capitalismo em prova, aluna leva zero e mãe questiona

Facebook: mãe reclama de zero na prova da filha que “defendeu” capitalismo.

Resposta de estudante do Rio para questão sobre capitalismo

Resposta de estudante do Rio para questão sobre capitalismo.

A reclamação da mãe de uma aluna que tirou zero está viralizando na internet. Revoltada porque a filha errou a questão da prova, a mulher compartilhou a resposta da estudante e disse ter exigido a revisão da nota.

A postagem foi publicada em 23 de maio, às 12h25 e, em três dias, já contava com 11 mil compartilhamentos.

O texto do enunciado pedia que os alunos justificassem a afirmação de que o “capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão”.

Questão da prova pedia para justificar afirmação sobre o capitalismo.

A resposta da menina foi que ela discordava da afirmação:

“Não concordo que o capitalismo fundamenta a lógica imoral da exclusão. Muito pelo contrário. O capitalismo amplia empresas, gerando assim, empregos. O capitalismo dá oportunidades a todos, diferente do comunismo e socialismo, que não deu certo em nenhum país. A exclusão não está relacionada ao capitalismo, porque ele não gera pobreza. Fica pobre quem quer pois ele gera oportunidades. E também tem a meritocracia, que deve ser vista como um plus na sociedade, pois quando se recebe uma oportunidade é possível alcançá-la com mérito e dedicação.”

A mãe cita ainda a iniciativa “Escola sem Partido”, que propõe punir os professores que derem sua opinião em sala de aula.
Até a publicação deste texto, o UOL não conseguiu contato com a mãe. Sem saber de que escola se trata — a mulher não identifica no post –, a reportagem não pôde ouvir a versão da escola sobre o acontecido.

“Escola sem partido”

A polêmica acontece um dia depois do ator Alexandre Frota e membros do grupo Revoltados Online entregarem um conjunto de propostas para o ministro da Educação, Mendonça Filho. Entre elas, está a “Escola sem partido”, que defende o fim do que chamam de “doutrinação ideológica das escolas”.

Para especialistas em educação, a proposta pode tanto ser interpretada como um atentado à liberdade de cátedra quanto uma distorção do papel do educador de oferecer o melhor do conhecimento disponível, com suas contradições, aos alunos.

O ex-ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, comentou o caso em sua rede social. “[A proposta] confunde crença e ciência. Quando querem proibir professores de ter ‘ideologia’, confundem o que as ciências humanas descobriram (e que muitas vezes não é consenso: pois não há ciência sem debate) e a defesa de uma ou outra posição política”, afirmou.

Para o cientista social José Álvaro Moisés, criar uma lei para punir professores que adotem posturas ideológicas “não faz o menor sentido”. “É uma atitude contra a liberdade de expressão e de cátedra e não deve ser aceita pelo governo.”

FONTE: UOL

Parque temático muçulmano quer vender imagem de religião tolerante

Parque temático muçulmano quer vender imagem de religião tolerante

Por Jarbas Aragão / GospelPrime

O antagonismo ao Cristianismo acaba unindo as Bestas Feras !

Imagine uma Disneylândia focada em promover o Islã e o comunismo. Essa é a proposta do Parque Cultural Hui ou, como é mais conhecido, Parque Mundo Muçulmano. Em construção desde 2012, foram gastos cerca de quatro bilhões de dólares no empreendimento.

O objetivo desse local, que é estranhamente apoiado pelo governo chinês, é criar “pontes” com os cerca de um bilhão de islâmicos do mundo. Paradoxalmente, o partido comunista que governa o país faz uma perseguição constante a toda forma de religião.

Os chineses da minoria uigur, de tradição muçulmana, foram proibidos de jejuar durante o Ramadã no ano passado. Ao mesmo tempo, centenas de igrejas cristãs foram demolidas, tiveram suas cruzes arrancadas e viram seus pastores serem presos.

Não está claro ainda como o parque irá divulgar essa mistura esdrúxula de islamismo e comunismo, mas segundo o The Independent, seus idealizadores tentam agradar o governo chinês e por isso tentarão elogiar o sistema, sem mencionar que existe perseguição religiosa no país.

A inauguração deve ocorrer em 2020, mas as autoridades chinesas pretendem capitalizar com visitantes muçulmanos vindos de todo o mundo. O parque foi edificado na pequena cidade de Yinchuan, na região norte, onde vive a maior parte dos chineses que seguem a Maomé.

O aeroporto local terá um novo terminal Internacional, que receberá voos diretos do Oriente Médio e do sul da Ásia.

Segundo o que foi divulgado, as visitantes terão a opção de usar roupas típicas (véu cobrindo a cabeça) e todos precisarão tirar os sapatos para entrar no “palácio dourado”. Haverá apresentações musicais, que incluem uma versão de As Mil e Uma Noites e um museu de cultura árabe.

Padre comunista defende que “Lula é o Messias”

Por Jarbas Aragão / GospelPrime

O conhecido escritor Frei Betto é famoso por suas posições em favor do comunismo desde a década de 1960. Nascido Carlos Alberto Libânio Christo, é um dos membros mais notáveis da Juventude de Esquerda Católica.

Ele vai constantemente a Cuba e já defendeu Fidel Castro em livros e artigos. O mais famoso, “Fidel e a religião” vendeu mais de 3 milhões de exemplares em todo o mundo. Convenientemente, jamais falou sobre a perseguição religiosa na ilha governada pelos irmãos Castro.

Ex-padre dominicano, Betto deu uma entrevista ao site Brasil 247, que defende com unhas e dentes o atual governo, onde fez comparações que chocam qualquer cristão. Ignorando os anos de história que mostram que um dos pilares do comunismo é o ateísmo, o Frei tentou comparar a situação atual do Brasil com a última ceia de Jesus com seus apóstolos.

“Lula ainda é o Messias que, na esperança de muitos, poderia salvar o Brasil do retrocesso, e promover a partilha do pão e do vinho, da comida e da bebida”, defende o Frei. “Dilma, a discípula que deveria dar ouvidos ao Mestre. Temer, o apóstolo que aguarda pacientemente a oportunidade de ocupar o lugar do Mestre. Renan, o discípulo que ora fica ao lado do Mestre, ora de Caifás. E Cunha, o Judas, que se vendeu por 30 dinheiros…”, resume.

Em seu devaneio teológico, influenciado por anos de militância na chamada teologia da libertação, ele ainda insiste que tanto o Papa Francisco quanto Jesus “são de esquerda”.

Sobre o Salvador, ele justifica “morreu como prisioneiro político: preso, torturado, julgado por dois poderes políticos e condenado à pena de morte dos romanos, a cruz”. Uma leitura que ignora tanto as profecias messiânicas do Antigo Testamento quanto a divindade de Cristo!

Frei Betto já participou diretamente do governo petista (entre 2003 e 2004). Suas críticas aos companheiros são tímidas e jamais abordam a questão da corrupção em que o partido se envolveu nesses 13 anos ocupando a presidência do país.

Pelo contrário, o padre comunista insiste que a riqueza de Lula foi ganha “honestamente”. “Isso não é ilegal nem é pecado. Os acusadores que apresentem o ônus das provas”, desafia.

Por outro lado, ataca a atuação de políticos evangélicos no país. “Qualquer participação é legítima, desde que não queira impor ao conjunto da sociedade valores e preceitos que são próprios de um determinado segmento religioso. Isso é fundamentalismo”, condena.

MADURO PROMETE UM BANHO DE SANGUE DIANTE DE DERROTA POLÍTICA NA VENEZUELA

 

E o comunismo na América do Sul parece murchar!

Na eleição da Venezuela, a política externa brasileira faz água e não consegue segurar os ímpetos ditatoriais de Nicolas Maduro. A radicalização do chavista e a ascensão de Mauricio Macri na Argentina colocam o Brasil em situação delicada, afastando a possibilidade de “proteger” o ditador Maduro e esconder a monumental fraude que preveem os observadores da Unasul prevista na eleição parlamentar da Venezuela em 06 de dezembro.

Rodrigo Turrer da Época faz traz uma radiografia acurada do “circo” montado por Nicolas Maduro que poderá desencadear uma sangrenta guerra interna com milhares de morte e a dizimação física da oposição, aos moldes do Castrismo nos anos 60 em Cuba. Aparentemente não há espaço para isso, mas de um “LOUCO DE TODO O GÊNERO” pode se esperar tudo.

Desde que as eleições legislativas na Venezuela foram confirmadas, em maio deste ano, o presidente do país, Nicolás Maduro, faz de tudo para obter “a mais importante vitória em 16 anos”, como ele mesmo classifica. No seu caso, fazer de tudo é relativamente fácil. Sem as amarras da lei, já que o chavismo controla todo o sistema judicial e eleitoral do país, a farra é generalizada. A campanha eleitoral venezuelana tem candidatos governistas com tempo de sobra na TV estatal e nenhum espaço para os da oposição, uso de recursos públicos e inauguração de obras públicas com a presença dos candidatos do governo, entrega de eletrodomésticos, casas e comida, cassação e, se preciso, até prisão de candidatos da oposição.

Coisas assim são comuns na Venezuela, um país destruído pela amalucada ditadura chavista. Mesmo com tantos abusos de poder e vantagens comparativas, às vésperas do pleito do dia 6, pesquisas mostravam que as coisas estão ruins para Maduro e sua turma de seguidores de Hugo Chávez. Pela primeira vez em 16 anos, a oposição representada pela Mesa da Unidade Democrática (MUD) poderia assumir o controle do Parlamento, com 58% das intenções de voto, em comparação a 32% do governismo. O ápice da escalada repressora eleitoral aconteceu em um ato em Guárico, no centro do país. Luis Manuel Díaz, secretário-geral da Ação Democrática (AD), foi morto a tiros enquanto discursava, por um homem que passava em um carro. Maduro e o número dois do chavismo, Diosdado Cabelo, disseram que o assassinato era resultado de um “acerto de contas entre bandidos”.

Via: Cristal Vox

Citações sobre o Comunismo!

A única diferença entre capitalismo e comunismo é que, no capitalismo, o homem explora o homem e, no comunismo, acontece o contrário!
Anônimo
· Que importa se 90% da população da Rússia morrer, se os 10% sobreviventes se converterem à fé comunista?
Lenin
· Todos precisam ser ateus. Nunca alcançaremos nosso alvo enquanto o mito de Deus não for removido dos pensamentos do homem.
Lenin
· O comunismo é inimigo de Deus. Ele ataca e nega aquele que criou o céu e a terra.
Andrew Ben Loo
· Nós nos opomos ao comunismo não por causa da política, mas principalmente por causa de nossa fé em Deus, em Cristo, em sua Palavra, a Bíblia, e em sua igreja.
Andrew Ben Loo
· O comunismo é o mais recente substituto diabólico do conceito cristão de reino de Deus.
Frederick H. Olert
· O comunismo rebaixa os homens – Cristo os eleva.
Leonard Ravenhill
· O comunismo é o inimigo satânico do cristianismo.
A. W. Tozer
· Quem já ouviu falar de um marxista que no leito de morte tenha pedido que lhe fosse lido O Capital?
Stephen Travis