O grupo de paquistaneses chega ao Distrito Federal!

O grupo de 8 paquistaneses muçulmanos prossegue em sua viagem pelo Brasil chegaram ao coração da nação, chegaram ao Distrito Federal! Vejam:

Anúncios

Muçulmanos na Amazônia – Invasão Islâmica?

Um grupo de 8 muçulmanos desembarcou na pequena cidade amazonense Iranduba chamando a atenção local. A informação é que são paquistaneses que querem difundir a fé islâmica! A coincidência é que este fato ocorre logo após a aprovação do PL 2516 a chamada lei de migrações que escancara e concede privilégios a grupos estrangeiros no Brasil! George Soros? Islamização do Brasil? Assistam:

ATENTADO: CAMINHÃO INVADE FEIRA DE NATAL EM BERLIM E DEIXA MORTOS E FERIDOS

Resultado de imagem para atentado alemanha caminhao

Um caminhão invadiu uma feira de Natal nesta segunda-feira (19) em Berlim, na Alemanha. Segundo a polícia, há nove mortos e “muitos feridos”. De acordo com a rede CNN, são mais de 50 pessoas feridas.

Ainda não está claro por que o caminhão saiu da avenida em que estava e entrou na área da feira, que acontece na praça Breitscheid, perto da avenida Kurfürstendamm, na parte Ocidental de Berlim.

A polícia informou que uma pessoa foi presa perto do parque Tiergarten, suspeita de ser o motorista do caminhão, e que outra pessoa que estaria no veículo morreu no local. Após a prisão, a polícia informou que não havia mais nenhuma situação de perigo na região da praça, mas cerca de uma hora depois disse que estava checando “um item suspeito” numa rua ao lado da praça. Mais:

https://exateus.com/2016/10/26/germanistao-depois-de-ocupacao-islamica-agora-sao-os-alemaes-que-estao-deixando-em-massa-a-alemanha/

https://exateus.com/2016/05/18/refugiados-cristaos-sofrem-assedio-em-asilos-alemaes/

https://exateus.com/2016/03/28/alemanha-distribui-150-000-preservativos-para-refugiados-2/

https://exateus.com/2016/01/13/o-que-a-imprensa-esquerda-caviar-nao-via-te-contar-sobre-a-bagunca-dos-refugiados-na-alemanha/

https://exateus.com/2016/05/09/onu-ignora-400-000-pedidos-em-favor-de-cristaos/

https://exateus.com/2016/06/16/estados-unidos-aceitaram-apenas-28-cristaos-refugiados-mas-aceitaram-5-435-refugiados-muculmanos-apesar-do-genocidio-incomparavel-do-islamismo-contra-os-cristaos-explicado/

https://exateus.com/2016/02/08/emma-watson-e-desafiada-a-passar-uns-dias-com-refugiados-islamicos-mas-sem-segurancas/

https://exateus.com/2016/06/27/refugiados-cristaos-sao-acorrentados-como-caes-apos-buscarem-asilo-na-tailandia/

https://exateus.com/2016/02/07/inacreditavel-feministas-suecas-pedem-nao-nos-protejam-de-estupradores-islamicos/

https://exateus.com/2016/08/18/grupo-invade-igreja-de-pastor-pro-isla-e-simula-oracao-islamica-para-protestar-contra-a-islamizacao-da-australia/

https://exateus.com/2016/07/13/igreja-liberta-4500-escravos-cristaos-das-maos-do-taliba/

https://exateus.com/2016/03/28/cristaos-sao-alvo-de-ataque-no-paquistao/

https://exateus.com/2016/05/10/genocidio-cristaos-sao-mortos-e-cortados-em-pedacos-no-congo/

A Casa Branca repudiou o que “parece ser um ataque terrorista” em Berlim.

Pessoa ferida em invasão de caminhão em praça de Berlim é transportada de ambulância de hospital (Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch)

Um vídeo postado pelo jornal “Berliner Morgenpost” em sua página no Facebook mostra pessoas no chão, objetos destruídos no local e o caminhão danificado.

O caminhão entrou na feira por volta das 20h locais (17h, no horário de Brasília), quando muitos turistas e moradores faziam compras. A praça fica ao pé da igreja Kaiser Wilheim, parcialmente destruída na Segunda Guerra Mundial e mantida como memorial.

Viaturas da polícia e ambulâncias foram rapidamente para o local, conforme uma grande operação de segurança se desdobrava. O prefeito Michael Müller, que também está no local, disse que ainda não se sabe o motivo da invasão.

Policiais isolam área em que caminhão entrou em feira de Natal em Berlim, na Alemanha (Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch)

A agência de notícias dpa afirma que foi informada pela polícia que o caso está sendo tratado como um ataque. Mas a informação ainda não foi confirmada oficialmente. A mídia local diz que o caminhão tinha uma placa da Polônia.

A polícia de Berlim pediu que os moradores fiquem em casa, deixem as ruas da região livres e não espalhem rumores nem vídeos, para não atrapalhar as investigações.

“Escutei um barulho forte e então fui em direção à feira de Natal e vi muito caos… muitas pessoas feridas”, disse Jan Hollitzer, vice-editor do jornal Berliner Morgenpost, à CNN. “Foi realmente traumático.”

“Estamos em luto e esperamos que os muitos feridos recebam a ajuda necessária”, disse o porta-voz da chanceler Angela Merkel, Steffen Seibert, em sua conta no Twitter.

Árvore de Natal é vista caída em rua de Berlim após invasão de caminhão em mercado de Natal (Foto: REUTERS/Pawel Kopczynski)

Policiais isolam praça com feira de Natal em Berlim que foi invadida por caminhão nesta segunda-feira (19) (Foto: REUTERS/Fabrizio Bensch)

Polícia de Berlim isola área em que caminhão invadiu feira na capital alemã (Foto: REUTERS/Pawel Kopczynski)

Via G1

ADOLESCENTE CRISTÃO É PRESO POR “CURTIR” FOTO ANTI-ISLÃ NO FACEBOOK

Resultado de imagem para facebook muslim

Um adolescente cristão foi preso no Paquistão, acusado de blasfêmia, simplesmente por que clicou no botão “curtir” de uma foto “imprópria” da Kaaba no Facebook. O local é o ponto mais sagrado do mundo para os fiéis muçulmanos.

Nesta quarta-feira (20), Akhtar Ansari, representante da polícia, confirmou que um menino de 16 anos, cujo nome não foi revelado, está preso na cadeia da província de Punjab oriental.

Após um homem muçulmano reclamar às autoridades que o adolescente “curtiu” uma imagem que ele considerava blasfema. De acordo com o Christian Daily, o adolescente permanecerá na prisão aguardando seu julgamento.

As leis antiblasfêmia do Paquistão preveem que pessoas acusadas de insultar o Islã podem enfrentar desde prisão perpetua ou até uma sentença de morte. No entanto, elas são frequentemente usadas apenas para perseguir minorias.

Recentemente, a Comissão da ONU para Eliminação da Discriminação Racial recomendou que o Paquistão revogasse suas leis sobre blasfêmia. Em um relatório divulgado dia 26 de agosto, a Comissão observou que os incidentes de abuso dessas leis estão aumentando no país.

A denúncia internacional da Comissão sediada em Genebra é a alta incidência de falsas acusações, “sem investigações nem processos relacionados.” Também relatou que os juízes encarregados desses casos frequentemente são intimidados ou sofrem ameaças de morte.

Asia Bibi é caso emblemático

O caso mais emblemático do abuso das leis paquistanesas antiblasfêmia é o de Ásia Bibi, uma mulher cristã que desde 2010 enfrenta a dura realidade de ter hora marcada para morrer.

Seu crime, de acordo com as autoridades, foi “blasfemar contra o profeta Maomé”. Duas colegas de trabalho, após uma discussão foram a delegacia de polícia para acusar a mulher cristã de insultar o islamismo.

Após um processo longo, o Supremo Tribunal do Paquistão marcou para o mês de outubro a data para o último apelo contra a pena de morte. A pena relacionada a blasfêmia contra o islã tem chamado a atenção da mídia internacional.

O Centro Americano para Lei e Justiça, é uma dessas entidades, que mediante a circunstância da eminente execução da cristã paquistanesa, busca mobilizar cristãos do mundo todo no intuito de adquirir assinaturas para a sua libertação. Até o presente momento, mais de 400.000 assinaturas já foram recolhidas.

O advogado de Ásia Bibi confirma a data do último apelo contra a pena de morte. Esta execução poderá ser a primeira a ser realizada no Paquistão por crime de blasfêmia.

Por Jarbas Aragão – Gospel Prime

GRUPO INVADE IGREJA DE PASTOR PRÓ-ISLÃ E SIMULA ORAÇÃO ISLÂMICA PARA PROTESTAR CONTRA A ISLAMIZAÇÃO DA AUSTRÁLIA

Members of a far-right extremist group have worn mock Muslim clothing and interrupted a Sunday morning sermon at an Anglican Church to protest against multiculturalism

Na Austrália, a divulgação de um vídeo mostrando a suposta invasão de uma igreja anglicana por um grupo de muçulmanos, abriu um grande debate. A filmagem mostra 10 pessoas com roupas típicas dos islâmicos exigindo usar o local para fazer suas orações. Os fiéis estavam no meio do culto de domingo, quando homens e mulheres interromperam a celebração aos gritos. Usando um megafone, começaram a anunciar seu direito de fazer uso do local em nome do multiculturalismo.

O pastor interrompe a pregação e se dirige ao grupo, tentando entender o que se passava. Pede calma aos cristãos, que demonstram estarem insatisfeitos com a situação. Durante uns 5 minutos os muçulmanos ajoelham, simulam uma oração enquanto um deles lê o Alcorão. Eles discutem com alguns dos presentes, afirmando que aquilo era uma visão do futuro. Afirmam que por causa da islamização crescente, em breve a ideologia tomaria conta do país.

A polícia é chamada e o grupo sai do local rindo, seguros que tiverem uma vitória. Um deles grita: “Continuem votando em partidos liberais e esse vai ser o futuro. Este é o futuro da Austrália com a diversidade cultural, com a imigração muçulmana em massa”.

Essa situação bizarra repercutiu amplamente na Austrália, onde há uma verdadeira guerra política e midiática por conta dos imigrantes muçulmanos que estão vindo para o país. O movimento conservador australiano é liderado pela senadora Pauline Henson, do One Nation [Uma Nação] considerado de extrema-direita.

A invasão da igreja, foi revelado mais tarde, foi apenas uma encenação de simpatizantes de Henson, que desejavam mostrar ao pastor da Igreja Anglicana de Gosford, em Nova Gales do Sul, como as coisas podem ficar no futuro.

Em vídeo gravado posteriormente, o grupo de falsos islâmicos revelaram que foi tudo para chamar atenção do que eles acreditam ser um grande perigo para a Austrália. Criticando o discurso do politicamente correto. As fotos divulgadas por eles em mídias sociais mostram que eles precisaram prestar depoimento à polícia, mas não responderão a processo. Alegam que exerceram seu direito à “liberdade de expressão”.

Pastor é pró-Islã

Já o pastor Rod Bowers, responsável pela igreja, não achou a situação engraçada. Para ele, o ato foi político e conseguiu apenas “aterrorizar as pessoas”, além de violar o “espaço sagrado” do templo.

Em uma postagem nas redes sociais, disse que os fiéis que estavam no local ficaram “profundamente traumatizados”. Reclamou ainda do que chama de “bom exemplo de como a direita faz terrorismo”. Insiste que se recusa a acreditar que os manifestantes fossem cristãos, pois claramente “não conhecem a Cristo e sua paz”. Aproveitou para reclamar de todos os “cristãos radicais” que se opõe à entrada de refugiados no país.

O pastor Bowers é conhecido por sua postura favorável ao multiculturalismo e do islamismo em particular. Ele usa o painel em frente a igreja para seguidamente deixar mensagens nesse sentido. Além de apoiar a legalização do casamento gay, escreveu certa vez: “Deus abençoe a burca”. A imagem teve grande repercussão na Austrália.

Nick Folke, líder do Partido Pela Liberdade, do qual fazem parte os homens e mulheres que protestaram na igreja, explica que a ideia era “visitar a igreja de Rod para desafiar a seu apoio ao Islã”. Para ele, “fazer promoção do Islã e da imigração muçulmana é anticristão e antiaustraliano. Os lobbies étnicos e multiculturalistas são totalitários e estão pedindo leis mais restritivas da nossa liberdade de expressão”.

Um representante do One Nation disse desconhecer o grupo que invadiu a igreja, mas acredita que a manifestação foi “inadequada”, mas poderia servir de alerta. Com informações de Daily Mail

Por Jarbas Aragão – Gospel Prime

ISLÃ: CRISTÃO TEM BRAÇOS AMPUTADOS POR NÃO NEGAR A CRISTO

mulçumano 1

Por Libertar.in

Mas o Papa Francisco não disse que o islã é uma religião da paz?

Os países muçulmanos têm algumas regras bem rigorosas. Eles impõem um modo de vestir, de interagir e vão muito além disso, pessoas que não seguem as regras são cruelmente castigadas. É claro que não são todos os países muçulmanos, mas muitos levam suas regras muito a sério.
Além disso, existem muitos extremistas nesses locais que reprimem os indivíduos de #Religião diferente – e foi o que aconteceu no Paquistão. Naquele país, os cristãos paquistaneses precisam ficar calados e escondidos, pois eles sofrem constantes perseguições. Existem relatos de agressões, prisões e até mortes. Dessa vez, um homem cristão foi descoberto, mas ele tinha uma escolha, e mesmo assim preferiu perder os braços a negar sua religião e o nome de Jesus, pois ele entregou sua vida ao aceitá-lo como salvador e senhor, e desde então começou a seguir seus passos.

A informação desse acontecimento veio da Associação Evangélica de Desenvolvimento Legal. Segundo o comunicado, o homem que se denominava cristão com o nome Aqeel Masih foi levado por extremistas. Ele estava trabalhando em um posto de gasolina na capital Lahore – local do sequestro.

Ele foi levado por extremistas islâmicos, que exigiram que ele renunciasse à sua fé. Mesmo com insultos, agressões e ameaças, Aqeel não negou e teve os dois braços decepados. Atitudes assim são comuns nesses países, mas é crime, e quando descoberto essas pessoas são julgadas. O que foi diferente nessa história é a atitude do homem, o ato de não negar é mais difícil de acontecer, nem mesmo João (discípulo de Jesus) aguentou a pressão. Por causa do acontecido, a Associação Evangélica de Desenvolvimento Legal entrou com uma denúncia em favor do cristão Aqeel Maish. O próprio homem que teve os braços cortados já teria realizado uma notificação contra os extremistas, mas nada adiantou e a polícia local ignorou a denúncia.

Depois do acontecimento, Aqeel voltou à delegacia, onde os policiais o ouviram e também tentaram afastá-lo de jornalistas para que o caso não fosse divulgado. Três suspeitos já foram detidos, mas eles negaram a acusação. Até o momento, o caso não foi comprovado e não houve punição para os agressores. A Associação Evangélica de Desenvolvimento Legal ainda insiste e tenta justiça.

Via http://www.gospelgeral.com.br/index.php/2016/07/29/apos-nao-negar-cristo-cristao-tem-bracos-decapitados-por-muculmanos/