Judeus que acreditam em Jesus são tratados como leprosos em Israel, revela escritora!

Imagem relacionada

(09 DEZEMBRO DE 2016) -Bobbie Ann Cole foi criada com fortes raízes no judaísmo ortodoxo, crendo que o Messias de seu povo ainda seria revelado ao mundo. No entanto, suas crenças foram transformadas quando ela participou, pela primeira vez, de um culto numa igreja em Londres, na Inglaterra.

Depois de reconhecer que Jesus Cristo é o Messias, ela passou a ser discipulada na Igreja da Santíssima Trindade, no distrito de Brompton, conforme seu relato no site Israel Today.

Sua nova fé aprofundou tanto seu amor por Israel que ela e seu marido, Butch, decidiram fazer a Aliá — termo que designa a imigração judaica para a Israel. No entanto, ela não foi recebida na terra de seus antepassados da forma que esperava.

Bobbie revela que, em geral, a comunidade israelita trata os judeus messiânicos (aqueles que reconhecem Jesus Cristo como Messias) como leprosos — perseguidos da mesma forma que eram os cristãos no primeiro século.

Ela também conta que os formulários de novos imigrantes atualmente incluem ‘judaísmo messiânico’ como opção para ser assinalada, dentre uma variedade de ramos da fé. “Parece que reconhecer judeus que acreditam em Jesus é como uma armadilha que leva a rejeição”, diz Bobbie.

Embora os 20 mil judeus messiânicos ainda representem uma pequena parcela da população de Israel, este movimento tem crescido em todo o mundo nos últimos anos.

Por outro lado, Bobbie ressalta a beleza de Israel e incentiva as pessoas a buscarem enfatizar as raízes judaicas da fé cristã à luz da Bíblia em seu livro “Love Triangles: Discovering Jesus the Jew in Today’s Israel” (“Triângulos de Amor: Descobrindo Jesus, o Judeu, na Israel de Hoje”, em tradução livre).

Na obra, ela escreve sobre como Cristo pode ser visto em toda a Escritura e ressalta a importância da cultura judaica segundo a compreensão bíblica e do próprio Jesus. [FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE ISRAEL TODAY]

APCNEWS

E quem são os da sinagoga de Satanás? Judeus que se declaram, mas não o são.

Está escrito: “Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem Judeus, e não são, mas mentem eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”. (Apocalipse 3: 9)

Isso acontece porque a partir do tempo do fim, começou a ser programado a farsa do Estado moderno da nação de Israel. A partir do ano de 1.798, a família Rothshildcomeçou a ter a hegemonia, não só do mundo financeiro, como também das próprias riquezas do Vaticano. Isso aconteceu a partir do século XVIII. Como podemos ver na declaração de Balford. Assista:

 

Anúncios

O Sionismo Illuminati

O Sionismo que não é a mesma coisa que Judaísmo, é um movimento que foi patrocinado pelos Illuminatis principalmente através da família Rothschild e daí não pode vim coisa boa! Apesar de crermos que Deus sempre está no controle, permitiu que satanistas conseguissem criar um estado para Israel. Deus desmascará o falso messias no templo que ainda será reconstruído e trará a repreensão para aqueles que se dizem judeus mas não são, pois são a sinagoga de Satanás!

 

Assista também:

 

História dos Illuminatis – Família Rothschild

Esse vídeo é mais uma sequência sobre a história dos illuminatis, aborda  a origem do dinheiro da família Rothschild que patrocinou Adam Weishaupt na fomentação do grupo Illuminati. A família Rothschild se tornou uma das mais ricas do mundo através de jogadas de sorte e espúrias através dos tempos. Patrocinaram sempre os dois lados de uma guerra como a Revolução Francesa, a Revolução Russa, as guerras mundias e estão por trás da criação do Estado de Israel. Assistam e comentem!

 

Mais:

 

 

 

 

 

Hillary Clinton Participa de Arrecadação de Fundos Organizada Pelos Rothschild

Muitas críticas nos meios de comunicação dos EUA depois que soube-se queHillary Clinton tomou um avião privado para viajar somente 20 milhas até Nantucket, onde os Rothschild foram os anfitriões de uma arrecadação de fundos para sua campanha.

O evento foi aberto a todos aqueles que puderam se dar ao luxo de pagar uma entrada de 100.000 dólares, algo que foi qualificado como elitista em diversos meios de comunicação e que entraria em contradição com a imagem de Hillary Clinton entre seus eleitores.

Fontes:
El Microlector: HILLARY CLINTON ASISTE EN JET PRIVADO A UNA RECAUDACIÓN DE FONDOS ORGANIZADA POR ROTHSCHILD
Zero Hedge: Hillary Clinton Flies 20 Miles In Private Jet To Attend Rothschild Nantucket Fundraiser

Van Damme não tem medo de nada: Expõe publicamente os Rothschild’s e Rockefeller’s na televisão francesa!

Por APCNEWS

Aparecendo no programa de televisão francês, Le Grand Journal, Jean-Claude Van Damme (JCVD) só mostrou ao mundo que nem ele está ciente do controle e poder das famílias Rothschild e Rockefeller.

Van Damme foi convidado no programa francês para falar sobre as eleições dos EUA e comentou sobre o Donald Trump, Ted Cruz e Vladimir Putin.

No entanto, ele rapidamente desviou a narrativa e passou a explicar como as famílias Rothschild e Rockefeller controlam os políticos e governam o mundo por trás das cenas.

Eu sempre acho interessante quando celebridades ou ex celebridades falam publicamente sobre temas conspiratórios… Me lembro logo do Charlie Sheen, quando ele resolveu falar sobre os ataques terroristas do 11 de setembro e sobre toda essa farsa de mídia e propaganda em que vivemos…

É verdadeiramente um ”tapa na cara” da população que ainda está dormindo diante dos verdadeiros fatos. Rosie O’Donnell comentou sobre a construção n.º 7… Janeane Garofalo, Woody Harrelson, Willie Nelson etc.

Matt damon em um discurso emocionante falou abertamente sobre os illuminatis, Chuck noris abriu o jogo recentemente sobre o Isis…

A pergunta é, será que vão silenciar o Van Damme? Assista:

Não é por nada, mas eles provavelmente não devem mexer com um cara que pode fazer isso:

*Ative a legenda do vídeo abaixo para o português.

https://www.youtube-nocookie.com/embed/claY2UU9-5cFONTE: Sempre Questione?

As organizações que promovem revoltas e golpes de Estado já estão no Brasil

Por APCNEWS

Descobrir como as ONG’s e demais organismos “sem fins lucrativos” atuam nas revoltas e golpes de Estado pelo mundo não é muito difícil, basta seguir o caminho do dinheiro, com quem seus membros se encontram ou simplesmente perceber os símbolos usados por estes grupos.

Venho alertando há anos que o Brasil e Argentina estão na mira para uma “primavera latinoamericana”, a Venezuela é o mais recente alvo desta tática de guerra chamada “guerra assimétrica” ou “golpe suave”.

Este tipo de guerra se baseia em financiar organismos que se encarregam de contratar mercenários, terroristas e grupos de oposição para derrubar governos que não estão alinhados aos interesses da máfia financeira internacional, a banca sionista. Tudo isto é feito alegando “a promoção da democracia” e a “não-violência”.

Que organização é esta, quem a financia e como ela surgiu?

Conforme o site e o que foi publicado na Wikipédia o CANVAS é(repare no que está em negrito):

O Centro de Ação Não-Violenta Aplicada e Estratégias (Canvas) é uma organização sem fins lucrativos não-governamental, instituição educacional voltada para o uso de conflito não-violento. Foi fundada em 2004 por Srđa Popović e CEO da Orion Telecom, Slobodan Đinović.Ambos eram ex-membros do movimento de resistência da juventude sérvia, Otpor!, Que apoiou a derrubada de Slobodan Milošević, em outubro de 2000. Com base em experiência sérvia, CANVAS busca educar ativistas pró-democracia em todo o mundo no que ele considera como os princípios universais para o sucesso na luta não-violenta.

Fundada em Belgrado, CANVAS tem trabalhado com ativistas pró-democracia a partir de mais de 50 países, incluindo o Irã, Zimbábue, Birmânia, Venezuela, Ucrânia, Geórgia, Palestina, Saara Ocidental, Papua Ocidental, a Eritreia, Bielorrússia, Azerbaijão e Tonga e , recentemente, na Tunísia e no Egito.

Formação CANVAS “e metodologia foi aplicada com sucesso por grupos na Geórgia (2003), Ucrânia (2004), Líbano (2005), As Maldivas (2008) e no Egito (2011).Ele funciona apenas em resposta a pedidos de assistência.

A descrição do que é o CANVAS e o que ele realmente faz ficou bem claro. É uma organização terroristafinanciada pelos EUA para promover golpes de Estado e revoltas pelo mundo. Mas o que ficou mais escancarado foi o simbolo usado por esta organização. O leitor reconhece este símbolo?

 Os punhos erguidos e fechados se popularizaram a partir de 1917, com a Revolução Bolchevique. Expressam o desafio aos poderosos e a solidariedade entre os explorados do mundo inteiro. Evocaram a luta das esquerdas contra a exploração do trabalho operário. A imagem de Lênin em 1917, dos Panteras Negras nos Estados Unidos nos anos 60 e dos anarquistas de Maio de 1968 (para não citar o gesto de vitória do saudoso jogador de futebol e homem de esquerda Sócrates são suficientemente eloquentes para que o espectador associe Genoíno e Dirceu à legião dos oprimidos. Tudo isso faz crer que eles não ergueram o punho por impulso, mas com a intenção de comover os militantes, presentes ou que viram a imagem à distância. Quiseram figurar como Lênin e Sócrates ressurrectos. Desejaram reabilitar a luta de classes.

Visto em: Época

Esta será a forma de criar o caos no Brasil, apelar para a luta de classes! O plano de desestabilização vêm de fora, a politicagem local cumpre a agenda dos donos do dinheiro. O discurso usado pela direita ou esquerda leva sempre para o mesmo beco, conseguem enganar as massas com a dialética Hegeliana. Cria-se a tese, depois a antítese e se obtêm a síntese. Ou melhor ainda, cria-se o capitalismo, depois o comunismo, se coloca os dois em conflito e disso surge a síntese desejada pela elite, o controle da sociedade.

 

E como surge o Bolchevismo? Quem leu o PDF “A Sinagoga de Satanás – A linhagem dos Rothschild” já sabe a resposta.

Ano 1815: Os 5 irmãos Rothschild trabalham para abastecer de ouro os dois exércitos, o de Wellington (através de Nathan na Inglaterra) e o exército de Napoleão (através de Jacob na França), e começou seu procedimento de financiar ambos lados em guerras. Os Rothschilds amam guerras porque eles são massivos geradores de risco livre e débitos.

Isto é porque eles são garantidos pelo governo de um país, e portanto garantidos também pelos esforços da população daquele país, e não importa se aquele país perca a guerra porque os empréstimos são dados na garantia que o vitorioso na guerra irá honrar os débitos do perdedor e conquistado.

Enquanto os Rothschilds financiam os dois lados desta guerra, eles usam os bancos que eles espalharam por toda Europa para dar a eles oportunidade de organizar uma rede inigualável de rotas secretas e rápidos entregadores. A carga que esses entregadores levavam era para ser aberta por esses entregadores e seus detalhes dados aos Rothschilds então eles sempre estavam um passo a frente dos eventos ocorrentes.

Adicionalmente estes entregadores dos Rothschilds eram os únicos mercadores permitidos a atravessar os bloqueios da Inglaterra e da França. Foram estes entregadores que também mantinham Nathan Rothschild atualizado como a guerra estava indo e então ele poderia usar esse serviço de inteligência para comprar e vender de sua posição as ações do mercado de acordo com a estratégia.

Um dos entregadores de Rothschild era um homem chamado Rothworth. Quando no final da batalha de Waterloo, vencido pela Grã Bretanha, Rothworth tomou a frente e foi encarregado de entregar esta notícia para Nathan Mayer Rothschild, em 24 horas antes do entregador inglês de Wellington.

Naquele tempo os títulos Britânicos foram chamados cauções e eles eram negociados no primeiro andar da bolsa de ações. Nathan Mayer Rothschild instruiu todos seus trabalhadores do primeiro andar da bolsa de ações a começarem a vender consuls. Fazendo todos os outros negociantes acreditar que a Grã Bretanha tinha perdido a guerra, então eles começam a vender freneticamente as cauções.

Portanto as cauções perderam o valor em queda livre, quando Nathan Mayer Rothschild discreamente instruiu seus agentes a comprarem todas as cauções que eles pudessem colocar as mãos em cima.

Quando as notícias chegaram que a Grã Bretanha tinha ganho a guerra na realidade, as cauções subiram a níveis mais altos ainda que anteriormente. A guerra acabou deixando Nathan mayer Rothschild com um lucro de aproximadamente 20 para 1 em seu intento maligno.

Isto deu a família Rothschild completo controle da economia Britânica, agora o centro financeiro do mundo depois da derrota de Napoleão, e com isso ele forçou a Inglaterra a organizar seu Banco Central, o qual acabou ficando controlado por Nathan Mayer Rothschild.

Interessantemente, 100 anos depois, o New York Times divulgou uma história que o neto de Nathan Mayer Rothschild tinha tentado uma ordem da corte para suprimir a publicação de um livro, o qual continha essa história integralmente contada. A família Rothschild alegou que a história não era verdadeira e libelosa, mas a corte negou a ordem ao requerimento dos Rothschilds e ordenou a família a pagar todas as custas da corte.

De volta a 1815, o ano no qual Nathan Mayer Rothschild fez sua mais famosa declaração:

“Eu não me importo com qual fantoche é colocado no trono da Inglaterra para dirigir o Império no qual o sol nunca brilha. O homem que controla a fonte do dinheiro britânico controla o império Britânico, e eu controlo o fornecimento do dinheiro Britânico.”

Ele deverá ir para alardear que em 17 anos ele tinha estado na Inglaterra ele tinha aumentado os 20 mil libras dados a ele pelo seu pai, 2500 vezes para 50 milhões de libras.

Os Rothschilds também usaram seu controle do Banco da Inglaterra para substituir o método de entregar ouro de país para país e então usarem seus 5 bancos espalhados pela Europa para organizar um sistema em papéis de débitos e créditos, o atual sistema bançário de hoje.

Pelo final do século, um período de tempo que era conhecido como a “Era dos Rothschilds”, é estimado que a família controlavam metade de toda riqueza do planeta.

Contudo alguma coisa que não foi bem para os Rothschilds neste ano foi o Congresso de Vienna, o qual começou em Setembro de 1814 e acabou em Junho deste ano (1815). A razão para este Congresso de Vienna foi para os Rothschilds criarem uma forma de governo mundial, para dar a eles completo controle político sobre o mundo civilizado.

Muitos dos governos Europeus estavam em débito com os Rothschilds, então eles imaginaram eles poderiam usar isso como ferramente de barganha. Contudo o Czar Alexandre I da Russia, quem não tinha sucumbido ao Banco Central dos Rothschilds, não iria longe aceitando o plano, então o plano do governo mundial dos Rothschilds falhou.

Enfurecidos por causa disso, Nathan Mayer Rothschild jurou que algum dia ele ou seus descendentes iriam destruir a família inteira e seus descendentes do Czar Alexander I.

Infelizmente ele foi verdadeiro nesse juramento e 102 anos depois Rothschilds fundaram os Bolchevistas, usados para cumprirem tal promessa.

Interessantemente, o fanático globalista e favorável ao governo mundial, o Judeu Asheknazim Henry Kissinger, fez sua dissertação doutorado sobre o Congresso de Vienna.

Ano 1917: Como resultado da oferta de paz da Alemanha, a máquina de guerra dos Rothschilds vai novamente tomar a direção da América, espalhando propaganda que leva o presidente Wilson a cumprir orientações do líder sionista na América e ministro da Suprema Corte, Louis Dembitz Brandeis, renegando sua promessa ao eleitorado e tomando a América na primeira guerra mundial em 6 de Abril.

Conforme o planejado com a promessa Sionista de Rothschild para os Britânicos, para levar América na guerra, eles decidiram eles queriam alguma coisa documentada da Grã Bretanha para provar que eles iriam manter seu lado do acordo. O secretário britânico, Arthur James Balfour entretanto redige uma carta, a qual é comumente conhecida como a “Declaração de Balfour”, que está transcrita abaixo:

“Escritório relações exteriores 2 de Novembro 1917

Caro Lord Rothschild,
Eu tenho muito prazer em comunicar para você, da parte do governo de sua Majestade, a seguinte declaração de simpatia com as aspirações do sionismo judeu, o qual tem sido submetido e aprovado pelo gabinete.

A visão do governo de sua Majestade com favor do estabelecimento da Palestina em uma casa nacional para o povo judeu, e irá usar este melhor desafio para facilitar o alcance desse objetivo, está sendo claramente compreendido que nada deverá ser feito, em ordem de prejudicar os direitos civis e religiosos da existência de comunidades não judaicas na Palestina, ou aos direitos e posição política aproveitados pelos Judeus em qualquer outro país.

Ficaria agradecido se pudesse levar essa declaração ao conhecimento da Federação Sionista.
Arthur James Balfour.

Os Rothshcilds ordenaram a execução do Czar Nicholas II, através dos Bolchevistas que eles controlavam e também a morte de toda a família do Czar na Rússia, mesmo depois do Czar ter abdicado do trono em 2 de Março. Isto é o caminho de ganhar controle do país e um ato de vingança por conta do Czar Alexander I bloquear seu plano de governo mundial em 1815 no Congresso de Vienna, e Czar Alexander II ao lado do presidente Abraão Lincoln em 1864.

Isto é extremamente importante para eles massacrarem toda a família incluindo mulheres e crianças de modo a cumprir a promessa feita por Nathan Mayer Rothschild em 1815. Isto é projetado para mostrar ao mundo o que acontece se você sequer tenta atravessar o caminho dos Rothschilds.

Ano 1949: Em 1 de Outubro Mao Tse Tung declara a fundação da República Popular da China em Tiananmen Square, Beijing. Ele é financiado pelos Rothschilds para criar o comunismo na Rússia e também os seguintes agentes dos Rothschilds: Solomon Adler, ex-secretário do tesouro dos EUA que era um espião soviético; Israel Epstein, o filho de um bolchevista judeu aprisionado pelo Czar na Rússia por tentar fomentar uma revolução lá; e Frank Coe, um diretor do FMI dos Rothschilds.

Bolchevismo e Comunismo é criação dos Rothschild e para demonstrar que está tudo interligado é só reparar nos símbolos usados em TODOS os golpes de Estado e revoltas que vimos recentemente, são IDÊNTICOS. O último que aparece na imagem abaixo surgiu na Venezuela.

O canal do Rusia Today no Youtube divulgou um vídeo explicando como esta “guerra assimétrica” funciona. Está em espanhol mas é fundamental que todo brasileiro e argentino assista para evitar ser enganado pela mídia corporativa sionista.

*Ative a legenda do vídeo abaixo para o português.

https://www.youtube-nocookie.com/embed/WVew66dv_pM

FONTE: Caminho Alternativo

A SERVIÇO DO TIO SAM: Wikileaks vaza bilhete sobre cooperação entre o juiz Sergio Moro e EUA

Por APCNEWS

Uma mensagem diplomática norte-americana, vazada pelo Wikileaks, com citações sobre o juiz Sergio Moro, o Judiciário brasileiro e a Polícia Federal.

Os Rothschild e Rockefeller querem usurpar o pré-sal brasileiro que vale R$ 20 trilhões.

https://www.youtube-nocookie.com/embed/Ouk5xBcePowpor Miguel do Rosário

moro_detonador_vitort-e1458768066802

Charge: Vitor Teixeira

Olha o que eu descobri: uma mensagem diplomática norte-americana, vazada pelo Wikileaks, com citações sobre Sergio Moro, o Judiciário brasileiro e a Polícia Federal.

O bilhete fala de um seminário de cooperação, realizado em outubro de 2009, com a presença de membros seletos da PF, Judiciário, Ministério Público, e autoridades norte-americanas, no Rio de Janeiro.

Não é classificado. Não tem aparentemente nada de explosivo (a menos que tenha me passado despercebido).

Entretanto, acho mais importante saber disso do que ficar, como a Globo, divulgando áudios íntimos da família de Lula.

Acho importante saber disso sobretudo à luz do que temos visto: a destruição deliberada de toda a indústria de construção civil brasileira, sob o pretexto da luta contra a corrupção.

Tudo sob patrocínio da Globo e do juiz que Faz a Diferença.

Prender e fechar bancos, que não constroem uma ponte, ninguém quer.

É preciso fechar as empresas que constroem o Brasil, e encarcerar seus executivos.

É exatamente o que faz os EUA no oriente médio. Destroi os países para que suas empreiteiras ganhem dinheiro na construção civil das cidades devastadas.

O deputado federal Wadih Damous tem denunciado as conexões internacionais da Lava Jato, uma operação que acumula tantas ilegalidades que deveria ser inteiramente anulada.

Reparem, no bilhete, na submissão declarada das autoridades brasileiras aos EUA, dizendo que não somos preparados e queremos aprender com eles.

É de um viralatismo colonizado atroz.

A relação entre a nossa PF, MP, Judiciário, e os EUA, tem de ser melhor apurada.

O Brasil entregou seu galinheiro à raposa?

Disponibilizo o bilhete ao debate aberto das redes sociais, para que especialistas e nacionalistas leiam e tirem suas conclusões.

***

Leiam e comentem.

O link do bilhete no Wikileaks é este:

https://wikileaks.org/plusd/cables/09BRASILIA1282_a.html