Bolsonaro, Sarney, Flávio Dino, Lula e Venezuela!

Resultado de imagem para bolsonaro troca de partidos imagens

O principal motivo do rompimento do deputado Jair Bolsonaro com o PSC do Pastor Everaldo, foi que o PSC no Maranhão apoiou o então Governado Flávio Dino nas últimas eleições, acho que já falei isso aqui em um outro vídeo! O Governador Flávio Dino que é do PCdo B e que era o candidato de oposição ao grupo Sarney. Pois bem, nessa paranóia de ser contra a tudo que cheira esquerdismo, Bolsonaro deu mais essa bola fora, pois o Governador Flávio Dino foi considerado o melhor governador do Brasil em 2017, já tinha sido o Segundo em 2016, reportagem disponível em todos os grandes jornais brasileiros.

Pois bem, o Maranhão não virou Venezuela, os sem terras não invadiram as fazendas, os sem tetos não invadiram as casas, o marxismo cultural não tomou a cultura e etc, mas escolas foram construídas e reformadas, hospitais foram construídos, pontes construídas, acabaram as rebeliões em Pedrinhas e muitos avanços em coisas que o grupo Sarney negligenciava quando estava no governo.

No entanto, Sarney não desiste, indicou o diretor geral da PF, que fez operações midiáticas contra o Governo de Dino, e agora vetou junto a Temer a indicação do Deputado maranhense Pedro Fernandes para ministro do Trabalho, pelo mesmo ser do grupo de apoio a Dino no Maranhão.

A Direita e Bolsonaro ainda hoje andam com essa conversa fiada de que se o Lula ganhar o Brasil vai virar uma Venezuela. Que patacoada sem tamanho! A direita que já sabe que Lula ganha as eleições, se conseguir concorrer é claro, já anda com desculpinhas que as eleições vão ser fraudadas através das urnas eletrônicas, ainda não me decidi em quem vou votar, mas como não pertenço a grupo nenhum, como Bolsonaro já se rendeu ao Mercado Financeiro e do jeito como não gosto dessa turminha do Sérgio Moro e dessa tal nova direita brasileira capitaneada por Olavo de Carvalho, posso acabar votando no Lula e não to nem aí para essa direita atrelada à maçonaria, a Estado Mínimo, a privatizações a globalismo, a catolicismo, eca!

Anúncios

PSDB, Sarney e Manifestações!

Resultado de imagem para sarney e aecio imagens

O PSDB está se notabilizando assim como agia José Sarney, em atacar em várias frentes: por um lado coloca seus Senadores para votarem contra a urgência do Projeto de Lei das 10 medidas cotra a corrupção! por outro coloca seu braço forte no STF o Ministro Gilmar Mendes para criticar o projeto! Seus movimentos sociais ou virtuais, como o MBL e Vem Para a Rua organizam manifestações contra a Corrupção mas que não se pode pedir a saída de Michel Temer!

 

Mais:

O fim do Golpe? Assim como Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney, Michel Temer também foi gravado por Sérgio Machado

Por APCNEWS

Possibilidades de novos áudios preocupa muito a gestão Temer.

temer-telefone

Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, também gravou Michel Temer.

Ainda não há detalhes sobre o teor da conversa, mas, ao que tudo indica, o encontro deve ter sido motivado pela conspiração do, agora, presidente interino contra a Presidenta e contra os avanços da Lava Jato.

A gravação se encontra na PGR e aguarda homologação do Ministro do STF, Teori Zavascki, para anexá-la ao acordo de delação premiada de Sérgio Machado.

Segundo fontes próximas ao Planalto, assessores de Michel Temer confirmaram o encontro do interino com Sérgio Machado.

 

Palácio do Planalto se preocupa com situação de Renan Calheiros.

Reproduções do Globo online e da Folha de S.Paulo online

Reproduções do Globo online e da Folha de S.Paulo online

Reproduções do Globo online e da Folha de S.Paulo online

Comentário: Claro que as gravações das conversas com Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney têm forte impacto político e junto à opinião pública. Mas a maior preocupação do Palácio do Planalto está na delação premiada de Sérgio Machado, que segundo informações publicadas por toda a imprensa, relataria com detalhes os esquemas de propinas de contratos da Transpetro, que teria beneficiado Renan Calheiros e outros parlamentares. A se confirmar, Renan Calheiros pode ficar numa situação insustentável e se afastar da presidência do Senado. É um cenário que atormenta Temer. O presidente em exercício contava com Eduardo Cunha para comandar o rolo compressor na Câmara dos Deputados, apesar de todo o desgaste da aliança perante a opinião pública. Hoje tem que conviver com Waldir Maranhão (PP-MA) e sua “gestão compartilhada” na Câmara, claro, com Eduardo Cunha por trás. No Senado e nas sessões conjuntas do Congresso Nacional, Temer conta com outro rolo compressor que é Renan Calheiros, basta ver como conduziu a sessão que aprovou a nova meta fiscal. E se Renan não aguentar? Aí o governo fica numa situação ainda mais difícil no Senado do que na Câmara. O vice-presidente do Senado é Jorge Viana (PT-AC). Na Câmara Temer sabe que mesmo com Waldir Maranhão e sua situação sui generis dá para negociar com Eduardo Cunha mais um cargo aqui, outro ali, e mesmo aos trancos e barrancos ter um controle da pauta. Mas na hipótese de ter o petista Jorge Viana no comando do Senado a situação ficará muito mais complicada para o governo atropelar a oposição. 

 

A Lava Jato na visão de José Sarney e Renan Calheiros.

Comentário: A revelação de novos diálogos gravados pelo ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado com José Sarney e Renan Calheiros deixam claro que ambos estavam articulando uma forma de chegar ao ministro Teori Zavascki para conter a Lava Jato. Para Renan, o Procurador Geral da República, Rodrigo Janot é “mau caráter”. Já Sarney tem o desplante de dizer que Sérgio Moro está “perseguindo por besteira. Os diálogos revelam também uma conversa com caciques do PSDB para acertar o “pacto” para abafar a Lava Jato. E vem mais por aí. Há várias horas gravadas que ainda não foram divulgadas e a delação de Sérgio Machado embora homologada ainda ficará em sigilo por mais algum tempo para não atrapalhar novas investigações que estão em curso. E por tudo o que foi revelado o “pacto” negociado incluía poupar Lula também, ou seja, um acordão para todo mundo se safar.

Reprodução do Jornal Nacional

Reprodução do Jornal Nacional

Reprodução do Jornal Nacional

>> Leia também: Romero Jucá derruba discurso do impeachment e escancara razões do golpe; Crise se agrava e Romero Jucá pede licença

Teste de fogo para Michel Temer.

Eduardo Paes bate foto do VLT

Eduardo Paes bate foto do VLT

Eduardo Paes bate foto do VLT

Comentário: A princípio o primeiro teste público de popularidade do presidente em exercício Michel Temer está marcado para o domingo (5 de Junho). É quando o prefeito do Rio Eduardo Paes vai inaugurar o primeiro trecho do VLT no Centro do Rio. O problema é que o PT, PCdoB e os movimentos sociais que apoiam Dilma e Lula marcaram uma grande manifestação na Candelária. Por isso Michel Temer ainda não confirmou a presença. A questão é que alguma hora Michel Temer vai ter que sair do Palácio do Planalto e enfrentar o povo. Nessa hora seja onde for é elementar que o PT e companhia vão realizar protesto. Não tem escapatória. Já soube que Paes quer montar uma operação de guerra com o Secretário Estadual de Segurança José Mariano Beltrame para impedir que Temer passe constrangimento, inclusive usando a Juventude do PMDB-RJ, que na época da CPI dos Ônibus na Câmara dos Vereadores (2013) foi usada para agredir manifestantes e repórteres. É bom lembrar a Paes que é uma faca de dois gumes. Em todo o caso por enquanto permanece o dilema de Temer: Ir ou não ir à inauguração do VLT no Rio?

FONTE: PLANTÃO BRASIL

Sobre Michel Temer e os ‘maracás’ do babalorixá Bita do Barão de Guaré

Fonte: http://www.domingoscosta.com.br

E terça-feira(19), o blogueiro do portal IG, Leo Dias descobriu que o vice-presidente do Brasil Michel Temer viajou até o Maranhão para se consultar com um dos pais de santo mais famosos do Maranhão, Mestre Bita do Barão de Guaré, semanas antes da votação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.IMG-20151025-WA0022

Bita, cujo nome de batismo é Wilson Nonato de Souza, vive na cidade de Codó — a 292 quilômetros da capital do Maranhão, São Luís — e está mais do que acostumado a receber políticos em sua casa. Reza a lenda que o ex-presidente Fernando Collor de Mello já se consultou com o babalorixá. José Sarney é outro cliente ilustre. Na cidade, o comentário é que Sarney não dá um passo sem se consultar com o Mestre Bita, como ele prefere ser chamado.

A consulta para pessoas ‘normais’ custa entre R$ 300 e R$ 500. Político paga mais caro: acima de R$ 700. Fora o trabalho. A coluna entrou em contato com a Tenda Espírita de Mestre Bita, que não confirmou a ida de Temer ao local. O que já era de se esperar. Em entrevista a um blog do Maranhão, Mestre Bita já havia dito que não revelava os nomes de seus consulentes: “Não posso falar os nomes dos políticos, porque seria fora da ética”, disse ele, que tem entre 95 e 105 anos (ele não revela a idade).