As incoerências do discurso de Bolsonaro nos EUA

Resultado de imagem para bolsonaro nos eua

Eu já fiz uns dois vídeos falando que Bolsonaro é muito inocente em relação a quem são seus amigos! Um foi ele sendo deixado no vácuo pelo tucano  Sérgio Moro e outro foi ele dando entrevista à Tucana eleitora de Dória Joice Hasselmann! Toda essa inocência de Bolsonaro vem de uma fonte: O “Olavismo Cultural”, Olavo que não tem nada de inocente mas que consegue enganar uma grande massa de desapercebidos de suas  incoerências,  como o seu esoterismo e suas táticas stalinistas. Pois bem, ficou claro e evidente que essa visita do Bolsonaro aos EUA foi uma tentativa de aproximação ou “puxa-saquismo”  ao Trump, o que lhe renderia ou renderá dividendos políticos aqui no Brasil com a massa adolescente direitista.

Eu assisti alguns recortes da fala de Bolsonaro nos EUA, não sei se tiveram edição, nessas falas ele diz que será um aliado dos EUA, ou melhor, de Trump na América do Sul, mas será que ele sabe que o maior aliado de Trump foi ou é a Rússia? A Rússia que é demonizada pelo Olavismo Cultural! Então Bolsonaro! O amigo do seu inimigo é seu amigo?

Explico o intrincado jogo político e escatológico envolvendo a Rússia… A Rússia hoje é a principal nação conservadora do mundo, sendo opositora do chamado grupo Illuminati que engloba a Família banqueira Rothschild e outros judeus banqueiros, também George Soros e outros  agentes como Bill Gates e Mark Zuckerberg, toda essa galera, controla e elege políticos em boa parte do Globo e inclusive controla também o Vaticano através do Papa Francisco Jesuíta! Eles também são conhecidos como os globalistas que querem a NOM com a redução populacional e um governo único! Teologicamente esse grupo quer trazer o anticristo e fundar a religião única mundial.

 Vale ressaltar, que mesmo que Trump esteja do lado de Putin, o certo é que Trump não é de confiança, não se sabe realmente se ele está contra o grupo de Soros ou a favor! Por outro lado, mesmo que a Rússia seja o bastião conservador da atualidade, não se sabe se a mesma depois de derrotar os illuminatis não se torne o Gogue e Magogue das profecias, já que muitos especialistas consideram que Magogue é o território de Rússia-Turquia-Irã!

 Então vemos Bolsonaro no meio disso tudo, apenas papagueando e beijando a bandeira americana sem ter a mínima noção de tudo o que está em volta!

Voltando ao seu discurso… Bolsonaro disse que o Governo está na jugular do Empresário. Não Bolsonaro, é o Empresário que está na jugular do Governo, patrocinando e forçando o governo a fazer reformas que retiram  direitos da maioria do trabalhador brasileiro, e quando uma empresa está em apuros o próprio governo socorre! Estou falando das grandes empresas! Relacionado a isso, Bolsonaro disse que existindo  mais direitos temos menos emprego e menos direito mais emprego. será que Bolsonaro Presidente ainda irá retirar mais direitos do que o Temer já tirou? Direitos que Bolsonaro  votou a favor  ou se absteve e ajudou o Temer a retira-los! Será que você Bolsonaro irá  conseguir fazer a nefasta Reforma da Previdência que nem o Temer conseguiu e que  até ontem você dizia que era contra? Quem viver verá!

Anúncios

Globo cria tweet falso para falar mal de Trump no Fantástico!

A globo nunca se conformou com a Vitória de Trump nos EUA, todo programa jornalístico ela cria uma maneira de falar mal de Trump! No Fantástico do dia 23/07, ela apelou de vez e inventou um Tuíte falso falando mal de Trump que já foi desmascarado! Já existe até uma campanha para Trump chamar a Rede Globo brasileira de Fake News! Assistam:

A Direita e a Esquerda do jeito que o diabo gosta!

A verdade é que tanto o que se denomina de direita e de esquerda na política é manipulado pelos Illuminatis. Isso ficou patente neste último acontecimento do bombardeio da Síria a mando de Trump, as opiniões de apoio a Trump são totalmente anacrônicas em relação às suas atuais condutas e posturas! Assistam:

TRUMP VAI DAR PARA TRÁS NA TRANSFERÊNCIA DA EMBAIXADA DOS EUA EM ISRAEL PARA JERUSALÉM?

Resultado de imagem para donald trump jerusalem

Aparentemente, Tel Aviv terá de sediar a embaixada dos EUA em Israel por mais um tempo. Segundo relatos da mídia internacional, o presidente dos EUA Donald Trump não está interessado em transferir a representação diplomática de seu país para Jerusalém tão cedo.

Trump não está tão inclinado a transferir a embaixada dos EUA de Tel Aviv para Jerusalém, de acordo com relatos da mídia israelense, apesar de ter feito várias declarações neste sentido durante sua campanha.

De acordo com vários veículos de mídia israelenses, citando meios de comunicação palestinos, os líderes da Autoridade Palestina receberam uma mensagem “reconfortante” do governo Trump. Os relatos também dizem que funcionários de segurança dos EUA falaram diretamente com o chefe da inteligência palestina, Majid Faraj.

Embora esses relatos ainda não tenham sido confirmados, Trump anda apresentando uma posição mais moderada sobre o tema, especialmente durante uma entrevista para o jornal israelense Israel Hayom.

“Estou pensando na embaixada, estou estudando a [questão da] embaixada, e vamos ver o que acontece”, disse Trump anteriormente. “A embaixada não é uma decisão fácil. Ela obviamente tem estado lá por muitos, muitos anos, e ninguém quis tomar essa decisão. Estou pensando muito a sério sobre isso e vamos ver o que acontece”.

A questão da transferência da embaixada dos EUA também foi levantada durante a visita do rei Abdullah da Jordânia, que disse que a preservação do status multi-religioso de Jerusalém é muito importante.

“Em nossa opinião, Jerusalém é extremamente importante. Nossa posição firme é que rejeitamos qualquer esforço unilateral que tente mudar a identidade árabe, muçulmana e cristã da Cidade Santa”, disse o ministro jordaniano das Relações Exteriores, Al Safadi.

Trump, o presidente, tem sido mais crítico da política de Israel para a Palestina do que Trump, o candidato. Ele criticou recentemente a política de Israel de construir assentamentos em território palestino, afirmando que esta prática “não ajuda o processo de paz”.

No entanto, ele foi extremamente crítico em relação à resolução de dezembro do Conselho de Segurança da ONU, que pedia o fim da construção de assentamentos israelenses, de modo a permitir a retomada do processo de paz.

Fonte: Spuntik

https://br.sputniknews.com/oriente_medio_africa/201702117655023-trumpembaixada-israel-tel-aviv-jerusalem/