Vacina contra o Zika modificará o DNA humano!

Assista o meu comentário sobre a vacina contra o virus Zika que modificará o DNA humano!

Anúncios

Terremoto no Maranhão – profecia de David Owuor se cumprindo?

David Owuor tem 72 profecias cumpridas, dentre elas o Tsunami na Ásia, o furacão Katrina e a peste do Zika Vírus no Brasil! David têm conclamando o povo do Brasil ao arrependimento! Se não Deus irá mandar um grande Terremoto que assolará o Brasil! Será o tremor de terra no Maranhão só um indício ou inicio do que Deus irá fazer? Assista o vídeo:

mais:

 

Vírus Zika: Uma arma biológica – Grande imprensa admite ligação entre Zika e mosquitos geneticamente modificados

Kit Daniels

Comentário de Julio Severo: Recentemente, especialistas americanos concluíram que o vírus Zika realmente está provocando a epidemia de microcefalia. Mas a conclusão deles omite ou não responde satisfatoriamente a duas questões: Enquanto no Brasil a epidemia de Zika está acompanhada de microcefalia, a epidemia de Zika na vizinha Colômbia não inclui microcefalia. Além disso, durante a história de mais de 50 anos do vírus Zika, não houve epidemia de microcefalia. Essa epidemia ocorreu no Brasil, depois da liberação de mosquitos geneticamente modificados para combater o vírus da dengue. Leia agora a reportagem do InfoWars:

Francis A. Boyle, o professor de direito internacional que elaborou a Lei Antiterrorismo de Armas Biológicas em 1989, revelou que o vírus Zika foi potencializado como arma de guerra por governos mundiais e organizações não governamentais durante uma entrevista em 29 de janeiro no programa de Alex Jones. A entrevista, em inglês, pode ser vista aqui: https://youtu.be/oBWouNjoWOI

Não muito tempo depois, a grande mídia admitiu que a epidemia de Zika tinha como causa possível a liberação de mosquitos geneticamente modificados no Brasil.

De acordo com o jornal inglês The Mirror:

A epidemia de Zika que está neste momento dominando o continente americano pode ter sido causada pela liberação de mosquitos geneticamente modificados em 2012, dizem os críticos.

Os insetos foram projetados por especialistas de biotecnologia para combater a propagação da febre da dengue e outras doenças e liberados na população geral do Brasil em 2012.

Mas com a Organização Mundial de Saúde (OMS) agora se reunindo em Genebra para debater desesperadamente curas para o vírus Zika, estão aumentando as especulações quanto à causa dessa epidemia súbita.

O vírus Zika foi descoberto pela primeira vez na década de 1950, mas a epidemia recente agravou-se de forma alarmante, provocando defeitos congênitos e muitos problemas de saúde na América Central e do Sul.

Em 2010, a Fundação Bill & Melinda Gates financiou iniciativas de pesquisadores australianos para liberar mosquitos geneticamente modificados infectados com uma bactéria.

Naquele mesmo ano, Bill Gates confessou que acreditava em redução populacional.

“O mundo hoje tem 6,8 bilhões de pessoas; vai chegar a 9 bilhões,” disse ele durante uma conferência em 2010. “Agora se fizermos realmente um grande trabalho em novas vacinas, assistência médica e serviços de saúde reprodutiva, reduziremos a população em 10 ou 15 por cento.”

Traduzido por Julio Severo do original em inglês do InfoWars: Top Expert: Zika Virus A Bioweapon

Fonte: http://www.juliosevero.com

O que a epidemia do Zika Vírus está encobrindo?

Por APCNEWS

Correlação não significa causalidade. OZika vírus está sendo usado como bode expiatório para efeitos adversos perigosos da indústria farmacêutica?zika

O mundo da medicina moderna tem desde o seu início sido uma das controvérsias, escândalos eencobrimentos. Cada um desses episódios tem melhorado o outro e é feito com uma finesse que parece claramente criminoso na intenção. O episódio do vírus Zika é um dos melhores exemplos disso e esconde uma agenda muito cruel por trás dele.

Em 01 de fevereiro de 2016, a OMS declarou a epidemia de Zika vírus uma emergência de saúde pública global. Isto foi antes mesmo de ser formalmente transmitida em uma reunião por Skype em 02 de fevereiro. O que causou essa urgência?  A OMS alegou que o Zika vírus tinha causado uma epidemia demicrocefalia em torno de 4000 crianças brasileiras que foram afetadas desde outubro de 2015. A microcefalia é uma condição onde as crianças nascem com um crânio de tamanho pequeno e, por vezes, com cérebros subdesenvolvidos.

Os especialistas alertaram que o vírus estava se espalhando rápido e a América Latina estava ameaçada. Em pouco tempo, casos foram relatados de transmissão através de sexo nos EUA, concretizando a narrativa oficial sobre a “propagação feroz” do vírus. No Reino Unido, o público foi lembrado que o vírus era apenas um plano distante. A Irlanda aconselhou o uso do preservativo. O Zika também foi ligado a um tipo de paralisia chamada síndrome de Guillain-Barré, uma desordem auto-imune em que o corpo ataca suas próprias células nervosas. A OMS colocou o Zika na mesma categoria que o Ebola; ambos pertencem à mesma categoria de uma família de vírus designada Flavoviridae. A prioridade, dizia-se, era proteger as mulheres grávidas e bebês de danos.

Mesmo antes desta declaração feita pela OMS, em 22 de Janeiro, o Governo do Brasil foi com força total para conter a epidemia. O ministro da Saúde solicitou que as mulheres evitem a gravidez, pediu às mulheres grávidas para solicitar aos médicos um check-up, e empregou 200.000 soldados em uma unidade de pulverização para matar os mosquitos. As mulheres grávidas ficaram de coração partido no país. Muitas consideraram abortar e algumas até mesmo foram em frente e realizaram abortos ilegais, uma vez que abortos não são legais no país. A mídia estava alinhada com as notícias e todos os canais de TV e mídia impressa destacaram esta crise global. Os especialistas sugerem que os mosquitos geneticamente modificados utilizados contra a dengue no Brasil também devem ser usados contra o Zika como vetor, a variedade de Aedes aegypti foi a mesma.

Em um debate de saúde pública no canal de TV France 24 em 26 de janeiro, no entanto, os especialistas foram cautelosos. Através de sua linguagem corporal e escolha cuidadosa de palavras eles opinaram que a epidemia talvez não fosse tão séria. O Brasil estava, provavelmente, tendo uma reação exagerada à crise, uma vez que seria sede dos Jogos Olímpicos, em agosto de 2016 e também os Jogos Paraolímpicos, em setembro. É claro que tinha que mostrar ações para provar que medidas fortes estavam sendo tomadas para conter a epidemia. À medida que se tornou mais e mais desconfortável lidar com o assunto da entrevista, o Zika vírus, o âncora questionou se este era outro susto da gripe suína, que levou ao estoque da vacina em todo o mundo e que teve que ser destruída após levar a enormes prejuízos para os governos e lucros para o fabricante. Um especialista em seguida, admitiu que medidas de senso comum no ponto de origem foram geralmente o suficiente para conter a propagação de doenças transmitidas por vetores.

Conforme a histeria aumentava, o Ministro da Saúde da Índia convocava uma reunião extraordinária para discutir a resposta da Índia para a situação de emergência da saúde pública e a OMS prevendo uma carga global de doenças de 4 milhões de pessoas com surtos em 20 países, a informação crucial começou a surgir na mídia independente que chocou pessoas bem instruídas e educadas em todo o mundo. Havia algo de muito errado na maneira como a OMS, os governos, outras agências médicas e a mídia disseminaram a questão.

O Zika vírus foi descoberto no ano de 1947 pela Rockefeller Foundation, quando foi isolado a partir de macacos da floresta Zika em Uganda em um laboratório. Desde então, a Fundação detém a patente deste vírus. O primeiro caso humano detectado no ano de 1954 foi encontrado por causar uma forma muito leve da doença envolvendo febre baixa, corpo dolorido, dor de cabeça e uma erupção leve em muito poucas pessoas. Os demais não apresentaram quaisquer sintomas. Os sintomas foram resolvidos em poucos dias. Antes de 2007, apenas 14 casos foram registrados. Embora uma propagação maior foi registrada na Polinésia Francesa, em 2014 (338 casos) ninguém levou o vírus a sério. Então o que mudou em 2015? Por que 4.180 bebês nasceram com microcefalia no Brasil? E sobre os casos de Síndrome de Guillain-Barré? Estes nunca foram associados com o Zika desde sua descoberta há quase 70 anos.

Os especialistas no campo da genética observaram algo muito curioso. O Zika vírus atualmente emergiu exatamente daquelas áreas onde os mosquitos transgênicosforam lançados em 2015 para conter a dengue! Os mosquitos foram liberados por uma empresa chamada Oxitec em colaboração com a Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF). Poderia um vírus ter sido substituído por outro?

Quando o Brasil começou a examinar os 4180 casos de microcefalia mais surpresas surgiram. Foi feito um alerta através de uma circular para relatar que os casos de microcefalia pediátrica no país tinha claramente excedido sua média. Ter pequenos crânios não é incomum no Brasil. Assim como em 4 de fevereiro apenas 404 desses casos foram confirmados serem microcefalia. Pior, o vírus Zika foi encontrado em apenas 17 deles! Em outras palavras, apenas 4,2% dos casos de microcefalia no Brasil demonstraram que têm qualquer conexão com o Zika. Isso significa que 96% dos casos microcefalia não têm nenhuma ligação com o Zika. Não era, evidentemente, nenhuma epidemia, e o papel do Zika vírus é severamente questionado. E, no entanto, a OMS passou à frente com a declaração global de emergência de saúde pública. Mais uma vez, por quê?

O que pode causar microcefalia? De acordo com textos médicos, a doença pode ser genética, fusão de suturas dos ossos (lacunas) do crânio impedindo o crescimento do cérebro, devido a complicações na gravidez ou transmissão falha, conducentes à privação de oxigênio no cérebro, exposição à drogas, álcool ou produtos químicos tóxicos no útero, infecções no útero, devido ao vírus da rubéola ou varicela, etc, desnutrição severa, incapacidade do corpo de eliminar um produto químico, e qualquer outro afronta ou lesão. Os pesquisadores começaram então, a investigar o que poderia ter acontecido com as mães grávidas durante a gravidez.

O Brasil é um país que é imprudente no uso de pesticidas em seus campos agrícolas. Muitos deles são proibidos e estão ligados a defeitos congênitos (defeitos de fetos no útero). O Brasil também cultiva as plantações transgênicas e utiliza o perigoso herbicida glifosato que também tem sido associado a defeitos de nascimento em experimentos com animais de laboratório. Combinado com desnutrição galopante em mulheres brasileiras, o envenenamento por pesticidas e herbicidas foi uma mistura mortal. A agência por trás de empurrar os cultivos transgênicos no Brasil foi novamente a Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF).

Ao investigar os procedimentos dirigidos às mulheres grávidas no ano de 2015, fatos chocantes surgiram. Agindo de acordo com uma decisão da OMS para injetar mulheres grávidas com vacinas, apesar das contra-indicações, o governo brasileiro permitiu que suas mulheres grávidas se tornassem o equivalente a cobaias. Além das vacinas contra o tétano (fornecida como vacinas contra Difteria e tétano), as mulheres também receberam a vacina contra sarampo, caxumba e rubéola (SRC) durante a gravidez. O que é pior, uma vacina DTaP foi obrigatória para as mulheres grávidas em 2014. Citando uma escassez da vacina DTaP, a vacina DTP altamente reativa também foi administrada. Claramente riscos enormes tinham sido infligidos às mulheres inocentes. Nenhuma dessas vacinas são conhecidas por serem seguras durante a gravidez e a SRC e as vacinas DTaP / DPT são falhas que não podem ser toleradas. O vírus da rubéola na vacina SRC e o componente pertussis da vacina DPT são conhecidos por causar microcefalia. Só nos EUA, onde a DTaP é administrada a mulheres grávidas, 25000 casos de microcefalia são prováveis que ocorram a cada ano.

A iniciativa da vacina DTaP para vacinar mulheres grávidas foi financiada por fundos da Fundação Bill & Melinda Gates (BMGF). A BMGF também financia fortemente os programas de vacinação em países em desenvolvimento por meio de sua financiada aliada, a GAVI, que recebe o segundo maior financiamento da BMGF. A Fundação Bill & Melinda Gates  está, portanto, coincidentemente relacionada com tudo o que poderia ter dado errado em toda a situação. A organização também é a terceira maior doadora à OMS, a qual declarou estado de emergência com enorme urgência. Se uma vacina para prevenir o Zika emerge e os mosquitos transgênicos são liberados em todo o mundo para conter o Zika, a beneficiária seria, mais uma vez, a BMGF. Que coincidência não! Se os mosquitos transgênicos, herbicidas, pesticidas e as vacinas ligados à microcefalia em crianças podem ser encobertos sob o pretexto do Zika, a beneficiária, mais uma vez seria a BMGF que não seria questionada por suas falhas ao mesmo tempo que continuaria a ganhar com esses empreendimentos perigosos.

No futuro podemos esperar que o Zika seja culpado por mais e mais condições do que a mera presença do vírus que está sendo ligado a doenças e condições do paciente. Isto é como culpar os bombeiros presentes no local do incêndio pelo fogo, já que eles estão sempre presentes onde há um incêndio! Chamado de “correlação não significa casualidade”, este princípio não está sendo aplicado aqui por razões óbvias. Tem que haver bodes expiatórios para efeitos adversos perigosos da medicina. Seria maravilhoso se esses bodes expiatórios pedissem outras intervenções que resultem em mais negócios e mais lucros. Já há um pedido para legalizar o banido DDT como um repelente de mosquitos.

Assim, antes mesmo da emergência ser declarada, a verdade está lá fora. Não há nenhuma epidemia. O Zika vírus não é o culpado. Tem havido um encobrimento para crimes de imensa proporção desde o início. Um mercado inteiramente novo foi aberto para a fabricação de medicamentos e vacinas e as agências de pesquisa receberão financiamento suficiente para “descobrir” uma falsa ligação. Haverá provavelmente uma vacina para uma desordem causada pela vacina. A vacinação de mulheres grávidas pode continuar por todo o mundo com a culpa sendo deslocada para os efeitos adversos do Zika vírus. Os países que se opõem ao aborto serão solicitados para enquadrarem-se às leis para legalizá-lo. As mulheres grávidas temerão os abortos e ficarão longe de sexo. A vacinação em larga escala de adultos se tornará obrigatória abrindo novos mercados enquanto o mercado de vacinação infantil que está ficando saturado.

A medicina moderna ganhou em todo esse episódio, já que assim ela mais uma vez foi capaz de expandir seus mercados, e encobrindo suas atividades criminosas, sua agenda de depopulação, e fortaleceu o medo da doença nas populações. O homem comum perdeu sua liberdade familiar e escolhas, saúde, e agora está com medo de um inimigo imaginário.

FONTE: Notícias Naturais

MAIS INFORMAÇÕES: MICROCEFALIA NÃO É CAUSADA POR ZIKA VÍRUS MAS POR PULVERIZAÇÃO DE LARVICIDA QUÍMICO

Zika Virus Outbreak in Brazil

Por Libertar.in

Mas por incrível que pareça a ONU e a mídia prostituta continuam ainda a impor goela abaixo a farsa da ligação entre a microcefalia e o zika vírus.

Apesar de todo o alvoroço público, todos os casos de microcefalia sendo descobertos no Brasil nunca foram cientificamente ligados ao Zika vírus. Um grupo de médicos da América do Sul estão dizendo agora que as deformações cerebrais que o mundo está testemunhando são causadas ​​pela PULVERIZAÇÃO em massa de pessoas de baixa renda do Brasil com um larvicida químico, não por mosquitos portadores do Zika vírus.

O que estamos vendo nas deformações cerebrais de crianças, em outras palavras, é mais parecido com a história da talidomida, um medicamento prescrito administrado em mulheres grávidas que faz com que as crianças nasçam com membros faltando. Mas a narrativa oficial sobre tudo isso está empurrando uma falsa ligação ao Zika Vírus para justificar mais pulverização química, mais vacinas e mais mosquitos geneticamente modificados.

Dos médicos do Red Universitaria de Ambiente y Salud para o site GM Watch: (documento de origem)

Um aumento dramático de malformações congênitas, especialmente microcefalia em recém-nascidos, foi detectado e rapidamente ligado ao Zika Vírus pelo Ministério da Saúde do Brasil. No entanto, eles não reconhecem que na área onde mais pessoas doentes vivem, um larvicida químico que produz malformações em mosquitos tem sido aplicado há 18 meses, e que este veneno (Piriproxifeno) é aplicado pelo Estado na água potável usada pela população afetada.

Parece que as autoridades de saúde do mundo estão usando os mosquitos do Zika Vírus como uma reportagem de capa para esconder os danos causados ​​por produtos químicos tóxicos fabricados por poderosas corporações globalistas.

O larvicida pulverizado no Brasil, por exemplo, é chamado de “Piriproxifeno”, e é fabricado pela Sumitomo Chemical, uma empresa conhecida por ser um “parceiro estratégico” da Monsanto. O relatório dos médicos argentinos lista a Sumitomo como uma “filial” da Monsanto. Como relata o site GM Watch “O Piriproxifeno é um inibidor do crescimento de larvas de mosquitos, o qual altera o processo de desenvolvimento da larva à pupa para adulto, gerando, assim, malformações no desenvolvimento de mosquitos e matando ou inibindo-os.”

Hmmm… um inibidor do crescimento de organismos em desenvolvimento? Isso levanta quaisquer dúvidas com todos aqueles quando consideram os sistemas cranianos e neurológicos subdesenvolvidos dos filhos serem vitimados em meio a isto?

Do relatório:

As malformações detectadas em milhares de crianças de mulheres grávidas que vivem em áreas onde o Estado brasileiro acrescentou o Piriproxifeno à água potável não é uma coincidência, apesar de o Ministério da Saúde colocar uma culpa direta sobre o Zika vírus para este dano, enquanto tenta ignorar sua responsabilidade e descartar a hipótese de dano químico direto e cumulativo causado por anos de disruptor endócrino e imunológico da população afetada. Os médicos da Associação Brasileira de Saúde Coletiva (ABRASCO) exigem que estudos epidemiológicos urgentes que levem em conta este nexo de causalidade sejam realizados, especialmente quando entre os 3.893 casos de malformações confirmadas até 20 de janeiro de 2016, 49 crianças morreram e apenas cinco delas foram confirmadas terem sido infectadas com Zika.

O Zika vírus não causa microcefalia!

Conforme relatado pelos médicos argentinos em seu relatório, o Zika vírus nunca foi conhecido por causar deformações cerebrais em crianças:

As epidemias anteriores de Zika não causaram defeitos congênitos em recém-nascidos, apesar de infectar 75% da população nesses países. Além disso, em outros países, como a Colômbia, não há registros de microcefalia; no entanto, há uma abundância de casos de Zika.

Toda a razão pela qual essas deformações cerebrais estão sendo responsabilizadas pelo Zika vírus, estamos aprendendo agora, é para que as empresas químicas poderosas possam vender mais produtos químicos tóxicos que envenenam ainda mais as pessoas e o meio ambiente! Do relatório dos médicos:

Os médicos brasileiros da Abrasco estão afirmando que a estratégia de controle químico está contaminando o ambiente, assim como as pessoas, que não está diminuindo a quantidade de mosquitos, e que esta estratégia é de fato uma manobra comercial da indústria de venenos químicos, profundamente integrada com os ministérios latino-americanos de saúde, bem como a OMS e a OPAS.

É um ciclo vicioso, é claro: o governo pulveriza substâncias químicas que causam deformações cerebrais em crianças, mas, a fim de evitar culpar os produtos químicos, eles culpam os mosquitos, exigindo, assim, que produtos químicos mais tóxicos sejam pulverizados, causando ainda mais deformações que exigem ainda mais produtos químicos e assim por diante.

Se tudo isso soa familiar, é porque isso é arrancando da cartilha da indústria de vacinas: Muitas vacinas realmente causam epidemias (é por isso que as crianças que são afetadas com sarampo e caxumba têm quase sempre sido previamente vacinadas contra o sarampo e caxumba), aumentando assim a demanda pública por mais vacinas que causam mais surtos, ad infinitum.

É o modelo de negócio perfeito: Quando o produto causa uma epidemia de doença ou defeitos congênitos, apenas encontre outra coisa para culpar e, em seguida, crie resultados para que todas as autoridades de saúde do governo exijam mais do seu produto! Afinal, até mesmo o CDC adora essas pandemias, porque lhes dá uma oportunidade de exibir mais “autoridade” e forçar mais vacinas.

Bilhões já prometidos para a indústria de vacinas… mesmo sem evidência científica de uma ligação

Baseado inteiramente em informações fraudulentas e ciência charlatã, o presidente Obama pediu por US$ 1,8 bilhões em ajuda do governo para empresas de vacinas e empresas farmacêuticas para combater o Zika. No entanto, a ligação entre o Zika e a microcefalia é nada mais que uma narrativa mitológica não comprovada e não-científica, sonhada pelos empurradores de vacinas. Isso tem o mesmo peso científico como dizer: “Os gatos pretos trazem má sorte” ou “Esfregar um pé de coelho dá-me boa sorte.”

Daí o termo “vacina voodoo”, que é uma descrição tecnicamente precisa da total falta de ciência que sustenta a fraudulenta indústria da vacina. Não é surpreendente a rapidez com que o governo, a mídia e os empurradores de vacinas saltaram para sua conclusão preferida sobre a microcefalia, mesmo sem um pingo de evidência científica para apoiar tal noção?

(Hey, é uma pandemia… eles não precisam de qualquer EVIDÊNCIA real, certo?)

Os mosquitos geneticamente modificados não estão funcionando

Quando a má ciência e perigosos produtos químicos já estão destruindo a vida das pessoas, a solução deve ser MAIS ciência ruim, certo?

Introduza os mosquitos geneticamente modificados. De acordo com todos os empurradores de transgênicos criminalmente insanos, os mosquitos geneticamente modificados são a resposta instantânea para as doenças transmitidas por mosquitos (e nada pode dar errado, nós asseguramos).

O problema é que eles são criminosos insanos e cientificamente analfabetos para aceitar. É por isso que os mosquitos transgênicos não estão funcionando. “A última estratégia implantada no Brasil, e que poderia ser replicada em todos os nossos países, é o uso de mosquitos transgênicos – um fracasso total, exceto para a empresa fornecedora de mosquitos“, dizem os médicos argentinos.

A empresa inglesa Oxitec vende mosquitos machos transgênicos, supostamente, a fim de diminuir a população de Aedes. Um gene letal é inserido nesses mosquitos, o qual é transmitido para a prole, causando a morte das larvas se não for bloqueado por um antibiótico (tetraciclina).

Atualmente, no Brasil cerca de 15 milhões de mosquitos geneticamente modificados foram liberados, e o fracasso é total. Quando os testes de campo foram realizados, menos de 15% das larvas eram transgênicas, isto é… as fêmeas selvagens não estão aceitando o mosquito ingleses da Oxitec. A resposta: aumentar a liberação em áreas pobres. Além disso, devemos levar em conta que a biologia da doença mostra que as fêmeas somente “picam” quando estão grávidas e geram ovos após serem fertilizadas por um macho; elas picam nesse estado e só desse modo, porque ela precisa de componentes do sangue, a fim de desenvolver os ovos. Então, se milhões de mosquitos machos são liberados, haverá muitas mais fêmeas fertilizadas procurando sugar o sangue de mamíferos, aumentando assim a propagação da doença a partir de pessoas infectadas para pessoas saudáveis!

Um maciço hoax da ciência, hoax de vacina e hoax químico, todos projetados para gerar mais lucros para a indústria, ignorando as verdadeiras causas do sofrimento em crianças brasileiras

Uma vez que você coloque todas as peças deste quebra-cabeça juntas, torna-se claro: A narrativa do Zika vírus é um enorme hoax (farsa) da ciência charlatã que está sendo empurrado apenas para vender mais produtos químicos, mais mosquitos geneticamente modificados, mais vacinas e muito mais pulverização sobre a população brasileira com substâncias mortais.

A real causa da microcefalia está sendo sistematicamente ignorada, cedendo ainda mais apoio à ideia de que tudo isto faz parte da agenda de controle populacional para envenenar o povo do Brasil, deliberadamente reduzindo sua prole para mutantes, aumentando abortos e exigindo que as mulheres não mais engravidem.

Todos os sinais estão aí, pessoal. Esta é a agenda de despovoamento humano de Bill Gates em pleno andamento, disfarçado como um surto de vírus de mosquito. Não há dúvidas que os produtos químicos larvicidas estão sendo pulverizados nas áreas mais pobres do Brasil, tendo como alvo essas mesmas populações que estão agora ouvindo: “Não tenham mais bebês!”

Fontes:
Natural News: Zika HOAX exposed by South American doctors: Brain deformations caused by larvicide chemical linked to Monsanto; GM mosquitoes a ‘total failure’
Informe Zika de Reduas: REPORT from Physicians in the Crop-Sprayed Villages regarding Dengue-Zika, microcephaly, and mass-spraying with chemical poisons (PDF)
Red Universitaria de Ambiente y salud: OGM, herbicidas y Salud Pública
GM Watch: Argentine and Brazilian doctors name larvicide as potential cause of microcephaly
Fox News: Obama seeks $1.8B to combat Zika, despite proposing agency cuts in 2011

Putin acusa Bill Gates de criar uma arma biológica chamada ”Zika Vírus”

Por APCNEWS

O Zika vírus é uma arma biológica que está usando mosquitos (geneticamente modificados) para espalhar “doenças futuras” de acordo com um relatório Kremlin. E o dedo da culpa está sendo apontado diretamente para Bill Gates. Entende-se que a arma biológica foi desenvolvida por Bill Gates para alcançar o objetivo de lucrar com a indústria farmacêutica.

zika-virus2-620x350De acordo com um relatório Serviço de Inteligência Exterior (SVR) altamente confidencial vazado que foi lido por fontes do Kremlin, foi revelado que o vírus Zika foi “cozinhado como uma arma biológica” por “governos mundiais e organizações não-governamentais . ‘ Entende-se a organização chefe não-governamental por trás do vírus Zika é própria Fundação Bill & Melinda Gates Bill Gates.

12512547_985638631516450_6094268772976350657_nPresidente Putin está “irritado”. Houve reuniões nas últimas 24 horas sobre a proibição Gates, da Federação Russa, bem como planos para proteger a humanidade do “governo mundial criado da bio-arma.’ ” As potências ocidentais estão em seus estertores finais, debatendo e agarrando em palhas, utilizando as últimas armas em seu arsenal de truques sujos contra a humanidade. Não podemos permitir que estes mosquitos assassinos geneticamente modificados em série envenene nossas crianças”.

12662508_985638378183142_9109722213196651812_nEm 2010, a Fundação Bill & Melinda financiou cientistas australianos para liberar mosquitos transgênicos infectados com uma bactéria. Nesse mesmo ano, Bill Gates confessou que queria para despovoar o mundo – um objetivo-chave Illuminati. ” O mundo de hoje tem 6,8 bilhão de pessoas; que está indo até cerca de 9 bilhões “, disse ele durante a conferência TED convite de 2010. ” Agora, se fizermos um ótimo trabalho em novas vacinas, cuidados de saúde, serviços de saúde reprodutiva, baixamos que, talvez 10 ou 15 por cento.”

12669684_985638841516429_2173583975675425_nAgora, esses mosquitos transgênicos infectados com bactérias criados por Bill Gates em 2010 estão causando estragos nas Américas – com todo o mundo em risco, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). A OMS está agora a convocar uma comissão de emergência sob o Regulamento Sanitário Internacional relativa a propagação “explosiva” do vírus Zika em todas as Américas. O vírus supostamente tem o potencial de atingir proporções pandêmicas – possivelmente ao redor do globo. Mas entender por que este surto aconteceu é vital para interrompê-lo. O dedo da culpa está apontando diretamente para o homem mais rico do mundo. O que eles vão fazer sobre isso?

Assista o vídeo:

*Ative a legenda dos vídeos para o português.

https://www.youtube-nocookie.com/embed/6WQtRI7A064https://www.youtube-nocookie.com/embed/gROhNaJoGzI 

FONTES:

http://www.disclose.tv/news/russia_accuse_bill_gates_of_engineering_the_zika_virus_as_a_bioweapon_for_depopulation/127617

http://yournewswire.com/putin-human-evolution-under-threat-by-big-pharma-gmo-vaccines/

http://www.semprequestione.com/2016/02/putin-esta-irritado-russia-acusa-bill.html#.VrvJUuaviGO

http://yournewswire.com/zika-vaccine-was-patented-by-indian-biotech-company-9-months-ago/

http://yournewswire.com/zika-virus-now-found-in-saliva-urine/

Ou pelo AEDES transgênico ou por Vacinas o Bill Gates e os Illuminatis Eugenistas estão no caso da Microcefalia

ffs754

Por APCNEWS

“O recente surto de vírus Zika no Brasil está agora a ser ligado aos mosquitos transgênicos desenvolvidos pela empresa de biotecnologia britânica Oxitec, que é financiado pela Fundação Bill e Melinda Gates.

A empresa Oxitec tem lançado os mosquitos Aedes geneticamente modificados no meio selvagem no Brasil desde 2011 para combater a dengue. A empresa produz até dois milhões de mosquitos geneticamente modificados por semana em sua fábrica em Campinas, Brasil.

O mosquito Aedes é a variedade mais dominante do mundo do mosquito, e os dois únicos países das Américas que não têm esse mosquito são Chile e Canadá. O vírus Zika, que foi detectado em 18 dos 26 estados do Brasil, é transmitido pelo mosquito Aedes.

Mais de 4.000 bebês já nasceram no Brasil com cérebros encolhidos desde 1 de Novembro de 2015. Brasil normalmente recebe cerca de 150 casos deste tipo de defeito de nascença em cada ano; o que significa que, nascimentos anormais deste tipo têm aumentado em cerca de 13 mil por cento.

Enquanto o governo brasileiro corre para culpar o vírus Zika para este enorme aumento dos defeitos congênitos anormais, os fatos permanecem claros. Apenas um pequeno número de bebês com defeitos congênitos, que morreu, tinha o vírus em seu cérebro. Isso significa que um grande número de bebês que morreram não tinham vírus Zika em seu cérebro.

Difícil culpar o Zika: que existe desde antes de 1948 e nunca foi conhecido por causar defeitos de nascimento. Na verdade, Zika faz apenas uma em cada cinco pessoas ficar “levemente” doente com sintomas de gripe, com sintomas de todo em 4 dos 5 pessoas.

Então, por que eles são rápidos em culpar um vírus geralmente benigno, Zika?

sdg43

No final de 2014, o ministro brasileiro da Saúde anunciou que um novo tiro dTpa seria obrigatória para todas as gestantes a partir de 2015. Registros agora mostram que todas as mães com bebês defeituosos de nascença receberam esta vacina recentemente formulada durante a gravidez.

Atual aplicação da vacina dTpa e do aumento de defeitos congênitos é muita coincidência. As consequências desta vacina testada é o que está sendo varrida para debaixo do tapete. O que nos traz mais uma vez para Bill Gates, o Rei da eugenia e Vacinas.

Em 2015 o Programa de Pesquisa de Vacinas Vanderbilt, recebeu uma doação de $ 307.000 da Fundação Bill & Melinda Gates para estudar as respostas imunes de mulheres grávidas que recebem os dTpa (-doses vacinas contra coqueluche acelular reduzida combinados com tétano e difteria toxóides) vacina. Não se pode encontrar os resultados brutos.

Em 2011, o Centro de Controle de Doenças (CDC) emitiu uma recomendação de que as mulheres grávidas recebem o tiro dTpa em 20 semanas de gestação. DTpa combina o tétano, difteria e coqueluche (tosse convulsa) vacinas em uma única vacina.

A vacina dTpa nunca foi aprovado e seguro para uso durante a gravidez. Na verdade, dTpa é classificado pela FDA como droga de Classe C, indicando que não é uma escolha segura durante a gravidez.

No final de 2014, o ministro brasileiro da Saúde anunciou que a vacina dTpa seria obrigatória para gestantes. Registros agora mostram que todas as mães com bebês defeituosos de nascença receberam esta vacina recentemente formuladas durante a gravidez. A vacina dTpa e este aumento de defeitos congênitos é mais do que apenas um pouco de coincidência.

As consequências desta vacina testada é o que está sendo varrida para debaixo do tapete. O que nos traz mais uma vez para Bill Gates, o Rei da eugenia e Vacinas.

asaaass55

FATO: As empresas farmacêuticas não testarem a segurança e a eficácia de dar a gripe ou a vacina dTpa para mulheres grávidas antes de as vacinas serem licenciadas nos EUA e quase não há dados sobre as respostas biológicas inflamatórias ou outras com estas vacinas que poderiam afetar a gravidez e nascimento, ou outros resultados.

Existem ingredientes em gripe e tosse convulsa contendo vacinas dTpa que não foram totalmente avaliados para os efeitos adversos potenciais genotóxicos ou outros sobre o feto humano em desenvolvimento no útero que podem afetar negativamente a saúde após o nascimento, incluindo agentes de alumínio, que contêm mercúrio (Thimerosal) conservantes e muitos mais ingredientes bioativos e potencialmente tóxicos.

É de se admirar houve uma corrida para colocar a epidemia culpa é defeito de nascença em outro lugar?

O fato de o Brasil submeter suas mulheres grávidas para uma vacina testada como obrigatório é genocida, e agora eles sabem disso. Eles compraram, sem fazer a pesquisa de precaução. Ou talvez eles receberam dinheiro suficiente para não olhar.

Os Estados Unidos são agora empurrados em desenvolver uma vacina para o vírus Zika. Não temos sido por este caminho antes com Ebola sustos grande mídia e a corrida previsível para capitalizar sobre uma vacina lucrativa para todos os que temiam por sua vida (que já tinha à espera nos bastidores)?

Para piorar a situação, o Brasil diz que vai mobilizar 220.000 soldados para lutar contra o vírus Zika. Soldados estão sendo orientados a ir de porta-a-porta para pulverizar inseticidas nos bairros para ajudar a matar mosquitos. Inseticidas tóxicos pulverização em torno de mulheres grávidas e crianças? Eles são loucos? Para agravar ainda mais a insanidade …

O governo diz que vai distribuir repelentes para cerca de 400.000 mulheres grávidas de baixa renda.

Autoridades de El Salvador, Colômbia e Brasil também sugeriram mulheres pararem de engravidar até que a crise passe. Agora, há uma vitória definitiva para a agenda de controle populacional de Bill Gates. Apenas assustar as pessoas a evitar o sexo e ficar grávidas. De fato, recentemente sugeriram que o vírus Zika “pode ​​ser” uma doença sexualmente transmissível, só porque ele foi encontrado no sêmen de um homem que tinha o vírus Zika. Eles podem tentar plantar as sementes do medo mortal mais uma vez; é absurdo.

A pressão está aumentando sobre a Organização Mundial de Saúde a declarar uma emergência Zika de preocupação internacional. De acordo com as Normas Internacionais de Saúde, Director Geral Dr. Margaret Chan pode estabelecer um comitê de emergência, que pode eliminar as campanhas de vacinação globais com vacinas experimentais. Você está compreendendo?

ffs754

Há muito mais para esta história … Agora, os cientistas estão estudando no Brasil sequências genéticas de mosquitos Bill-Gates-vacina alegadamente transmitir o vírus Zika e outras doenças para ver se ocorreram mudanças que poderiam ter gerado mosquitos mutantes. O mosquito lançado era susceptível de ser um sonho a longo prazo que ele tinha para controle de natalidade, através da vacinação forçada, o que ele tem trabalhado desde 2003.

No cenário de vacinação forçada, os mosquitos são geneticamente programados para produzir a “vacina” permanentemente uma vez libertados no ambiente, de modo que não teriam de lançar novos mosquitos NUNCA novamente. Seus efeitos se tornariam, simplesmente parte da natureza.

Isto significa que, em algum momento da sua vida você e todo mundo é obrigado a ser picado por um mosquito criado por Bill Gates. Deus nos ajude!

Por Dr. Kathy Forti. ”

FONTE: http://www.trinfinity8.com/zika-virus-mosquitos/ (Neste link tem acesso ao texto em inglês e possui diversos outros links no próprio texto c/acesso aos artigos p/estudo).