Minha opinião sobre o Documentário Brasil Paralelo!

Minha opinião sobre o Fórum Brasil Paralelo, na minha opinião o problema maior ainda é que existe um governo mundial paralelo que é capitalista mas que patrocina o marxismo cultural visando o caos para que se implante a Nova Ordem Mundial! Assista:

Anúncios

Movimento dos “Sem -igreja” traços da heresia ebionita!

Os ebionitas foram um grupo de dentro da igreja que não acreditavam na Divindade de Jesus! Eram influenciados pelos judaizantes e reduziam Jesus a um profeta Judeu como os outros, apesar de especial! Hoje em dia os chamados “desigrejados” e os judeus messiânicos carregam ou revivem traços dessa heresia quando dizem que não se pode transliterar o nome de Yeshua e nem se pode pronunciar o nome de Deus! O ranço desse pessoal com o Concílio de Niceia e com Constantino fazem os mesmos reviverem heresias excluídas como perniciosas ao Cristianismo que se tivessem vingado já não existiria mais a Igreja de Cristo! Assistam:

Mais:

União Europeia pede ajuda ao Falso Profeta Papa Francisco!

A União Europeia que perdeu força depois da saída da Inglaterra do Bloco andou meio murcha! Para um “renascimento” seus lideres buscarão apoiou e conselho de Papa Francisco que julgam ser um grande apoio de fora que o bloco precisa depois da saída de Obama da presidência dos EUA! Assistam:

Mais:

Marxismo na Assembleia de Deus? Alerta!

O Marxismo que se infiltra no meio evangélico através da Teologia da Missão Integral tenta alargar seus flancos e penetrar no meio pentecostal! Antes restrita aos meios calvinistas, agora a TMI avança! O blogueiro conservador Júlio Severo faz um alerta às Assembleias de Deus que promoverá uma tal de aula magna sobre TMI ministrada pelo marxista René Padilha na Faculdade teológica da Assembleia de Deus no Rio de Janeiro! Assistam:

Mais:

Constantino o protótipo do católico atual!

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens

A conversão de Constantino foi diferente da conversão de uma pessoa comum da sua época. Quando algum pagão queria aderir ao cristianismo, este era submetido a um longo processo de aprendizado e disciplina que poderia durar até três anos afim de solidificar o novo convertido na sua nova fé antes de ser batizado. Algo muito parecido com o processo de discipulado que ocorre em muitas igrejas evangélicas atuais, apesar do nome desse processo ter sido  catequese, que a igreja católica conserva até hoje, o que vemos na mesma é o batismo infantil antes mesmo de qualquer aprendizado e decisão. Depois do batismo, o novo convertido então seguia seu bispo como pastor para colocar sua fé em prática nas situações concretas da vida.

Constantino nunca se submeteu em nenhum aspecto à autoridade pastoral da igreja. Ele recebia conselhos cristãos através do sábio Lactando e do bispo Óssio de Córdoba, mas sempre se reservou no direito de determinar suas atitudes religiosas, pois se considerava “bispo dos bispos”. Mesmo após sua conversão, Constantino participou de rituais pagãos que eram proibidos aos cristãos, e os bispos não tinham coragem de repreendê-lo.

Atualmente muitos que se dizem católicos procuram centro espíritas e terreiros afros para algum tipo de relacionamento e os adeptos espíritas procuram a Igreja católica e se dizem católicos formando uma espécie de sincretismo religioso.

O imperador apesar de favorecer os cristãos em muitos aspectos e de suas afirmações de crer no poder de Jesus Cristo, tecnicamente não era cristão segundo a tradição da época, pois não quis se submeter ao batismo. Hoje em dia quando perguntamos a algum católico se ele já aceitou Jesus como Senhor e Salvador da sua vida, ele diz que sim, que já fez isso desde que nasceu. Apesar de sabermos que o Senhorio de Jesus passa é longe da sua vida!

Para Constantino era cômodo se manter apenas como um simpatizante do Cristianismo, sem ser batizado ele poderia deslizar em sua fé, sem receber condenação por parte dos dirigentes da igreja, hoje em dia muitos católicos vão à igreja raramente para desencargo de consciência e quando saem de lá principalmente aos domingos, se dizem que já podem tomar sua cerveja e ir para algum tipo de festa mundana, pois já “cumpriram a sua obrigação”!

Por outro lado, dizer que Constantino foi hipócrita ao se declarar cristão é um erro, uma visão revisionista e anacrônica. Do ponto de vista político a conversão de Constantino ocorreu no pior momento possível. Quando Constantino adotou o símbolo do labarum, ele estava nos preparativos para tomar a cidade de Roma, centro das tradições pagãs, onde seus aliados eram membros de diversas seitas pagãs que se consideravam oprimidos por Magêncio. O grau de apoio que os cristão poderiam dar a Constantino era precário, o número de cristãos no exército era pequeno, o número de cristãos ricos que poderia prestar apoio financeiro a Constantino também era pequeno.

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens
Labarum

O mais certo é dizer que Constantino cria mesmo no poder Jesus Cristo. Para Constantino o Deus dos cristãos era extremamente poderoso que estava disposto a ajudá-lo, na medida em que ele ajudasse os cristãos. Na verdade, Constantino sempre buscou o favor do Deus cristão, não dos cristãos. Esse Deus havia lhe dado vitórias em muitas batalhas, desde que teve o sonho, e até seus inimigos temiam e atribuíam poder sobrenatural ao labarum de Constantino.

Mas Constantino entendia que a Fé em Jesus Cristo não o impedia de adorar outros deuses. Constantino em grande parte de seu governo, pensou que o Sol Invicto e o Deus dos cristãos eram o mesmo ser e que os outros deuses também eram reais  e relativamente poderosos, apesar de serem divindades subalternas e aí fazemos mais um paralelo entre o católico atual e suas venerações aos santos como um tipo de intermediador entre eles e a Divindade.

Constantino consultava o oráculo de Apolo, aceitava o título de sumo-sacerdote de deuses pagãos e participava das cerimônias a esses deuses, sem pensar que assim estava traindo ou abandonando o Deus que lhe tinha dado vitória e poder.

Concluo, então, deixando o alerta para aqueles católicos e qualquer outro cristão que como já falei, freqüentam o espiritismo, consultam adivinhos através de cartas, tarô, búzios, leituras de mão e etc, que consultam astrologia através de horóscopo, para que larguem essas práticas que não conferem a um cristão.

Referência

História Ilustrada do Cristianismo. Justo L. González