Pr Claudio Duarte “pipoca” e pede desculpas a fanáticos católicos!

Pr Claudio Duarte depois de pregar só a verdade dentro de uma Igreja católica, não aguentou a pressão de fanáticos católicos nas Redes Sociais e acabou arregando e pedindo desculpa! Entendam:

Anúncios

União Europeia pede ajuda ao Falso Profeta Papa Francisco!

A União Europeia que perdeu força depois da saída da Inglaterra do Bloco andou meio murcha! Para um “renascimento” seus lideres buscarão apoiou e conselho de Papa Francisco que julgam ser um grande apoio de fora que o bloco precisa depois da saída de Obama da presidência dos EUA! Assistam:

Mais:

Constantino o protótipo do católico atual!

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens

A conversão de Constantino foi diferente da conversão de uma pessoa comum da sua época. Quando algum pagão queria aderir ao cristianismo, este era submetido a um longo processo de aprendizado e disciplina que poderia durar até três anos afim de solidificar o novo convertido na sua nova fé antes de ser batizado. Algo muito parecido com o processo de discipulado que ocorre em muitas igrejas evangélicas atuais, apesar do nome desse processo ter sido  catequese, que a igreja católica conserva até hoje, o que vemos na mesma é o batismo infantil antes mesmo de qualquer aprendizado e decisão. Depois do batismo, o novo convertido então seguia seu bispo como pastor para colocar sua fé em prática nas situações concretas da vida.

Constantino nunca se submeteu em nenhum aspecto à autoridade pastoral da igreja. Ele recebia conselhos cristãos através do sábio Lactando e do bispo Óssio de Córdoba, mas sempre se reservou no direito de determinar suas atitudes religiosas, pois se considerava “bispo dos bispos”. Mesmo após sua conversão, Constantino participou de rituais pagãos que eram proibidos aos cristãos, e os bispos não tinham coragem de repreendê-lo.

Atualmente muitos que se dizem católicos procuram centro espíritas e terreiros afros para algum tipo de relacionamento e os adeptos espíritas procuram a Igreja católica e se dizem católicos formando uma espécie de sincretismo religioso.

O imperador apesar de favorecer os cristãos em muitos aspectos e de suas afirmações de crer no poder de Jesus Cristo, tecnicamente não era cristão segundo a tradição da época, pois não quis se submeter ao batismo. Hoje em dia quando perguntamos a algum católico se ele já aceitou Jesus como Senhor e Salvador da sua vida, ele diz que sim, que já fez isso desde que nasceu. Apesar de sabermos que o Senhorio de Jesus passa é longe da sua vida!

Para Constantino era cômodo se manter apenas como um simpatizante do Cristianismo, sem ser batizado ele poderia deslizar em sua fé, sem receber condenação por parte dos dirigentes da igreja, hoje em dia muitos católicos vão à igreja raramente para desencargo de consciência e quando saem de lá principalmente aos domingos, se dizem que já podem tomar sua cerveja e ir para algum tipo de festa mundana, pois já “cumpriram a sua obrigação”!

Por outro lado, dizer que Constantino foi hipócrita ao se declarar cristão é um erro, uma visão revisionista e anacrônica. Do ponto de vista político a conversão de Constantino ocorreu no pior momento possível. Quando Constantino adotou o símbolo do labarum, ele estava nos preparativos para tomar a cidade de Roma, centro das tradições pagãs, onde seus aliados eram membros de diversas seitas pagãs que se consideravam oprimidos por Magêncio. O grau de apoio que os cristão poderiam dar a Constantino era precário, o número de cristãos no exército era pequeno, o número de cristãos ricos que poderia prestar apoio financeiro a Constantino também era pequeno.

Resultado de imagem para constantino teve um sonho imagens
Labarum

O mais certo é dizer que Constantino cria mesmo no poder Jesus Cristo. Para Constantino o Deus dos cristãos era extremamente poderoso que estava disposto a ajudá-lo, na medida em que ele ajudasse os cristãos. Na verdade, Constantino sempre buscou o favor do Deus cristão, não dos cristãos. Esse Deus havia lhe dado vitórias em muitas batalhas, desde que teve o sonho, e até seus inimigos temiam e atribuíam poder sobrenatural ao labarum de Constantino.

Mas Constantino entendia que a Fé em Jesus Cristo não o impedia de adorar outros deuses. Constantino em grande parte de seu governo, pensou que o Sol Invicto e o Deus dos cristãos eram o mesmo ser e que os outros deuses também eram reais  e relativamente poderosos, apesar de serem divindades subalternas e aí fazemos mais um paralelo entre o católico atual e suas venerações aos santos como um tipo de intermediador entre eles e a Divindade.

Constantino consultava o oráculo de Apolo, aceitava o título de sumo-sacerdote de deuses pagãos e participava das cerimônias a esses deuses, sem pensar que assim estava traindo ou abandonando o Deus que lhe tinha dado vitória e poder.

Concluo, então, deixando o alerta para aqueles católicos e qualquer outro cristão que como já falei, freqüentam o espiritismo, consultam adivinhos através de cartas, tarô, búzios, leituras de mão e etc, que consultam astrologia através de horóscopo, para que larguem essas práticas que não conferem a um cristão.

Referência

História Ilustrada do Cristianismo. Justo L. González

 

Casa Grande dá mais um passo rumo à sua conversão e salvação!

Imagem relacionada

Eu já tinha repercutido aqui no blog a entrevista que o ex-jogador Casa Grande tinha dado à rádio Jovem Pan falando sobre drogas e opressões demoníacas que sofria! Naquela época apesar do Livramento que Jesus tinha lhe dado, o jogador ainda se dizia admirador de Lúcifer! Agora Casa Grande começou a cair a ficha de vez, e em testemunho dado em uma Assembleia de Deus, reconhece que Lúcifer é traíra é que Jesus é o cara! É um testemunho muito forte que serve para os satanistas entenderam que Lúcifer não tem amigos, que ele odeia o ser-humano e ele não vai recompensar qualquer tipo de assistência que seus seguidores lhe dão! Assista:

Mais:

https://exateus.com/2016/07/08/casa-grande-fala-sobre-suas-experiencia-com-demonios/?wref=tp

Judeus que acreditam em Jesus são tratados como leprosos em Israel, revela escritora!

Imagem relacionada

(09 DEZEMBRO DE 2016) -Bobbie Ann Cole foi criada com fortes raízes no judaísmo ortodoxo, crendo que o Messias de seu povo ainda seria revelado ao mundo. No entanto, suas crenças foram transformadas quando ela participou, pela primeira vez, de um culto numa igreja em Londres, na Inglaterra.

Depois de reconhecer que Jesus Cristo é o Messias, ela passou a ser discipulada na Igreja da Santíssima Trindade, no distrito de Brompton, conforme seu relato no site Israel Today.

Sua nova fé aprofundou tanto seu amor por Israel que ela e seu marido, Butch, decidiram fazer a Aliá — termo que designa a imigração judaica para a Israel. No entanto, ela não foi recebida na terra de seus antepassados da forma que esperava.

Bobbie revela que, em geral, a comunidade israelita trata os judeus messiânicos (aqueles que reconhecem Jesus Cristo como Messias) como leprosos — perseguidos da mesma forma que eram os cristãos no primeiro século.

Ela também conta que os formulários de novos imigrantes atualmente incluem ‘judaísmo messiânico’ como opção para ser assinalada, dentre uma variedade de ramos da fé. “Parece que reconhecer judeus que acreditam em Jesus é como uma armadilha que leva a rejeição”, diz Bobbie.

Embora os 20 mil judeus messiânicos ainda representem uma pequena parcela da população de Israel, este movimento tem crescido em todo o mundo nos últimos anos.

Por outro lado, Bobbie ressalta a beleza de Israel e incentiva as pessoas a buscarem enfatizar as raízes judaicas da fé cristã à luz da Bíblia em seu livro “Love Triangles: Discovering Jesus the Jew in Today’s Israel” (“Triângulos de Amor: Descobrindo Jesus, o Judeu, na Israel de Hoje”, em tradução livre).

Na obra, ela escreve sobre como Cristo pode ser visto em toda a Escritura e ressalta a importância da cultura judaica segundo a compreensão bíblica e do próprio Jesus. [FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DE ISRAEL TODAY]

APCNEWS

E quem são os da sinagoga de Satanás? Judeus que se declaram, mas não o são.

Está escrito: “Eis que eu farei aos da sinagoga de Satanás, aos que se dizem Judeus, e não são, mas mentem eis que eu farei que venham, e adorem prostrados a teus pés, e saibam que eu te amo”. (Apocalipse 3: 9)

Isso acontece porque a partir do tempo do fim, começou a ser programado a farsa do Estado moderno da nação de Israel. A partir do ano de 1.798, a família Rothshildcomeçou a ter a hegemonia, não só do mundo financeiro, como também das próprias riquezas do Vaticano. Isso aconteceu a partir do século XVIII. Como podemos ver na declaração de Balford. Assista:

 

Cenas de Jesus são cortadas de Ben-Hur para não violar leis islâmicas

Resultado de imagem para ben hur imagens

Por Jarbas Aragão / GospelPrime

O longa “Ben-Hur” é um remake da história épica de Judah Ben-Hur (Jack Huston), que é falsamente acusado de traição pelo seu próprio irmão Messala (Toby Kebbell) e passa anos servindo como escravo. O centro do roteiro é o relato de como, após anos planejando uma vingança, ele muda de vida após encontrar Jesus (Rodrigo Santoro).

Contudo, a distribuidora do filme afirmou que precisou cortar todas as cenas com Jesus Cristo – 11 minutos no total – para que o filme pudesse estrar na Malásia. Por causa das rígidas leis islâmicas que governam o país, as imagens foram censuradas.

Sobre o “politicamente correto” e o preconceito sobre os cristãos:

https://exateus.com/2016/02/13/publicidade-com-neymar-e-retirada-por-violar-a-santidade-de-meca/

https://exateus.com/2016/01/16/fifa-exclui-o-nome-de-jesus-em-nome-da-tolerancia/

https://exateus.com/2016/08/22/comite-olimpico-protesta-contra-faixa-100-jesus-de-neymar/

https://exateus.com/2016/08/17/sobre-o-politicamente-correto/

https://exateus.com/2015/06/06/a-besta-autofagica-de-7-cabecas-do-marxismo-cultural/

https://exateus.com/2015/10/03/o-novo-testamento-satanico-do-illuminati-rothschild-e-o-marxismo-cultural/

https://exateus.com/2015/03/25/gramsci-subvertendo-a-fe-crista/

Segundo o jornal Belfast Telegraph, a produtora Roma Downey e o co-produtor executivo (e seu marido) Mark Burnett não estavam cientes do fato e temem que o mesmo aconteça em outros países islâmicos.

O casal sempre falou abertamente sobre sua fé cristã e afirma que o objetivo na refilmagem da trama de 1959 estrelada por Charlton Heston era mostrar a ideia do perdão divino para os telespectadores. As mudanças no roteiro geraram muitas críticas a eles, especialmente porque a trama não teve o sucesso esperado nas bilheterias.

A United International Pictures da Malásia, responsável pela distribuição do filme, explicou que os cortes foram necessários “para se adequar aos requisitos legais”. Caso contrário, não poderia ser lançado no país.

A polêmica levou muitos malaios a criticar os cortes, questionando se isso não estragaria a história. A censura acabou chamando atenção da população, na maioria muçulmanos, sobre o que haveria de tão errado na mensagem.

Uma das cenas cortadas mostra a crucificação de Cristo, algo negado pelo Alcorão. Com isso, aumentou a procura pela versão “sem cortes” na internet.

Na época do lançamento do filme no Reino Unido, Downey afirmou que “A história de fé estava entremeada na narrativa… Somente quando Judah Ben-Hur tem um encontro com Jesus Cristo que seu coração se abre. É ao pé da cruz que vemos sua dureza se dissipar”.

Confira uma das cenas: